Artigo do leitor: “O Banco do Brasil e o fechamento de agências”

Banco-do-BrasilDiante do fechamento de agências anunciado esta semana pelo Banco do Brasil, o leitor Billy Martins faz uma ponderação pertinente neste artigo enviado ao Blog.

Confiram:

Por alguns anos, sempre em meados de setembro, os bancos paravam por greve.  Os bancários não se atentaram que estavam cavando a própria cova.  A crescente utilização de aplicativos de celular, internet e lotéricas, determinaram chegar a esse ponto. Temos até um banco que abre conta pelo celular ou navegador, isso é tendência. Agora, os bancários colhem a abertura que deram, e como foram inocentes, antecipando algo que poderia ser implantado aos poucos.

Depois de testes bem executados, ficou fácil identificar que a população não tinha a mesma necessidade de ir às agências como antigamente, e mais: não fiquemos surpresos se a Caixa ou até os bancos privados acompanharem essa tendência. Posteriormente veremos uma quantidade enorme de bancários disponíveis para o mercado de trabalho, ou seja, demissões voluntárias, demissões de fato e os poucos que trabalharem nesses postos de atendimento serão terceirizados e remunerados com valores bem menores.

Outro ponto ruim para os bancários é que a maioria não se preparou para atuar em outras áreas, a não ser o próprio banco. Mesmo que recebam uma boa quantia financeira, será grande a dificuldade em se voltar para um novo momento do mercado de trabalho, aceitando até funções menores. Ou pior, como aconteceu no passado, enfrentarem o desafio de empreender e depois durarem no máximo dois anos com um formato de negócio inviável. 

Aqueles que forem “espertos”, digo espertos mesmo, não apenas inteligentes, que busquem o quanto antes a capacitação e uma nova visão do cenário atual, para não passar por grandes dificuldades.

Billy Martins/Leitor

Equipe do Blog comenta sobre aumento da violência e fechamento de agências do Banco do Brasil

Justiça manda Caixa abrir agências em Pernambuco para pagamento de alvarás

Quatro agências da Caixa Econômica Federal serão abertas todos os dias, por duas horas, exclusivamente para o pagamento de alvarás de Justiça enquanto durar a greve nacional da categoria. A decisão foi tomada ontem (4) em audiência de conciliação entre o Sindicato dos Bancários de Pernambuco, a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Pernambuco (OAB-PE), o Banco do Brasil (BB) e a Caixa, na 11ª Vara do Trabalho.

Os bancários estão em greve há quase um mês em todo o Brasil. Em Pernambuco, problemas com o pagamento de alvarás levaram a OAB-PE e o sindicato a um conflito judicial. Os alvarás são ordens de pagamento do poder Judiciário em favor de uma pessoa física. Pensão alimentícia depositada em juízo e indenizações trabalhistas, por exemplo, são movimentados por meio dessas ordens. Se o pagamento não é feito, advogados também ficam sem remuneração, já que os honorários são um percentual cobrado, normalmente, em cima do recurso ganho judicialmente.

A OAB chegou a pedir a prisão da presidenta do Sindicato dos Bancários, Suzineide Rodrigues, porque, segundo a instituição, a categoria estaria descumprindo ordem judicial para o funcionamento mínimo de agências bancárias para o pagamento dos alvarás. A juíza Mariana de Carvalho Milet, que conduziu a conciliação hoje, indeferiu o pedido de prisão neste domingo (2) e convocou as partes para o acordo.

Durante a audiência, o Banco do Brasil informou que conseguiu organizar o pagamento dos alvarás, mas o atendimento na Caixa ainda era motivo de impasse. A juíza solicitou a lista de trabalhadores sindicalizados e não sindicalizados que poderiam realizar o pagamento de alvarás nas agências, e convocou, ela própria, os funcionários citados. A responsabilidade por comunicar os sindicalizados será do sindicato, e a Caixa informará os demais.

As quatro agências da Caixa que abrirão para pagamento de alvarás ficam no Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT6), no Fórum do Recife, na Justiça do Trabalho de Jaboatão e na Justiça do Trabalho do Recife. A decisão vale a partir de quinta-feira (6), e abrange o pagamento dos alvarás expedidos pelos órgãos do Poder Judiciário Estadual e Federal. A juíza negou o aumento da multa a ser paga diariamente pelo Sindicato dos Bancários de Pernambuco caso descumpra o acordo, de R$ 10 mil a R$ 100 mil, como havia pediu a OAB-PE.

Greve 

Os bancários estão em greve há quase um mês em todo o Brasil. Os trabalhadores pedem reajuste salarial de 14,78%, dos quais 5% são de aumento real. A pauta inclui ainda participação nos lucros e resultados de três salários mais R$ 8.297,61; piso salarial de R$ 3.940,24; vales-alimentação e refeição, e auxílio-creche/babá no valor do salário-mínimo nacional (R$ 880). Atualmente, os bancários têm um piso de R$ 1.976,10 (R$ 2.669,45 para os funcionários que trabalham no caixa ou tesouraria). As informações são da Agência Brasil.

Novo comando da Caixa estuda fechamento de agências

CaixaO novo presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, encontrará um diagnóstico que mostra como o banco estatal precisa melhorar a eficiência operacional. Uma centena de agências estão deficitárias, ou seja, fecham no vermelho, mas, mesmo assim, a vice-presidência que cuida da rede do banco recomendou o fechamento de apenas 15 delas que estão totalmente inoperantes.

A Caixa foi usada nos últimos anos pelo governo do PT como locomotiva do crédito no País, estratégia para impulsionar a atividade econômica. Dessa forma, a instituição conseguiu aumentar sua participação no mercado, mas essa expansão do crédito também provocou efeitos colaterais, como o aumento do nível de calotes do banco.

O alto número de agências deficitárias também é consequência dessa política. Desde 2010, a Caixa abriu 1.329 agências. A análise da direção do banco é que não se faz mais necessária toda essa estrutura, ainda mais com a mudança dos hábitos dos clientes, que cada vez mais optam pelos serviços pelo computador ou pelo smartphone.

No primeiro trimestre deste ano, a quantidade de usuários cadastrados para acesso via smartphones aumentou quase 63% em relação ao primeiro trimestre de 2016 e a de usuários via internet banking cresceu 20% na mesma comparação. Mesmo assim, a quantidade de transações online ainda representa menos de um quarto do total de transações realizadas no período. Um dos desafios do novo presidente será ampliar a presença do banco no meio digital.

Um empecilho para o fechamento das agências é que são usadas para o pagamento de benefícios sociais, como o Bolsa Família, mas a avaliação é de que esse serviço poderia ficar restrito às casas lotéricas. O banco tem atualmente 4,2 mil agências e pontos de atendimento e 26,5 mil correspondentes Caixa Aqui e Lotéricos.

O jornal O Estado de S. Paulo apurou que Gilberto Occhi já está avaliando esse estudo e tem intenção de colocá-lo em prática, mas quer avaliar o potencial de rentabilidade de cada agência e onde estão localizadas.

Redução de pessoal

O banco também deve manter a política de redução de custos com pessoal, com planos de demissão e de incentivo à aposentadoria. A Caixa cortou o número de funcionários de 100,3 mil para 97 mil em 12 meses. No período, a despesa com pessoal cresceu 1,6%, bem abaixo da inflação, totalizando R$ 5 bilhões. A instituição está buscando ações para reduzir gastos e aumentar a produtividade.

Ao assumir a Caixa, Occhi também receberá o desenho de um caminho para a abertura de capital do banco estatal ainda no governo do presidente em exercício Michel Temer. Para que uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) seja possível daqui a dois anos, o banco estatal teria de privatizar antes três áreas: seguros, loterias e cartões. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. (foto/reprodução)

Após greve, agências bancárias voltam a funcionar em Pernambuco

greve bancosDepois de 23 dias de greve dos bancários em Pernambuco, as agências voltam a funcionar normalmente na manhã desta segunda-feira (14). O Sindicato dos Bancários de Pernambuco afirmou também que os bancos públicos e particulares devem estar preparados para atender a demanda, mesmo que a semana seja intensa em grande parte das agências de todo o estado. A presidente do sindicato da categoria, Jaqueline Mello, alerta que somente casos de urgência devem ser resolvidos imediatamente.

O atendimento vai ser normalizado, mas imaginamos que tenha um grande movimento. É importante que as pessoas que não tenham nada urgente para fazer, que deixem para a semana que vem. Os funcionários vão estar bastante sobrecarregados”, disse.

Após a greve, os bancos concederam parte das reivindicações aos cerca de 2 mil bancários do estado. De acordo com a presidente, o reajuste alcançado foi de 8%, que significa 1,82% de ganho real acima da inflação. O piso dos trabalhadores passou de R$ 1.519 para R$ 1.648, aumento de 8,5%. “Conseguimos também alguns pontos importantes com relação ao assédio moral, metas abusivas e contratação“, enumerou a presidente. (Fonte: G1-PE)

Apesar de movimento interno, agências em Petrolina continuam greve nacional dos bancários

bancos caixaQuem foi às agências da Caixa Econômica Federal no River Shopping e Centro de Petrolina (foto) nesta quarta-feira (2), teve a impressão de que a greve dos bancários, que hoje completa 13 dias, já teria encerrado . O mesmo pôde ser constatado no Itaú. Mas não foi bem isso.

Segundo o diretor do Sindicato dos Bancários, Waldir Monteiro, nenhum serviço interno nas agências está sendo realizado, à exceção do atendimento aos idosos – no caso do Itaú.

Ao Blog, ele disse ainda que até sexta-feira (4) existe a previsão de uma nova tentativa de diálogo com os banqueiros. Mas até lá, o movimento grevista continua firme e forte.

Veja como ficaram as agências assaltadas nesta madrugada em Dormentes

Agência BB

bb3

Agência Bradesco

br2

 

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br