Câmara aprova projeto que regulariza salários dos médicos da família em Petrolina

Aprovado por 16 votos o projeto de lei 009/2017 de autoria do Poder Executivo que regulariza os salários dos médicos que atuam no Programa de Saúde da Família (PSF) e no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). A aprovação ocorreu na sessão desta terça, 7, e fez parte das primeiras matérias apreciadas na Casa nesta legislatura.

A proposta visa regulamentar o pagamento de R$ 2 mil que os profissionais recebiam por estarem no programa, mas que não estava inserido nos salários, formalmente. Com a aprovação, os médicos do PSF passam de um salário de R$ 6.712,0 para R$ 8.712,00.

Veto

Ainda na sessão desta terça, os vereadores aprovaram o veto ao projeto aprovado por eles próprios no final do ano passado que instituía o programa de enfrentamento à obesidade mórbida. Por 18 voto favoráveis e nenhum contra, o veto foi mantido. O PL não tinha sido sancionado pelo ex-prefeito Julio Lóssio (PMDB), cabendo a missão ao prefeito Miguel Coelho (PSB) que logrou êxito, tendo inclusive o voto da oposição.

O líder da oposição na Câmara, vereador Paulo Valgueiro (PMDB), frisou a importância do programa e justificou por que acompanhou a situação na aprovação do veto. “Sabemos da importância dessa questão da obesidade mórbida atualmente. Deixamos o prefeito à vontade para que ele envie o projeto, para assim a saúde municipal beneficiar pessoas que sofrem com a doença, mas não têm condições de se tratar“, declarou o vereador.

Aprovada em concurso público da Prefeitura de Petrolina volta a reclamar de demora na convocação

Em e-mail enviado a este Blog, a leitora Débora Bezerra, aprovada no concurso público para professor alfabetizador realizado pela Prefeitura de Petrolina, voltou a reclamar da demora na convocação dos aprovados. Ela ainda critica a postura do Executivo e Legislativo em relação a uma nova seleção para contratação temporária.

Acompanhem:

Há poucos dias (23/03/16), foi lançado o resultado final do concurso para Professor Alfabetizador da Prefeitura do Município de Petrolina. Vários foram os que passaram dentro das vagas e mais ainda os que ficaram classificados.

Muito nos incomoda o fato de que o Poder Executivo solicitou abertura de uma nova seleção para contratação temporária e o Legislativo aprovou tudo prontamente. Estamos diante do verdadeiro desmando, haja vista que este governo só enxerga na sociedade meios para arrecadar fundos.

Onde estão os demais órgãos fiscalizadores? Não acredito que após anos sem efetivação para o quadro funcional da Educação, e após um concurso tão concorrido, isso vai acontecer embaixo das vistas de toda uma sociedade!

Quais são os esclarecimentos? Aguardamos uma posição dos envolvidos no processo, e não custa lembrar que estamos em ano político. Qual será a ferramenta de campanha este ano?

Débora Bezerra/Leitora

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br