Governista Orlando Tolentino sai pela tangente sobre eventual pré-candidatura a deputado estadual em 2018

Incluído na lista de possíveis pré-candidatos a deputado estadual em 2018, como este Blog já havia comentado, Orlando Tolentino evitou reforçar qualquer especulação em torno do seu nome. Tolentino afirmou que esse debate ainda está muito distante e só será colocado à mesa na hora certa.

Como integrante da equipe do atual prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), Tolentino avaliou que o momento agora é de trabalhar para tornar Miguel o melhor prefeito da história do município. “As eleições de 2018 serão discutidas em 2018”, pondera.

A cautela de Tolentino se justifica. Quando pertencia ao grupo do ex-prefeito Julio Lossio (PMDB), ele era tido como um dos favoritos a receber a indicação de Lossio para disputar a prefeitura no ano passado, o que acabou não ocorrendo. Após romper com o ex-aliado, Tolentino seguiu com o deputado federal Guilherme Coelho (PSDB), o qual retomou a aliança política com o primo, senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), após três décadas.

“Não há ansiedade, nem pressa. Faço parte do grupo político do senador, de Guilherme, de Fernando Filho. Estou à disposição do que o grupo achar que for melhor. Em 2018 o grupo vai ouvir e tomar a decisão que for melhor para Petrolina e a região”, completou.

Ronaldo Cancão rebate críticas à reforma administrativa de Miguel e garante que erro foi da gestão passada

O vereador governista Ronaldo Cancão (PTB) rebateu as críticas dos integrantes da oposição que votaram contra a reforma administrativa do atual prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB).

Segundo Cancão, os sete projetos de lei enviados pelo socialista à Casa Plínio Amorim estão conforme a lei. A questão, explica, o vereador, é que o antecessor de Miguel, Julio Lossio (PMDB), promoveu 21 alterações em leis municipais, sem que pedisse para extinguir nenhuma lei anterior.

“O problema de hoje (referindo-se à reforma) foi a falta de respeito do governo anterior na consolidação da lei, que está na Constituição Federal. Quando você consolida todas as leis, efetivamente não estariam pairando as dúvidas de hoje sobre as leis que ora foram aprovadas”, avaliou.

Cancão revelou ainda que há mais leis não incluídas na reforma que dão margem a esse tipo de interpretação. “E eu disse aqui, porque comigo é na transparência. Hoje sou aliado do governo, mas não sou conivente, nem leviano e nem ‘balança cabeça’. Vou defender o governo, mas dentro de uma prerrogativa constitucional”, completou.

Afrânio: Prefeito consegue pagar contrapartida de Garantia Safra, mas agricultores ainda podem ficar no prejuízo

Em Afrânio (PE), no Sertão do São Francisco, o atual prefeito Rafael Cavalcanti conseguiu pagar a contrapartida do Garantia Safra. Os agricultores do município já haviam feito a sua parte, o Governo do Estado também, mas os 2.146 habilitados pelo programa não haviam recebido porque a gestão passada – segundo Rafael – mesmo com todo prazo que teve não realizou o pagamento.

Mas ainda assim há o risco da coordenação do programa em Brasília não aceitar. “Estamos insistindo e argumentando que os agricultores não podem ficar prejudicados pela irresponsabilidade da gestão anterior. Seguimos confiantes de que iremos conseguir a resolução do problema para que, em breve, todos os agricultores habilitados recebam seus benefícios”, informou.

O gestor esteve no Recife esta semana, onde se encontrou com o presidente do IPA (foto), para tratar de medidas contra as constantes irregularidades no cadastro do Garantia Safra em Afrânio. Ele também reforçou o pleito pelo pagamento do programa do ano passado.

Enquanto isso…

Prefeito de Uauá decreta emergência e alega dívida de R$ 1 mi em conta de luz; ex-gestor nega

A prefeitura de Uauá, no norte da Bahia, decretou estado de emergência devido à crise financeira. O prefeito eleito Lindomar Dantas (PCdoB), que assumiu o Executivo no dia 1º de janeiro e assinou o decreto, informou que somente de energia existe uma dívida de quase R$ 1,2 milhão deixada pela antiga gestão. O ex-prefeito da cidade, Olímpio Cardoso Filho, no entanto nega e diz que deixou “mais dinheiro que dívidas“.

Lindomar decretou estado de emergência administrativa e financeira. Conforme atual prefeito, a medida foi para tornar pública a situação, segundo ele, de “caos” que vive o município. Ele diz que serviços considerados essenciais, como a coleta de lixo, foram interrompidos por falta de pagamento à empresa responsável e que um mutirão de limpeza com mais de 100 garis teve de ser realizado para tirar o lixo das ruas. Além disso, o atual prefeito conta que servidores municipais da Saúde ainda estão sem receber o salário de dezembro. Ele adiantou que está se esforçando para que o pagamento seja realizado ainda nesta semana.

O atual prefeito destacou que a equipe de transição da antiga gestão municipal não apresentou relatórios com informações necessárias para que ele pudesse começar a trabalhar. Enquanto isso, o ex-prefeito alega que a transição ocorreu dentro da normalidade e que não houve nenhum problema. “A crise financeira se deve, justamente, porque tem muita conta que não fecha. Foi deixado um déficit a pagar que ultrapassa muito o dinheiro deixado em caixa. As dívidas se avolumaram ao longo do tempo e vivemos hoje esse momento de dificuldade“, destacou o atual prefeito Lindomar Dantas.

Olímpio Cardoso contesta ter deixado dívidas e acusa o atual gestor de “irresponsabilidade”. “Eu seria irresponsável de deixar despesas sem deixar receita? Estaria caindo na Lei de Responsabilidade Fiscal. Não sei porque ele está dizendo isso, mas deixamos mais dinheiro do que despesas. Ele está sendo irresponsável. A única dívida que temos de fato é com a Embasa, mas isso vem desde a gestão anterior. Nós procuramos a empresa para tentar resolver, mas não conseguimos“, declarou.

Falta de informações

Segundo o atual prefeito, a gestão anterior não passou informações como senhas das contas bancárias do município. “Não foi gerada a senha do tesoureiro do município e houve divergência no cadastro do gestor do fundo municipal de saúde. Por isso o atraso no pagamento dos servidores, já que o acesso às contas tem sido dificultado“, afirma. O prefeito destacou que elabora junto com a equipe de governo um dossiê com documentos sobre a atual situação financeira do município, que pretende enviar ao Ministério Público da Bahia (MPBA). “Queremos mostrar como está a situação do município, mas sem a intenção de promover uma queda de braço com a gestão anterior. Esse não é o objetivo. Queremos apenas resolver a situação“, pontuou. (com informações do G1-BA)

Vozes isoladas, vereadores da oposição justificam voto contrário a reforma administrativa de Miguel Coelho

Vozes isoladas na segunda votação da reforma administrativa enviada pelo prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, a qual foi aprovada por ampla maioria na sessão extraordinária da última quinta-feira (19), os vereadores Cristina Costa e Professor Gilmar Santos (ambos do PT), além de Paulo Valgueiro (PMDB), reforçaram o porquê de terem votado contra os sete projetos de lei do Executivo.

Numa nota à imprensa assinada pelos três, os vereadores justificam, em linhas gerais, que o discurso do prefeito quanto a diminuir os gastos públicos vai de encontro ao que ele fez, na prática.

Confiram a íntegra da nota:

Em atenção à sociedade petrolinense, a Vereadora Cristina Costa (PT) e os Vereadores Gilmar Santos (PT) e Paulo Valgueiro (PMDB) apresentam a síntese dos motivos que os levaram a votar contrariamente aos sete Projetos de Lei de autoria do Poder Executivo, apreciados na Sessão Extraordinária ocorrida nesta quinta-feira, 19 de janeiro.

Acerca do PL 002/2017, que dispõe sobre a organização básica da administração direta, cabe ressaltar uma melhora significativa em seu teor e redação, quando comparado ao PL 001/2017, que deu início à Reforma Administrativa. Todavia, este segundo projeto também possui inconsistências que poderão acarretar males futuros à Administração Municipal.

O Projeto de Lei mencionado, nos termos de seu próprio artigo 4º, alíneas “a” e “b”, diz que o modelo de gestão adotado buscará ter “seu desempenho administrativo, financeiro e institucional avaliados permanentemente” a partir das diretrizes da “economicidade dos recursos” e da “racionalização dos custos”, mas não é isso o que se observa no conjunto do Projeto. Embora tenha extinguido vários cargos, dando a impressão equivocada de redução de gastos, o Executivo criou muitos outros, fato que irá impactar de sobremaneira a folha de pagamento municipal.

Faltou ao projeto em questão, clareza na distribuição dos cargos que irão fazer parte de cada órgão. O Poder Executivo cria as Assessorias Técnicas e não discrimina se será assessoria técnica I, II ou III. Da mesma forma, cria as Secretarias Executivas estipulando apenas o seu número total, sem discriminar quantas serão criadas em cada secretaria da estrutura municipal.

O PL não apresenta inovações na busca da valorização da carreira dos servidores. Inversamente a isso, supervaloriza cargos comissionados do primeiro escalão do Governo, em detrimento de cargos de complexas atribuições, como é o caso do cargo Gestor do Programa Nova Semente, que terá como uma das funções gerir 180 unidades da Nova Semente com a contrapartida de uma representação desvalorizada.

No que se refere à distribuição das competências, algumas delas empobreceram a atuação das Secretarias, a exemplo das competências destinadas à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, que não contemplou no seu rol nenhuma competência em relação ao Meio Ambiente.

Sobre o PL 003/2017, que dispõe sobre a organização básica da agência Municipal do Empreendedor – AGE, reduzem-se drasticamente seus cargos, que a partir da sanção do projeto funcionará apenas com 4 cargos, ato que afetará a efetiva prestação dos serviços nesta agência.

Na oportunidade faz-se importante ressaltar que os Vereadores acima mencionados, que compõem a bancada da oposição na Casa Plínio Amorim, têm feito uma oposição com coerência e responsabilidade e tem total interesse em qualificar o debate, trazer melhorias para a cidade e buscar de forma harmoniosa interagir e contribuir com o Poder Municipal.

Cristina Costa (PT)/Vereadora

Professor Gilmar Santos (PT)/Vereador

Paulo Valgueiro (PMDB)/Vereador

Vilmar Cappellaro nomeia presidente do PTB de Lagoa Grande como chefe distrital de Vermelhos

Aos poucos o prefeito de Lagoa Grande (PE), no sertão do São Francisco, Vilmar Cappellaro (PMDB), vai organizando a administração municipal e contemplando os partidos aliados que o ajudaram a conquistar o seu primeiro mandato político. Desta vez, Vilmar contemplou o PTB lagoagrandense, nomeando para chefe distrital de Vermelhos o presidente da legenda, Regivando Siqueira.

O novo gestor de um das áreas de maior importância econômica para Lagoa Grande tem experiência política e de gestão. Já ocupou cargos executivos nos Governos Jorge e Rose Garziera. Líder comunitário da região, Regivando tem batido na trave para entrar na Câmara de Vereadores da Capital da Uva e do Vinho do Nordeste. Foi bem votado nas duas últimas eleições municipais, mas apenas conquistando a suplência. (foto/reprodução internet)

Prefeitura de Juazeiro entrega moradias em Maniçoba

Criado na gestão do ex-prefeito de Juazeiro (BA), Isaac Carvalho, o Programa ‘Toda Sexta tem Obra’ cumpriu mais um cronograma – agora no Governo Paulo Bomfim. Ontem (20) a prefeitura promoveu a entrega de 42 moradias na comunidade de Campos em Maniçoba. As casas fazem parte do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) fruto de uma parceria entre o município e o Instituto de Desenvolvimento Sustentável Araci (IDESA), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro (STRJ) e Banco do Brasil.

O atual prefeito Paulo Bomfim foi representado pelas secretárias Cida Gama, da pasta de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade; e Maraiza Carvalho, de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária. Também participaram da solenidade de entrega o deputado Zó, o presidente da Câmara de Vereadores, Alex Tanuri, o presidente do STRJ, Emerson José, o presidente do IDESA, Washington Serafim, além de vereadores e lideranças comunitárias.

Juazeiro conquistou cerca de 200 novas casas rurais pelo PNHR e pelo PSH (Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social) e foi o primeiro município da Bahia a oficializar a entrega das moradias no ano passado. Na primeira etapa em 2016, foram entregues 39 casas, sendo 14 na comunidade de Lagoinha (distrito de Massaroca) pelo PNHR e 25 na comunidade de Jazida 7 (Maniçoba) pelo PSH. A construção das unidades na Jazida 7 teve a parceria da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura da Bahia (Fetag-BA). Mais 102 imóveis estão em construção também nos distritos de Maniçoba e Itamotinga. (fonte/foto: Ascom PMJ)

Chapéu de Palha da Fruticulura abre inscrições segunda-feira em ato que contará com a presença do governador Paulo Câmara em Petrolina

Como este Blog já tinha antecipado, o governador Paulo Câmara (PSB) confirmou sua nova visita a Petrolina nesta segunda-feira, 23, para a solenidade que marca o início das atividades do programa Chapéu de Palha da Fruticultura Irrigada. O evento  acontecerá no Centro de Convenções Nilo Coelho, a partir das 8h. O programa que estará em sua 11ª edição neste ano de 2017.

O Governo de Pernambuco começa a cadastrar  os trabalhadores da fruticultura irrigada do Vale do São Francisco para serem beneficiários na edição 2017 do Chapéu de Palha. Além de Câmara, o secretário estadual de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, também estará na cidade – além de outras autoridades.

As inscrições para a edição 2017 do Chapéu de Palha da Fruticultura Irrigada seguem até o dia 27 deste mês e poderão ser realizadas em 14 polos distribuídos nos municípios de Belém do São Francisco, Cabrobó, Lagoa Grande, Orocó, Petrolândia, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista. Podem se inscrever trabalhadores rurais, auxiliares de câmara fria e de casa de embalagem, embaladores ou tratoristas, maiores de 18 anos, que tenham trabalhado com registro em carteira pelo período mínimo de 30 dias corridos entre 1º de junho e 31 de dezembro de 2016.

Também é preciso ser morador de um dos sete municípios contemplados no programa, não sendo aceitos trabalhadores residentes em outras cidades. Nos dias de cadastramento, os trabalhadores precisam levar os originais e cópias dos seguintes documentos: CPF, carteira de identidade, comprovante de residência, número do PIS ou NIS (cartão cidadão ou Bolsa Família), Carteira de Trabalho e contrato de trabalho rescindido.

Cassação dos direitos políticos de Isaac repercute na imprensa estadual

A cassação dos direitos políticos do ex-prefeito de Juazeiro (BA), Isaac Carvalho (PCdoB), foi um dos assuntos mais comentados no noticiário político baiano. O caso, divulgado ontem (20), repercutiu nos principais veículos de comunicação de Salvador, bem como foi reproduzido em mídias jornalísticas de toda a Bahia.

Isaac Carvalho foi condenado por crime de improbidade administrativa. Ele teve os direitos políticos suspensos por três anos, além de ficar proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta e indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público da Bahia (MPBA), o qual alegou que Isaac remanejou ilegalmente verba do município e contratou servidores sem concurso público.

O advogado do ex-prefeito, Raoni César, alegou não haver sentido para a condenação de Isaac. Ele disse que as contratações foram feitas dentro da lei e que as contas do ex-prefeito foram todas aprovadas. Ele ainda disse que não houve nenhum benefício pessoal de Isaac. A defesa do ex-prefeito vai recorrer da decisão.

 

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br