Distritos de Rajada e Izacolândia recebem intervenções de saneamento básico

Dando continuidade ao trabalho em conjunto, a Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade de Petrolina (SEINFRAHM) e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) estão nesta quinta-feira (25) no Distrito de Rajada, zona rural da cidade. As equipes realizarão ações de manutenção no sistema de saneamento básico da comunidade.

Na programação estão duas principais atividades: a primeira será a limpeza e desobstrução do emissário, tubo responsável por receber o esgoto da rede coletora, e levá-lo até à estação elevatória; a segunda consiste na manutenção e limpeza da estação. O objetivo dos reparos é evitar que o sistema de saneamento da comunidade apresente problemas, causando transtornos à população.

Compesa e prefeitura também fazem um trabalho de manutenção da rede de saneamento em Izacolândia, também na zona rural. As equipes trabalham em diversas ruas do distrito para substituir parte da rede coletora, desobstruir tubulações e recuperar Poços de Visita (PVs). As informações são da assessoria. (Foto: Ascom PMP/divulgação)

Problemas técnicos inviabilizam testes para reduzir vazão do Rio São Francisco

Os testes que deveriam ser realizados a partir desta semana para reduzir a vazão do Rio São Francisco, nos reservatórios de Sobradinho (norte da Bahia) e de Xingó, entre os Estados de Alagoas e Sergipe, foram suspensos por dificuldades técnicas. A informação é da Agência Nacional de Águas (ANA). Com isso, a defluência atual, de 700 metros cúbicos por segundo (m³/s), continua sendo praticada, enquanto o novo patamar, de 650 m³/s não começa a vigorar.

O pacote de medidas proposto pela ANA para redução das vazões até o limite de 540 m³/s, que deveria ser discutido na videoconferência, acabou não acontecendo. O motivo está nas dúvidas existentes nos aspectos da operação e a falta de consenso quanto às formas operacionais. Do ponto de vista prático, a adoção das reduções cria problemas técnicos que não podem ser resolvidos imediatamente. Além disso, a maioria dos Estados que participam da videoconferência limitou-se a admitir as medidas, sem maiores considerações.

A dificuldade técnica para início dos testes deverá se agravar ainda mais, pois já existem problemas nas turbinas geradoras de energia e o período de testes deverá ser ainda mais alongado. O pacote de medidas proposto pela ANA também foi apresentado na semana passada, durante a 32ª Plenária Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), no Recife (PE). Apesar de ser um dos estados interessados na questão, a representação do governo de Alagoas não participou das discussões. Na próxima semana acontecerá nova reunião de avaliação das condições hidrológicas da Bacia do São Francisco.

Coleta seletiva é ampliada em Juazeiro

A área central de Juazeiro (BA) agora conta com novos pontos de coleta seletiva. Iniciativa do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), juntamente com a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (Cooperfitz), a cidade agora conta dez novos Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), totalizando 20.

Os associados da Cooperfitz e as assistentes sociais do SAAE estão visitando o comércio local, mostrando a importância da coleta seletiva como contribuição para um meio ambiente mais saudável.

Os Pontos de Entrega Voluntária estão localizados em toda extensão da orla, calçadões, Ruas Oscar Ribeiro, da Apolo, Praças da Misericórdia e Santhiago Maior e Avenida Flaviano Guimarães. Todo material coletado nestes pontos são conduzidos até o galpão da cooperativa, onde os associados fazem a separação e, posteriormente a comercialização do lixo reciclável.

Cano estourado há mais de mês revolta moradores do Ouro Preto

Mais um cano estourado desperdiça água potável e revolta moradores em Petrolina. O fato, agora, acontece no Bairro Ouro Preto, zona oeste da cidade – na travessa entre as Ruas 1 e 2. (mais…)

Orocó: Esgoto estourado há mais de um ano leva comunitários a se unirem para cobrar de autoridades

Em Orocó (PE), no Sertão do São Francisco, a rotina de mau cheiro causado por um esgoto estourado há mais de um ano levou um grupo de comunitários da Avenida Joaquim Amando Agra, às margens da BR-428, a se unirem para cobrar providências. (mais…)

Vereador chama a atenção para a situação da Ilha do Fogo em Petrolina

Um dos símbolos da região e ponto tradicional do Vale do São Francisco, a Ilha do Fogo – que fica entre os municípios de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) – tem uma série de necessidades a serem executadas em sua estrutura para que realmente se consolide como destino turístico.

Diante de sua importância histórica, a melhoria da Ilha do Fogo está na ordem do dia do vereador Aero Cruz (PSB), que chama a atenção para ordenamento e obras de infraestrutura na Ilha após visitar o balneário. O socialista assegurou que tem provocado essa discussão com a secretária Maria Elena (de Cultura, Turismo e Esportes). Inclusive ele revelou que a visita que fez à Ilha do Fogo foi acompanhada por técnicos da pasta.

Aero também pretende chamar o prefeito de Juazeiro, Paulo Bonfim (PCdoB) e os vereadores da vizinha cidade baiana para se integrar a essa recuperação de um dos cartões postais do vale.

 “O que vem funcionando são as pessoas, que mesmo com imensos problemas, visitam o espaço. Vamos buscar nos reunir na Comissão de Obras e convidar os colegas vereadores”, frisou. Aero listou o que é prioridade na ilha, como a construção de banheiros, grades de proteção e melhorias no acesso, serviços que precisam ser executados com maior urgência.

Após dois meses de ação conjunta de limpeza, nível de oxigênio no Velho Chico passa dos 500% na margem de Petrolina

Um estudo realizado pela Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), em parceria com a 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf e o Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Educação do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE), diagnosticou na semana passada que a qualidade da água do Rio São Francisco na orla de Petrolina está melhor graças ao trabalho desenvolvido pela prefeitura no Projeto ‘Orla Nossa’, que atua na revitalização do Velho Chico.

A tarefa de eliminar pontos de esgoto que caíam no rio, realizada pela Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade (SEINFRAHM) juntamente com a Compesa, e a remoção de boa parte das baronesas acumuladas às margens do São Francisco foi essencial para a elevação do oxigênio diluído na água, que saiu de 1,3 mg/L para 8,1 mg/L. Um aumento significativo que ultrapassa os 500%, superando o recomendado pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) para um corpo de água doce de classe 1 – que é 6,0 mg/L.

Além disso, também houve avanço em outros aspectos da água, como turbidez, transparência, pH, salinidade, além da presença de nitratos provenientes de esgoto.

De acordo com o gerente de Projetos da AMMA, Victor Flores, esses indicadores revelam que mesmo em pouco tempo, o trabalho de recuperação do rio está dando certo. “Nós ficamos muito felizes com os resultados dos estudos, que são monitorados desde janeiro (…) Ainda há muito a ser feito e o trabalho deve e precisa continuar com a mesma força que teve até agora“, destaca.

Peixamento

Outro ponto positivo do resultado do estudo da qualidade da água do Velho Chico é que agora os ambientalistas da Codevasf têm a segurança científica para poder realizar um peixamento no rio. A ação está marcada para o próximo dia 5 de junho, data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, e será mais um marco da recuperação do Velho Chico, já que 20 mil alevinos da espécie nativa Piau vão voltar a povoar o rio nas margens de Petrolina. (Fonte/foto: Ascom PMP)

Vídeo Blog: Carroceiros de Petrolina continuam despejando entulhos em locais onde não deveriam

Novos ataques de piranhas assustam banhistas em balneários de Petrolina

As águas tranquilas do Rio São Francisco, aliadas ao cenário paradisíaco da área ribeirinha de Petrolina, costumam atrair centenas de banhistas para as ilhas, sobretudo aos finais de semana. Mas o ataque de piranhas, que não estão sendo raros, tem assustado os frequentadores desses locais. Este Blog já registrou, há poucos meses, um fato semelhante no Balneário de Pedrinhas. (mais…)

Mais uma cascavel é encontrada em calçada de residência no Loteamento Recife; moradores reclamam de mato em canal

Depois de uma cobra cascavel encontrada dentro da residência de um morador do Loteamento Recife, zona norte de Petrolina, o qual informou ao Blog que foi obrigado a matar o animal, outra denúncia semelhante foi feita por uma comunitária do bairro.

Segundo ela, a cascavel foi encontrada na calçada se descolando para o interior da residência. No Loteamento Recife, os moradores estão reclamando do mato que está invadindo o canal – fator pelo qual estaria colaborando para a presença de repteis e outros bichos peçonhentos que estão tirando o sossego da comunidade. Haja bronca.

Prática antiga: Carroceiros despejam lixo e entulhos em terreno no Jardim Colonial, em Petrolina

A prática equivocada de muitos carroceiros em Petrolina quanto ao despejo aleatório de lixo e entulhos é recorrente e antiga. Prova disso é o flagrante acima, registrado por um leitor do Blog nas imediações do Jardim Colonial. (mais…)

River Shopping inaugura estação para tratar esgoto do empreendimento

O River Shopping inaugura nesta quinta-feira, 18, sua Estação de Tratamento de Esgotos (ETE). O projeto é pioneiro em toda a região do Vale do São Francisco. A estação vai absorver, para tratamento, 100% do esgoto lançado pelo shopping (lojas, banheiros, praça de alimentação e outras localidades do mall), eliminando o impacto da emissão de dejetos no meio ambiente.

Toda água utilizada no shopping passa pelo sistema, onde são tratados quase 133,44 metros cúbicos (m³) de esgoto por dia. O volume total desse processo é reutilizado no próprio empreendimento nas descargas sanitárias e irrigação dos jardins, gerando uma redução de custos e significativa economia de água. O excedente, após o tratamento, retorna às águas do Rio São Francisco.

“O tratamento de esgoto é uma medida urgente e necessária, visto a preocupação ambiental, o Rio São Francisco está com o nível muito baixo, cerca de 16% da sua capacidade”, ressalta o Superintendente do River Shopping, Welton Carvalho.

O superintendente do centro de compras já adianta novas ações que estão previstas, como a reutilização dos resíduos produzidos no processo de tratamento da água, rico em nutrientes, os quais serão aproveitados na manutenção de hortas com produtos orgânicos. E para projetos futuros, o River Shopping pretende buscar o Selo Verde – Certificado para as empresas comprometidas com a questão ambiental.

Sustentabilidade

Com esse foco, o River Shopping, desde 2012, realiza o ‘Colaborando’ – Programa de Sustentabilidade – que implantou uma série de ações socioambientais envolvendo clientes, lojistas e prestadores de serviço do shopping. E assim criou novos hábitos e despertou a conscientização para a preservação do meio ambiente.  O Colaborando vem sempre estimulando atitudes sustentáveis através de práticas simples. Foram instalados coletores específicos para o descarte de pilhas, baterias e celulares e outro para jornais e revistas; a Praça de Alimentação, por exemplo, possui amassadores de latinhas, onde o próprio cliente pode fazer a separação, o que facilita a coleta e reciclagem. O material é destinado a instituições parceiras que fazem a reciclagem, reaproveitamento ou reprocessamento do material. (Foto: Reprodução internet)

Petrolândia: Inconformado com “descaso” na orla, leitor cobra providência de autoridades

Inconformado com a situação pela qual se encontra a Orla de Petrolândia (PE), no Sertão de Itaparica, o leitor Aluízio Gomes de Carvalho solta o verbo e cobra das autoridades competentes do município ações para reverter essa realidade.

Confiram:

A alguns anos atrás foi apresentado, através de um plano de governo, o projeto da Orla Fluvial de Petrolândia, pelo qual seria feita em três etapas. Só foi concluída a primeira. Daí pra cá até as manutenções e limpezas estão precárias, pois mais parece abandonada. Só em 16 e 17/07/2011 tivemos um evento chamado ‘Jet Ski – Aventuras em Petrolândia-PE’. Depois disso só resta um bar móvel, que todos os finais de semana encontra-se na orla, pra alegria de alguns banhistas.

Hoje se encontra assim: as palmeiras quase todas já estão mortas por falta de água, onde temos caminhões-pipas que poderiam molhar periodicamente não só neles. Por toda área denominada orla, temos jogados garrafas pet, copos descartáveis, litros de vidros quebrados e sacolas plásticas, onde se colocasse dois garis para uma catada uma vez por semana já ajudaria muito, pois nem os responsáveis dos quiosques, que deveriam catar ao menos nos seus arredores, não fazem isso.

Nas pistas destinadas a caminhadas e então proibida ao acesso de carros, motos e bicicletas, isso não está sendo respeitado. Os caras vêm por cima das pistas e ainda buzinam para que os pedestres saiam e liberem a sua passagem. As autoridades deveriam alinhar com a guarda municipal pra estarem sempre fazendo uma ronda e estar corrigindo essas imprudências. E também deveriam fechar o acesso no início e liberar lá, vizinho ao pontal do lago.

Aluízio Gomes de Carvalho/Leitor

Servidores da AMMA adotam bicicleta para ir ao trabalho

Três servidores da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) de Petrolina decidiram fazer sua parte e dar o exemplo para ajudar a diminuir a emissão de poluentes e facilitar a mobilidade urbana. Em vez dos carros, que agora passam mais tempo nas garagens, eles adotaram bicicletas como meio de transporte no trajeto de casa para o trabalho.

O objetivo dos amigos Wagner Linhares, Salomão Pereira e Marcos Victor, idealizador do Projeto ‘Cidade Humanizada’, é apresentar aos petrolinenses uma solução inteligente para resolver alguns problemas de mobilidade, comuns aos grandes centros. “Hoje é inviável sair de casa com o carro logo cedo e perder um tempão procurando onde estacionar. Considerando também os altos custos com combustível e manutenção do veículo e visando contribuir com a redução da poluição, comecei usar a bicicleta como meio de transporte“, lembra.

Além de gastar e poluir  menos, o uso da bicicleta também se mostrou uma prática saudável. São pouco mais de três meses pedalando de casa para o trabalho e vice-versa e uma experiência positiva para Wagner Linhares. “Além da prática de um exercício físico importante para a saúde, pedalar também faz com que tenhamos mais contato com as pessoas e possamos percorrer a cidade de um jeito diferente, mais tranquilo, sem pressa. Dessa forma, podemos olhar Petrolina com mais atenção e ver coisas que até então passariam despercebidas se estivéssemos dirigindo, a exemplo da natureza“, destaca.

Eles acreditam que somente com o engajamento de todos será possível transformar a cidade a partir de conceitos tão simples, mas importantes. “Com as bicicletas, queremos conscientizar as pessoas de que cada um pode fazer sua parte para que tenhamos um mundo melhor, deixando de emitir poluentes na atmosfera através de uma prática sustentável e inclusiva, já que qualquer um, independentemente de classe social, pode se unir a esta causa“, pondera Marcos Victor. (Fonte/foto: Ascom PMP)

Líder comunitária do Vivendas rebate morador sobre barulho excessivo; Secretaria diz estar atenta a problema

A representante da Associação de Moradores do Residencial Vivendas, Luciana dos Santos Souza, rebateu as críticas feitas por um comunitário em relação a uma festa realizada no último domingo (14). Ele disse ao Blog, reservadamente, que o barulho excessivo do evento incomodou bastante a vizinhança. Luciana, no entanto, disse que os comentários não procedem. Ela justificou que a festa foi em homenagem ao Dia das Mães (foto), e ocorreu dentro da normalidade. “Essa pessoa que criticou com certeza não tem mãe, porque a festa foi dedicada a elas, inclusive com sorteios de brindes. Só tinha mães, crianças, famílias. Não houve badernas nem barulho excessivo. Isso é coisa de gente que não tem o que fazer”, desabafou.

Luciana informou ainda que a banda que tocou no evento é formada por meninos de um projeto social idealizado pela associação. Ela ressaltou ainda que os guardas municipais presentes ao residencial foram solicitados à prefeitura pro meio de um ofício. A líder comunitária frisou também que até encerrou a festa uma hora mais cedo. “Poderíamos ir até à meia-noite, mas decidimos encerrar às 23h”, completou.

Por meio de nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) da Prefeitura de Petrolina informou ao Blog que a demanda sobre poluição sonora no residencial já é de conhecimento da Pasta.

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Petrolina informa que já tem conhecimento da demanda do Residencial Vivendas sobre a poluição sonora. Por isso, a Diretoria de Disciplinamento Urbano e Atividades Licenciadas já está articulando com a AMMPLA e a Guarda Municipal a realização da operação Sossego naquela localidade. Por se tratar de uma ação de fiscalização, não é possível antecipar quando o trabalho irá ocorrer. Além disso, a Sedurbs orienta à população que qualquer reclamação pode ser formalizada junto à Ouvidoria Municipal através do telefone 156 ou do site www.petrolina.pe.gov.br. Não é necessário se identificar, mas é importante que o cidadão forneça informações válidas para que os responsáveis possam tomar as providências cabíveis em cada caso”, destacou.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br