Secretário de Saúde de Juazeiro promove primeira reunião com novos assessores e superitendentes

Um dos principais nomes da equipe do ex-prefeito de Juazeiro (BA), Isaac Carvalho, o secretário de Saúde de Juazeiro, Plínio Amorim, também mostra que será um dos homens de confiança do atual gestor, Paulo Bomfim. Responsável pela pasta da Saúde, ele não que perde tempo. Na manhã de hoje (10), Plínio fez sua primeira reunião com os novos assessores e superintendentes da Secretaria.

Os principais objetivos do encontro foram o de integrar a equipe e de explanar sobre o funcionamento da pasta. Também participou da reunião a vice-prefeita do município, Dra. Dulce Ribeiro.

Na ocasião, o secretário alinhou com o grupo a filosofia que deve ser consolidada no atendimento à sociedade: o esforço coletivo para levar o melhor serviço possível para a população. “Temos uma equipe integrada e comprometida. São profissionais de alto nível, que já mostraram suas competências técnicas ao longo do tempo. Estamos confiantes que conseguiremos avançar na saúde pública no município durante o mandato de Paulo Bomfim“, afirma convicto.

A equipe também apresentou sugestões que podem vir a contribuir com a gestão. A vice-prefeita reforçou o compromisso já firmado por Bomfim para o setor. “Esse é o foco básico do nosso governo. Eu, como vice-prefeita e médica, fui convidada pelo secretário para estar junto e participar das decisões e de todo planejamento. Entendemos que esse é o primeiro passo para que a saúde funcione em todos os níveis”, argumenta. Também estiveram presentes na reunião os superintendentes de Atenção Especializada, Mário Machado; de Administração, Alfredo Júnior; de Vigilância em Saúde, Tatiane Malta; de Atenção Básica, Ana Lúcia Araújo; de Ações e Insumos Estratégicos com Ênfase na Atenção Primária, Rosa Miguelino; e a assessora de planejamento, Ianni Santana. (foto/divulgação)

Virou moda: Prefeitura de Juazeiro corta salário de secretários e assessores para garantir 13º dos servidores

Prefeitura de Juazeiro/Foto: Ascom PMJOs municípios andam com as contas apertadas e fazendo malabarismos para conseguir manter os contratos e o pagamento dos servidores em dia.

Em Juazeiro, a prefeitura determinou o corte de 20% no salário dos secretários municipais, assessores e comissionados para ajustar as contas e pagar a folha do 13º do salário dos servidores.

E não parou aí, haverá também redução no salário do prefeito e do vice. Situação semelhante no município de Uauá, onde o prefeito Olímpio Cardoso no mês de outubro cortou gratificações e vantagens dos salários dos trabalhadores em educação.

Diante de tantos protestos e lamentos, Cardoso anunciou o corte do próprio salário explicando que a situação é crítica.

Em Juazeiro, além do corte desses salários, no mês de dezembro, também haverá redução de horas extras e gratificações, “mantendo-se o cuidado de garantir o pleno funcionamento dos serviços essenciais”, segundo informou a secretária de Administração, Maeve Melo.

A Secretária informou ainda, que o Governo Isaac Carvalho tem garantido o pagamento em dia dos salários e do 13° salário, todos os anos, mudando uma prática antiga na administração municipal.

Nem Dilma escapa da espionagem do ‘Tio Sam’

dilma/Foto: Agência BrasilDocumentos classificados como ultrassecretos, que fazem parte de uma apresentação interna da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, obtidos com exclusividade pelo ‘Fantástico’, da Rede Globo, mostram a presidente Dilma Rousseff, e o que seriam seus principais assessores, como alvo direto de espionagem da NSA. Um código indica isso.

O jornalista Glenn Greenwald, coautor desta reportagem, foi quem recebeu os papéis das mãos de Edward Snowden – o ex-analista da NSA que deixou os EUA com documentos da agência com a intenção de divulgar o sistema de espionagem americano no mundo.

Glenn afirmou que recebeu o documento na primeira semana de junho, quando esteve com Snowden em Hong Kong. “Ele me deu esses documentos com todos os outros documentos no pacote original”.

O pacote tinha milhares de documento secretos. Glenn analisou esses papéis com Snowden durante uma semana em Hong Kong. Pouco depois, Snowden fugiu para a Rússia, onde passou 38 dias na área de trânsito do aeroporto de Moscou, até ter seu pedido de asilo aceito no país.

Durante a produção, a reportagem conversou com Snowden por um programa de bate-papo protegido contra espionagem. Escondido em algum ponto do território russo, ele disse que por exigência do governo local não pode comentar o conteúdo dos papéis, mas disse que acompanha a repercussão que os documentos estão tendo pelo mundo, inclusive no Brasil.

Ficou muito claro, com esses documentos, que a espionagem já foi feita, porque eles não estão discutindo isso só como alguma coisa que eles estão planejando. Eles estão festejando o sucesso da espionagem”, afirmou Glenn ao Fantástico.

Alvos

Os documentos mostram que foi feita espionagem de comunicações da presidente Dilma com seus principais assessores. Também é espionada a comunicação dos assessores entre eles e com terceiros.

A apresentação secreta se chama “filtragem inteligente de dados: estudo de caso México e Brasil.” Segundo a apresentação, o programa possibilita encontrar, sempre que quiser, uma “agulha no palheiro”.

O palheiro, no caso, é o volume imenso de dados a que a espionagem americana tem acesso todos os dias, espionando as redes de telefonia, internet, servidores de e-mail e redes sociais. A agulha é quem eles escolherem.

No documento, de junho de 2012, são dois alvos: o presidente do México, Enrique Peña Nieto, então candidato líder nas pesquisas para a presidência, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Reação

Ontem (1º) o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se reuniu com a presidente Dilma Rousseff para discutir a reação às novas revelações de espionagem do governo americano. O governo brasileiro decidiu tomar três medidas: o Ministério das Relações Exteriores vai chamar o embaixador americano no Brasil, Thomas Shannon, para que ele dê novos esclarecimentos, vai cobrar explicações formais do governo dos Estados Unidos e vai ainda recorrer aos órgãos internacionais, como a ONU, para discutir a violação de direitos de autoridades e cidadãos brasileiros.

Se forem comprovados esses fatos, nós estamos diante de uma situação que é inadmissível, inaceitável, por que eles qualificam uma clara violência à soberania do nosso país. O Brasil cumpre fielmente com suas obrigações e gostaria que todos os seus parceiros também as cumprissem e respeitassem aquilo que é muito caro para um país, que é a sua soberania”, disse Cardozo.

O ministro esteve na semana passada nos Estados Unidos, onde se reuniu com o vice-presidente, Joe Biden. Ele levou a proposta de que as comunicações só sejam acessadas com autorização da Justiça e no caso de investigações criminais. A proposta não foi aceita. Procuradas, as embaixadas dos Estados Unidos e do México não se manifestaram. (Fonte: G1/Foto: Agência Brasil)

Assessores de Lóssio e integrantes do ‘Vale Acordou’ se envolvem em incidente após procissão em homenagem à padroeira

Um incidente no final da tarde de hoje (15), após a procissão em homenagem à Padroeira de Petrolina, Nossa Senhora Rainha dos Anjos, envolveu integrantes do Movimento ‘O Vale Acordou’ e assessores do prefeito Júlio Lóssio.

Segundo informações repassadas ao Blog, um integrante teria sido agredido fisicamente e teve um cartaz arrancado por dois assessores de Lóssio, quando se dirigia ao prefeito para protestar. Dois guardas municipais que faziam a segurança de Lóssio também teriam participado do incidente. Mais detalhes pelas próximas horas.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br