Deputados pernambucanos irão destinar R$ 50 mil para reforçar recompensa do disque-denúncia do Caso Beatriz

Os parlamentares pernambucanos deverão ampliar o valor da recompensa do disque-denúncia para o Caso Beatriz, passando dos atuais R$ 10 mil para mais R$ 50 mil. Esse foi um dos encaminhamentos da audiência conjunta das Comissões de Direitos Humanos e de Cidadania da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), com a presença de Sandro Romilton e Lucinha Mota, pais da menina Beatriz Angélica Mota, 7 anos, assassinada em dezembro de 2015 com mais de 40 facadas dentro das instalações do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, Centro de Petrolina. O crime ocorreu durante uma festa de encerramento do ano letivo.  (mais…)

Caso Beatriz: Delegada quer ajuda da imprensa nacional para chegar a suspeito

Sandro Romilton e Lúcia Mota, pais da menina Beatriz Angélica Mota (assassinada em dezembro de 2015 no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina), participaram na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), no Recife, na manhã de hoje (24), de uma sessão conjunta com a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos. Proposta pelo deputado Odacy Amorim (PT), a reunião contou com a presença da delegada Gleide Ângelo, responsável pelo caso.

Lúcia pediu para que seja criada uma Comissão com o objetivo de acompanhar o inquérito do Caso Beatriz. Já a delegada falou em ampla divulgação do caso na mídia nacional para chegar ao suspeito. “Pedimos em nome da polícia ajuda para uma campanha nacional, em todos os Estados, nos jornais de abrangência nacional”, falou Gleide.

Está previsto um protesto em frente ao prédio do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), na tarde de hoje.

Disque-Denúncia

O Disque-Denúncia de Pernambuco continua oferecendo R$ 10 mil de recompensa para quem tiver informações sobre a localização do assassino da menina.

Quem tiver informações que possam auxiliar a polícia na identificação do suspeito que aparece nas imagens pode entrar em contato com os investigadores através dos números abaixo: Ouvidoria SDS – 181 WhatsApp – (87) 9 9911-8104 Disque-Denúncia  (81) 3421-9595 (81) 3719-4545. (foto/reprodução Facebook)

Sobre possível instalação de Escola Técnica Estadual em Petrolina, Lucas Ramos diz ter sido primeiro a reivindicar equipamento

Em contato com este Blog, o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) comentou a visita do secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amâncio, a Petrolina para vistoriar áreas que poderão receber a primeira Escola Técnica Estadual (ETE) do município.

O parlamentar lembrou que em 2015 fez a primeira indicação no sentido de reivindicar do Governo do Estado a ETE para Petrolina. “Logo no início do nosso mandato, apresentamos indicação ao governador Paulo Câmara e ao secretário de Educação para que a unidade fosse instalada em Petrolina. Vejo que o nosso trabalho está gerando resultados concretos”, comemorou Lucas.

A indicação foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) no dia 17 de agosto de 2015. “É um desafio que assumimos desde o primeiro momento do nosso mandato e estamos animados em ver que o resultado de nossa luta se tornará realidade”, explica.

Ainda de acordo com o deputado, o Ministério da Educação sinalizou disposição pela construção da escola. “Em Brasília, estivemos com o ministro Mendonça Filho, que nos garantiu os recursos necessários para realização da obra”, adiantou Lucas. O custo médio para implantação de uma ETE é de R$ 11 milhões. “São escolas que oferecem qualificação profissional e ajudam na inserção dos jovens no mercado de trabalho, fortalecendo a economia regional. Os filhos de Petrolina terão mais uma oportunidade de construir novos caminhos”, analisou o deputado.

Odacy Amorim cobra de comando da PMPE reforço no policiamento para Zona Rural de Petrolina

Na última segunda-feira (15) a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) realizou sessão solene para homenagear os 200 anos de atividades da Polícia Civil (PC) no Estado. Mas nem por isso o evento foi só de comemorações.

Aproveitando a ocasião, o deputado estadual Odacy Amorim (PT) cobrou do Comando da Polícia Militar, por meio do Coronel Jonas Barbosa e do Coronel Cavalcante (subcomandante), presentes no evento, para que sejam criadas mais medidas de segurança no interior pernambucano, em especial nos distritos de Rajada, Izacolândia e Nova descoberta, que integram a Zona Rural de Petrolina.

“Recebi informações de que as viaturas têm sido deslocadas no período noturno para cobrir a cidade. Quero apelar ao comandante do 5º BPM, em Petrolina, que possa mandar um reforço com um maior efetivo e mais viaturas, mas que não retire as rondas ostensivas nas comunidades de Rajada, Izacolândia e Nova Descoberta. Tirar esses carros irá deixar o interior descoberto e causará um grande mal aos moradores”, frisou Odacy. (Foto/divulgação)

Entidades sindicais de trabalhadores rurais entregarão na Alepe relatório contra reforma da previdência

A Federação dos Trabalhadores Rurais de Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco (Fetape) e a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Pernambuco (Fetaepe) estarão entregando nesta segunda, 15, às 10h, relatório à Comissão Especial da Previdência Social da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). O documento contém 53 Resoluções e Moções contra à Reforma da Previdência, aprovadas pelas Câmaras de Vereadores durante audiências públicas nos municípios, além de um abaixo-assinado com mais de 28 mil assinaturas.

A ideia é que essa documentação possa ser incorporada a um relatório da Comissão, que será enviado ao Congresso Nacional, mostrando a opinião dos pernambucanos sobre o tema. Deputados federais e senadores do estado foram convidados para esse momento de entrega da documentação.

“A nossa gente tem deixado bem claro: hoje, a decisão sobre como votar é deles, mas em 2018 será nossa. Não se reelegerão os deputados e senadores que contribuírem com essa violação aos direitos da classe trabalhadora. E nós, da Fetape e dos Sindicatos, faremos o nosso papel, divulgando por todos os meios ao quais temos acesso os nomes e partidos de cada um e cada uma que votar a favor”, afirma o presidente da Fetape, Doriel Barros.

Pernambuco foi o Estado que mais realizou audiências sobre a Reforma da Previdência. Ao todo, foram mais de 120, organizadas pelas Câmaras, a partir de solicitação dos Sindicatos filiados à Fetape e Fetaepe, em parceria com organizações e movimentos sociais e sindicais, a exemplo da CUT. Além disso, foram promovidos dezenas de atos públicos para cobrar dos deputados federais, especialmente os pernambucanos, que votem contra a PEC 287.

A documentação que será entregue à Assembleia foi a que chegou a tempo na sede das duas Federações. Porém, outras resoluções e moções e mais assinaturas do abaixo-assinado vão ser enviadas diretamente dos municípios ao Congresso Nacional. Segundo as entidades, as audiências públicas possibilitaram um grande debate com os vereadores e com a sociedade em geral, fazendo com que todos e todas tivessem acesso a informações sobre a proposta do Governo Federal, que só vem a prejudicar os trabalhadores.

“Nesse sentido, os nossos Sindicatos tiveram uma importância enorme nesse processo, assim como na Greve Geral do dia 28 de abril, que foi a maior dos últimos tempos”, lembra o vice-presidente da Fetape, Paulo Roberto Rodrigues, que coordena o Setor de Políticas Sociais da Federação.

Prejuízos

Durante as audiências, diferentes expositores apresentaram os impactos que essa Reforma terá na vida dos trabalhadores, especialmente os rurais, sem contar os prejuízos que provocará na economia dos municípios. Aumento da idade mínima e do tempo mínimo de contribuição, e valor fixo mensal de contribuição para os trabalhadores rurais estão entre os temas que mais mexerão negativamente com a vida dos homens e mulheres do campo.

O presidente da Fetaepe, Gilvan José Antunis, espera que “a entrega dessa documentação possa fazer com que os deputados federais pensem melhor antes do dia da votação, e que aqueles que pretendem votar nos interesses do governo mudem de ideia e votem pelos trabalhadores”. Além das ações no âmbito estadual, a Fetape tem participado de várias mobilizações em nível nacional, juntamente com as federações de outros estados e a Contag, visando a chamar a atenção do Congresso Nacional sobre a necessidade de escutar o clamor por “nenhum direito a menos” e sobre o desserviço à sociedade que eles cometerão se votarem a favor da PEC 287.

Depois de Isaac em Juazeiro, ex-vereador de Petrolina também mira 2018

Não é só o ex-prefeito de Juazeiro (BA), Isaac Carvalho (PCdoB), que está de olho em 2018. Em Petrolina, também tem gente sonhando com a possibilidade de disputar uma vaga de deputado no ano que vem.

Trata-se de Dr.Pérsio Antunes (PV). Na cidade, o ex-vereador rendeu uma singela homenagem ao Dia das Mães, neste domingo (14), por meio de uma placa de outdoor. Evidentemente os mais antenados já comentam nos bastidores qual a real intenção dessa homenagem.

Caso Dr.Pérsio venha mesmo disputar as eleições do ano que vem, não seria nenhuma surpresa. Se fosse pelo ex-vereador, ele já teria disputado uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) desde 2010, quando ainda era aliado do ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PMDB). E foi justamente pela falta de apoio de Lossio ao seu projeto que Dr.Pérsio chutou o balde e decidiu romper com Lossio.

Projeto que cria batalhão especial da PMPE é retirado de pauta na Alepe e deve voltar a ser analisado no próximo dia 16/05

Após acordos entre as bancadas do governo e de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), ontem (9), o projeto de lei que dá origem ao Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) na estrutura da Polícia Militar de Pernambuco (PM-PE) – PL 1330/2017 – foi retirado da pauta da reunião da Comissão de Justiça e só voltará a ser apreciada no dia 16 de maio, de acordo com informações da comunicação da Alepe. Para a ocasião, está prevista a presença de representantes da Secretaria de Defesa Social (SDS), que devem apresentar detalhes da proposta.

A iniciativa para o adiamento da discussão partiu da bancada de governo. De acordo com o líder Isaltino Nascimento (PSB), que também é relator do texto na Comissão de Justiça, o grupo conversou com a oposição. “Conversamos com a oposição e por isso pedimos que a matéria seja votada na próxima semana”, explicou o socialista. “Traremos membros do governo para debater o projeto e, em seguida, vamos submetê-lo à apreciação dos pares”, afirmou Isaltino Nascimento.

O líder da oposição, Silvio Costa Filho (PRB), por sua vez, defendeu o aprofundamento do debate. “Quem sabe o próprio secretário de Defesa Social possa vir tratar desse tema conosco, tendo em vista os questionamentos que temos a fazer”, afirmou. Já o também oposicionista Edilson Silva (PSOL) considerou como “sensibilidade do governo em entender que é preciso mais tempo para chegar a definições mais amadurecidas”.

Além da proposta de criação do Bope, outro texto que divide as bancadas também teve a apreciação adiada nesta terça – a Emenda Modificativa nº 01 ao Projeto de Lei 1239/2017, que institui o Sistema de Plantões Extraordinários na Rede Estadual de Saúde. A matéria foi retirada da pauta do colegiado, a pedido da oposição e com o consentimento da liderança do governo. O texto deve voltar à pauta da Comissão de Justiça na próxima terça (16). (Fonte: Blog da Folha/foto reprodução)

Alepe instala Comissão Especial para elaborar Estatuto da Pessoa com Câncer

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) passou a contar, ontem (8), com a Comissão Especial que discutirá a criação do Estatuto da Pessoa com Câncer em Pernambuco. Durante a reunião de instalação do colegiado, o deputado Rodrigo Novaes (PSD) foi eleito presidente, e as deputadas Socorro Pimentel (PSL) e Simone Santana (PSB) foram designadas, respectivamente, relatora e vice-presidente.

De acordo com Novaes, serão realizadas visitas a instituições que prestam serviços de oncologia no Estado, a exemplo de entidades assistenciais como o Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (Nacc) e o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GAC). “Precisamos conhecer de perto as dificuldades, ouvir as demandas e poder colher sugestões para elaborar um estatuto que realmente reflita as necessidades da população”, declarou o parlamentar.

O objetivo do grupo é garantir prioridade e amparo aos pacientes com câncer no atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS). Também são membros titulares os deputados Júlio Cavalcanti (PTB) e Roberta Arraes (PSB). Os deputados Clodoaldo Magalhães (PSB), Isaltino Nascimento (PSB), Priscila Krause (DEM), Sílvio Costa Filho (PRB) e Terezinha Nunes (PSDB) atuarão como suplentes.

Plenário – À tarde, no tempo dedicado à Comunicação de Lideranças, Novaes compartilhou com os demais parlamentares os objetivos do colegiado. “Há várias questões que precisam ser verificadas, como abrigo, transporte, exames e medicamentos necessários a esses pacientes”, esclareceu. Para o deputado, o grupo também trabalhará para que os serviços públicos na área de oncologia cheguem aos municípios do Interior. (Foto: Jarbas Araújo/Alepe)

Alepe discute reestruturação dos Correios

Para debater a atual situação da estatal e propor melhorias para os Correios em Pernambuco, a Comissão de Justiça da Assembleia Legislativa do estado, promoveu audiência pública nesta sexta (5). Os servidores da órgão estão em greve desde 26 de abril.

Nessa quinta (4), uma proposta de negociação dos dirigentes nacionais dos Correios para fim da paralisação já havia sido encaminhada à categoria. Funcionários dos Correios de Brasília e do Espírito Santo acataram as sugestões e retornaram às atividades , mas a maioria dos sindicatos – que chega a 36 em todo o Brasil – optou por decidir pela suspensão da greve ou não em assembleia na próxima segunda (8).

“Estamos aqui para discutir uma situação que permeia um debate atual, pertinente e na ordem do dia: o papel do Estado. Nesse contexto, o caso específico dos Correios ganha importância ainda maior”, declarou o deputado Waldemar Borges (PSB), presidente da Comissão de Justiça. A relevância do debate, de acordo com ele, deve-se justamente ao papel desempenhado pelos Correios no Brasil.

“Trata-se de uma empresa presente em 5.560 municípios, responsável por mais de 117 mil postos de trabalho e que entrega uma média de 30 milhões de correspondências por dia”, reforçou.

Entendendo que a reestruturação pretendida pelo Governo Federal na verdade significa a privatização da empresa, representantes dos trabalhadores compareceram à audiência na Alepe com faixas manifestando insatisfação com a proposta. Carteiro há 25 anos e secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em Pernambuco, Rinaldo Nascimento avaliou como falsos os argumentos oficiais da gestão Michel Temer de que há um déficit financeiro nos Correios e a necessidade de demissão de funcionários.

Também criticou o anúncio de fechamento de 250 agências e a ausência de concursos públicos. Até o fim deste semestre, duas agências deverão encerrar suas atividades em Pernambuco. Durante audiência pública na Câmara dos Deputados em abril, o presidente dos Correios, Guilherme Campos, declarou que a empresa está em crise financeira, com prejuízo da ordem de R$ 4 bilhões no acumulado de 2015 e 2016.

Na ocasião, foi negado, pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, o objetivo de privatizar a estatal. Entretanto, a reestruturação da empresa foi apontada pelo gestor da pasta como necessária.

“Reestruturar sempre é positivo, se for no sentido de fortalecer a empresa e adequá-la aos novos desafios”, declarou o diretor regional dos Correios em Pernambuco, Pedro Mota. Contudo, a possibilidade de uma privatização da estatal é completamente refutada por ele: “A empresa é forte. Se a proposta for essa, não é do nosso interesse”, argumentou.

Pesquisador do Laboratório de Geografia Política e Planejamento Territorial e Ambiental, da Universidade de São Paulo (USP), o professor Igor Venceslau ressaltou a importância de fortalecimento dos Correios do Brasil. Com pesquisa de três anos sobre o funcionamento da estatal, ele discorda da ideia de que há crise.

“Nos estudos que fizemos, constatamos que não existe uma crise estrutural nos Correios. A empresa, na verdade, está sendo afetada por uma crise que, inclusive, nem é só brasileira”. Na avaliação dele, “qualquer ação nesse momento seria muito delicada”. A estatal dá lucro. Na última década, houve avanço de quase 10% ao ano. Um percentual considerado alto para uma empresa pública”, registrou o pesquisador.

Venceslau falou, ainda, sobre o ônus de uma privatização dos Correios. “O País perderia em quatro frentes: social, econômica, territorial e geopolítica”. Resultaria na perda da universalização do serviço postal; na desestruturação do comércio digital, que dá suporte a empresas e autônomos; no prejuízo à integração nacional; e até mesmo na soberania nacional, já que o serviço de mensagem é estratégico”, elencou. (Foto: Ascom/Alepe)

 

Deputada sertaneja diz que vai aproveitar visita de Paulo Câmara ao Araripe “para cobrar obras”

O governador Paulo Câmara não terá ‘refresco’ em sua visita ao Sertão do Araripe, nesta sexta-feira (5), para mais uma etapa do Seminário ‘Pernambuco em Ação’, que acontecerá em Ouricuri. Pelo menos se depender da deputada estadual Socorro Pimentel (PSL).

Em seu discurso no Pequeno Expediente da Assembleia Legislativa (Alepe), nesta quinta-feira (4), a parlamentar disse que vai cobrar do socialista as obras para o município de Araripina, que tem como prefeito o seu marido, Raimundo Pimentel. “Estaremos presentes e atentos, eu e o prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel, participando da discussão sobre obras importantes para a região”, garantiu.

Entre os empreendimentos que serão entregues à população durante o evento, a deputada destacou a Unidade de Pronto Atendimento e Especialidades (UPAe) Maria Gorete Modesto Soares, no município de Ouricuri. Socorro aproveitou o pronunciamento para cobrar a conclusão da pavimentação de estrada que liga a BR-316 ao distrito de Lagoa do Barro, na zona rural. “Falta apenas uma ordem de serviço para que a obra, iniciada em setembro de 2015, seja concluída”, ressaltou. A deputada também falou sobre a necessidade de o governo estadual implementar uma Companhia Independente da Polícia Militar e de oferecer novos leitos de UTI neonatal. (Foto: Roberto Soares/Alepe)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br