Petrolândia: Agricultores bloqueiam BR-316 e desativam bombas do Eixo Leste da Transposição

Um protesto de agricultores no início da manhã desta quinta-feira (18), entre os municípios de Floresta (PE) e Petrolândia (PE), ambos no Sertão de Itaparica, bloqueou a BR-316. Os manifestantes também desativaram as bombas da Transposição na Estação de Bombeamento (EBV-01) do Eixo-Norte.

Centenas de agricultores do Distrito Icó-Mandantes, zona rural de Petrolândia, estão  inconformados com a falta de manutenção e as constantes ameaças de desativação das bombas d’água dos perímetros irrigados do Sistema Itaparica por parte da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) e da empresa contratada pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) para fazer o serviço. Eles resolveram, de forma pacífica e com ajuda de tratores, bloquear parte da rodovia de acesso à EBV-01, desativando o sistema operacional da mesma.

Segundo o agricultor e ex-vereador de Petrolândia, Rogério Novaes, a 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf de Petrolina já entrou em contato com a comissão dos agricultores e prometeu de imediato enviar um representante do órgão para tentar uma negociação com os manifestantes.

Ainda segundo Novaes, a negociação só poderá ser feita por documento com assinatura do contrato para delegação de competências de manutenção e operação dos perímetros. Os agricultores não deram previsão do horário em que pretendem encerrar o protesto. (Fonte/foto: Petrolândia Notícias)

Invasores de lotes em áreas da Codevasf em Petrolina serão responsabilizados judicialmente e perderão investimentos

Como este Blog mostrou recentemente, o gestor da 3ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Aurivalter Cordeiro, solicitou da Polícia Federal (PF), providências sobre invasões de áreas nos perímetros irrigados pertencentes à Companhia localizados na zona rural de Petrolina.

As invasões ocorrem especialmente no Perímetro Senador Nilo Coelho e no Pontal. Um mandado de segurança existe desde 2012 para que as terras, que são boa parte de reserva legal de preservação do bioma Caatinga, sejam desocupadas. Este Blog apurou ainda que já chega a 709 hectares o total de área de reserva legal invadida e totalmente destruída. Nas invasões, conforme informações, pode-se ver carros como caminhonetes de luxo, estacionadas.

A polêmica voltou à tona nesta semana e a 3ª SR Codevasf emitiu nota “esclarecendo que não autorizou a venda de lotes agrícolas no Projeto de Irrigação Senador Nilo Coelho, onde pessoas inescrupulosas estão comercializando ilegalmente terras da Área de Reserva Legal do referido Projeto Público de Irrigação. Também não autorizou a venda de lotes agrícolas no Projeto Pontal, onde, de acordo com informações passadas à Superintendência, também estão sendo realizadas negociações ilegais da mesma natureza”.

Sobre os que já adquiriram e os que estão tentando adquirir áreas nos respectivos locais, a nota diz que a Companhia já tomou as medidas cabíveis e que todos serão responsabilizados judicialmente. “Aqueles que estão tentando adquirir, desta forma, os lotes, perderão o seu investimento e serão responsabilizados judicialmente. A Codevasf já está tomando todas as medidas jurídicas que o caso requer”, finaliza.

Problema da água salobra pode voltar com período de chuvas em Petrolina, alerta Odacy

odacy

A proximidade do período de chuvas em Petrolina pode trazer de volta uma dor de cabeça da população: a água salobra. O alerta é do deputado estadual Odacy Amorim (PT). Ele afirma que a solução já é conhecida e deveria ter sido colocada em prática pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

No começo do ano, Odacy já havia feito um alerta em relação ao assunto. O problema se localiza no Riacho Vitória, principal estação de tratamento da cidade.

“Busquei ajuda na Codevasf, que me acompanhou na solicitação que fiz no começo do ano. Também alertei a Compesa, provoquei o Ministério Público, que determinou a resolução do problema. Enviei ainda ofício à prefeitura, solicitando alguma medida. Mas não vi nada ainda ser feito, por isso fui à Compesa no final da última semana conversar sobre a questão da água tratada para o povoado do Capim, na zona rural, e provoquei a gerência sobre essa situação do Riacho Vitória. Estou realmente preocupado com a falta de uma solução já orientada pelo Ministério Público”, reclamou Odacy.

Conforme o parlamentar, ficou acertado que a 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf e a Compesa iriam trabalhar juntas nesta questão, com a utilização de um flutuante no Riacho Vitória para transportar a captação da água e, assim, manter a qualidade do líquido, mesmo com as chuvas. O acesso às chácaras e roças situadas na área provocou o fechamento da passagem do Riacho e nada foi feito para romper essas paredes.

Audiência

“Alertei na reunião que essas paredes que fecharam o Riacho poderão causar danos na qualidade da água que consumimos aqui na cidade. Se não for feita a abertura do Riacho, que se coloque o flutuante o quanto antes. Estou pedindo uma audiência na Codevasf e vou levar a ata da reunião ao Ministério Público, porque é simples a solução fazendo a captação da água mais dentro do rio com o flutuante e assim, evitando que a contaminação volte. As chuvas podem chegar, sem que nada tenha sido feito. Isso é preocupante”, concluiu Odacy Amorim. As informações são da assessoria do deputado.

Superitendente da 3ª Regional da Codesvasf tem semana atribulada de reuniões com gestores eleitos e membros do MST

parnamirim-visita

O titular da 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf, Aurivalter Cordeiro, teve uma semana movimentada em seu gabinete no órgão federal, localizado em Petrolina. (mais…)

Lucas Ramos responde 3ª SR Codevasf sobre sistema de abastecimento do Serrote do Urubu

Lucas Ramos2Em nota enviada pela sua assessoria a este Blog, o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) rebateu a informação da 3ª Superintendência Regional da Codevasf, quanto ao edital de licitação para concussão do sistema de abastecimento d’água do Serrote do Urubu, comunidade da área ribeirinha de Petrolina. (mais…)

3ª SR Codevasf contesta informações de Lucas Ramos sobre licitação do sistema de abastecimento de Serrote do Urubu

serrote do urubuPor meio de nota enviada a este Blog, a 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf em Petrolina está contestando algumas informações divulgadas pelo deputado estadual Lucas Ramos (PSB) em relação ao sistema de abastecimento d’água da localidade de Serrote do Urubu, área ribeirinha da cidade. Segundo a Companhia, o hoje senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) também envidou esforços para viabilizar a obra, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), quando era ministro da Integração Nacional. A Codevasf alega ainda que a licitação anunciada por Lucas não é para concluir o sistema.

Confiram a íntegra da nota:

Com relação a reportagem publicada neste Blog, com o título “Licitação para conclusão de abastecimento de água no Serrote do Urubu”, a 3º Superintendência Regional da Codevasf/Petrolina esclarece que a obra é realização da Codevasf. A referida obra é fruto do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e contou com o apoio do atual senador Fernando Bezerra Coelho, que na época era ministro da Integração Nacional.

O sistema de abastecimento do Serrote do Urubu atende também a Vila Salur, teve investimentos de R$ 1.209.187.03 (Hum milhão duzentos e nove mil, centro e oitenta e sete reais e três centavos) e vai beneficiar cerca de 416 famílias. O sistema é composto por flutuante, estação de tratamento com 4 filtros, reservatório com capacidade de 140 metros cúbicos, adutora de água e rede para distribuição de água tratada de 6 km de tubos.

As obras foram iniciadas em 15 de janeiro de 2010. Em julho de 2013 a obra foi concluída. Ressaltamos ainda que o Sistema de Abastecimento de água no Serrote do Urubu sofreu vários furtos de equipamentos, depredações e também com a vazão do nível de água do Rio São Francisco houve a necessidade de correções.

A licitação aberta pela Compesa e que estará disponível a partir da próxima terça-feira, 22, não é para conclusão, e sim para os itens de segurança e urbanização do sistema e outros itens.

3ª SR Codevasf/Ascom

Prefeita eleita de Santa Cruz reúne-se com superintendente da 3ª Regional da Codevasf em busca de parcerias

eliane e aurivalter codevasf

Quem andou visitando a 3ª Superintendência Regional da Codevasf, em Petrolina, foi a prefeita eleita de Santa Cruz (PE), Eliane Soares (PR). A gestora foi recebida pelo atual titular do órgão federal, Aurivalter Cordeiro.

Entre as reivindicações, Eliane solicitou da Companhia ações que garantam às famílias do município do Araripe conviver com a seca, melhorando a qualidade de vida – a exemplo da instalação de uma adutora, perfuração de poços e saneamento.

A futura gestora ressaltou, diante do atual cenário de dificuldades, a importância da parceria de órgãos como a Codevasf. Aurivalter, por sua vez, parabenizou Eliane e reforçou que a 3ª SR está à disposição para possíveis novos projetos entre a Companhia e a prefeitura.

Cabrobó: Engenheiros iniciam estudo do solo para projeto do Maria Preta

estudo-perimetro-maria-preta-cabrobo

Os engenheiros Anestor Júnior, José Costa e Tadeu Montenegro já começaram um reconhecimento prévio para o estudo do solo com vistas ao estudo de viabilidade do Perímetro de Irrigação Maria Preta, em Cabrobó (PE), no Sertão do São Francisco. O pedido partiu do titular da 3ª SR Codevasf, Aurivalter Cordeiro, e de Guilherme Coelho.

As áreas visitadas foram as seguintes: Salãozinho, Cachoeirinha, Campo Alegre, Logradouro, Maria Preta, Poço do Angico, Mosquito, Saco da Serra, Novo Horizonte e Barro Branco. Também foi visitado pelos profissionais o Reservatório do Tucutu, de onde sairá a água para abastecer o perímetro irrigado. Defensor da agricultura irrigada na região, Guilherme tem dado toda a força ao projeto.

3ª SR Codevasf esclarece atraso nos salários de funcionários terceirizados

fachada codevasfA 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf em Petrolina esclareceu, por meio de nota de sua assessoria, a denúncia de funcionários terceirizados da Empresa JM, que criticam o atraso no pagamento dos seus salários.

“A JM é contratada pela Codevasf para execução dos serviços de apoio técnico e fiscalização de contratos e convênios das obras e ações sociais do Programa Água para Todos. Devido a restrições financeiras, o instrumento foi paralisado desde junho deste ano. Todos os empregados que nos procuraram foram informados desses detalhes e a Codevasf está aguardando a liberação dos recursos para pagamentos das faturas em atraso. Após a retomada do contrato serão feitos os aditivos de prazos e repactuação”, ressaltou o órgão federal.

Artigo do leitor: “Osvaldo Coelho, um visionário nordestino”

Num artigo enviado a este Blog, o titular da 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf em Petrolina, Aurivalter Cordeiro, destaca o legado deixado pelo ex-deputado Osvaldo Coelho, falecido no dia 1º de novembro de 2015. Aurivalter ressalta, entre outras coisas, que Osvaldo foi “um sertanejo visionário, preconizador, idealizador e implantador das obras de infraestrutura hídrica e da redenção do semiárido via agricultura irrigada”.

Acompanhem:

Um tributo ao empreendedor e visionário Osvaldo de Souza Coelho, no ano do seu 85º aniversário de nascimento. Filho de Clementino de Souza Coelho, conhecido como o lendário coronel “Quelê”, e de dona Josepha, Osvaldo de Souza Coelho nasceu em 24 de agosto de 1931, numa família de 17 filhos. O coronel Quelê foi o criador de um império econômico e pioneiro na industrialização do Sertão nas primeiras décadas do século passado. Foi de seu pai que ele herdou o espírito de empreendedor.

O doutor Osvaldo Coelho iniciou na vida pública em 1954, eleito deputado estadual pelo antigo PSD, cumprindo três mandatos consecutivos. Em 1966, foi eleito deputado federal pela antiga Arena, exerceu 8 mandatos de deputado federal.

Em 1967, licenciou-se do mandato para ocupar o cargo de secretário da Fazenda no Governo Nilo Coelho, até 1971. Esta pode ser considerada uma fase marcante na implantação dos projetos de agricultura irrigada, como por exemplo, ainda neste ano o pioneiro em Pernambuco, Projeto Bebedouro; expansão da eletrificação rural e urbana; interligação rodoviária do litoral ao sertão; interiorização do desenvolvimento; e enfoque no rio São Francisco como fonte propulsora da prosperidade no vale sertanejo.

Após o falecimento de Nilo Coelho, em 1983, então na presidência do Senado, o deputado Osvaldo Coelho tornou-se o principal líder político do Sertão do São Francisco. Deixou sua marca quando, graças a sua constante articulação, em 13 de dezembro de 1984 inaugurou a conclusão das obras de implantação do Projeto de Irrigação Senador Nilo Coelho.

Constituinte em 1988, será lembrado como o autor do artigo 60 das Disposições Transitórias, ao estabelecer que 50% dos recursos destinados à educação nos Estados e Municípios sejam aplicados no ensino fundamental. Ficou conhecida como “Lei Osvaldo Coelho”. Foi dela que se deu origem ao Fundef.

Foi o principal articulador para instalação da Escola Agrotécnica Federal Dom Avelar Brandão Vilela em Petrolina, criada pelo presidente José Sarney em 25 de agosto de 1988.

Ainda como principal articulador, Osvaldo Coelho participou da implantação do Projeto Maria Tereza, adicional ao Nilo Coelho, inaugurado em 26 de setembro de 1997.

Conseguiu recursos necessários para garantir a implantação da infraestrutura (55 km do canal, 03 estações de bombeamento, estrada) do Projeto Pontal Sul, hoje com 98% das obras concluídas.

Também é fruto do seu esforço recursos para a Codevasf promover a recuperação do solo agrícola de 13 ilhas do Rio São Francisco, entre Petrolina e Belém do São Francisco, com a implantação de drenos coletores, drenagem subterrânea e sistematização de solos.

Deverá ser lembrado como o principal impulsionador, em sua atuação como deputado federal, para a implantação da Universidade Federal do São Francisco Univasf, criada pela Lei 10.473 de 27 de junho 2002.

Em 2006, depois de obter expressiva votação de 72.109 sufrágios ao disputar um novo mandato de deputado federal, agradeceu em carta aos leitores e concluiu: “Espero que as pessoas se lembrem de mim como aquele que fez tudo para fortalecer os mais fracos”. Bem lembrado.

Faleceu em 1º de novembro de 2015, aos 84 anos. Osvaldo Coelho nasceu, cresceu, viveu e lutou como um brasileiro, um nordestino, um sertanejo visionário – preconizador, idealizador e implantador das obras de infraestrutura hídrica e da redenção do semiárido via agricultura irrigada. Este é o seu grande legado. Osvaldo Coelho o braço forte do sertão.

Aurivalter Cordeiro/Titular da 3ª SR Codevasf

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br