Senador FBC comemora chegada das águas do São Francisco à Paraíba

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), que integrou ontem (10) a comitiva presidencial nas solenidades de inauguração de estruturas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf), comemorou, no início desta tarde, a chegada das águas do “Velho Chico” ao município de Monteiro (PB). “É mais que a concretização de um grande projeto. É a chegada de esperança ao povo nordestino”, destacou Fernando Bezerra, que foi ministro da Integração Nacional e um dos gestores do Pisf.

Juntamente com o presidente Michel Temer, o líder do PSB no Senado participou, ainda ontem, da visita ao Complexo Multimodal Aluízio Campos e da assinatura de ordem de serviço para a adequação da capacidade da BR-230 – trecho Cabedelo-Oitizeiro – em Campina Grande (PB). Na sequência, eles estiverem em Sertânia (PE) para a abertura da comporta do Reservatório de Campos.

Também participaram da comitiva presidencial, os ministros da Integração Nacional, Helder Barbalho, e dos Transportes, Maurício Quintella; e os ministros pernambucanos de Minas e Energia, Fernando Filho; da Educação, Mendonça Filho; e das Cidades, Bruno Araújo, além de outras autoridades do Executivo e do Legislativo. (foto/divulgação)

Secretário de Meio Ambiente de Juazeiro participa em Floresta de reunião da Câmara Consultiva Regional do Rio São Francisco

Na última quinta-feira (9), o Secretário de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano de Juazeiro-BA (Semaurb), Agenor Souza participou do encontro da Câmara Consultiva Regional do Submédio do São Francisco (CCRSMSF) que aconteceu na cidade de Floresta (PE), no Sertão de Itaparica.

O encontro aconteceu na Câmara Municipal de Vereadores e foi liderada pelo Coordenador da CCRSMSF e reitor da Univasf, Julianeli Tolentino de Lima. O encontro teve inicio com a leitura e aprovação da ata da última reunião ocorrida em novembro do ano passado. Logo em seguida iniciaram-se as apresentações de projetos e avaliações. Foi apresentado e aprovado o Projeto Hidroambiental (adutora) da comunidade Serrote dos Campos (povo Pankará) do município de Itacuruba, também no Sertão de Itaparica.

Como membro do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Agenor Souza esteve junto dos demais membros discutindo projetos e orçamentos para ajudar a desenvolver as comunidades que estão no entorno do nosso velho Chico e como manter preservado o meio ambiente.

Foi uma boa a reunião. Serviu para orientar os membros do comitê, agora com a gestão de Julianeli que junto com os membros estão tornando uma CCR mais presente nas cidades ribeirinhas do Rio São Francisco para levar ao conhecimento de todos os trabalhos desenvolvidos pela equipe em prol do nosso maior patrimônio, o Velho Chico“, colocou Agenor Souza.

Abrangência

A atuação da CCR do Submédio São Francisco abrange desde o município de Remanso, às margens do lago de Sobradinho, até a usina de Paulo Afonso, na Bahia. A região integra 25 municípios da Bahia e 59 municípios de Pernambuco. A Câmara atua como interlocutora das comunidades regionais no encaminhamento de demandas ao Comitê, um exemplo disso são  os projetos de recuperação hidroambiental em execução no Submédio São Francisco, destinados a revitalizar os afluentes, a fim de conter o processo de diminuição progressiva da vazão natural do rio e melhorar a qualidade de suas águas. (foto/divulgação)

Projeto de Lei de proteção à Caatinga tramita desde 2013 na Alepe e autor pede parecer urgente na Comissão de Justiça

O deputado Rodrigo Novaes (PSD) solicitou à Comissão de Justiça, na última quarta-feira (8), a apreciação de seu Projeto de Lei Ordinária Desarquivado nº 1712 de Proteção à Caatinga, apresentado na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), em 2013. O parlamentar afirmou que este projeto tramita desde sua primeira legislatura, e mesmo já tendo sido objeto de duas audiências públicas na Comissão de Meio Ambiente, segue sem o parecer.

“Tendo em vista a importância deste projeto, faço um apelo aos parlamentares. É necessário que seja submetida a matéria às comissões para que o projeto encontre seu fim”, destacou o deputado. Para Novaes, a aprovação do projeto de lei irá proteger racionalmente, sem prejudicar a produção, o nosso mais extenso bioma.

A caatinga vem sofrendo com a desertificação e extinção de espécies nativas em razão da seca persistente e também pela ação do homem. O deputado ainda registrou a campanha da fraternidade que esse ano tem os olhos voltados para o meio ambiente: “Proteger o meio ambiente é uma bandeira que tenho defendido. E devemos avançar ainda mais”, assinalou Rodrigo.

Salgueiro organiza conferência sobre gestão ambiental

A Prefeitura de Salgueiro, no sertão central, realiza dia 22 de março a 5ª Conferência Municipal do Meio Ambiente. Os temas serão: Os desafios da gestão ambiental do município, marcando uma nova fase do inícios dos projetos ambientais e de desenvolvimento para a cidade. O encontro acontece no auditório do Centro de Vocação Tecnológico, das 8h às 12h.

“A intenção é que possamos reunir o maior número de pessoas interessadas ou que estejam envolvidas nas temáticas, tanto ambientais como de desenvolvimento econômico”, disse o secretário de Planejamento e Meio Ambiente de Salgueiro, Geraldo Júnior. Ele frisa que a conferência será aberta a estudantes, professores, empresários, técnicos e para a população.

Conforme o secretário, a Conferência será encerrada com a escolha dos novos membros do Codema – Conselho Municipal do Meio Ambiente – órgão fundamental na gestão e acompanhamento de projetos de desenvolvimento para o município.

Sol deverá predominar durante a semana em Petrolina, diz meteorologia

O calor deve continuar durante a semana em Petrolina. De acordo com o Instituto Climatempo, o céu também deve ficar parcialmente nublado, mas apenas uma chuva leve poderá ocorrer.

Ainda de acordo com o Climatempo, a temperatura mínima deve variar entre 23ºC e 25ºC, enquanto a máxima deve oscilar entre 32ºC e 35ºC.

Moradores do Jardim Maravilha reclamam de vizinho por ‘criar’ esgoto em rua

Moradores do bairro Jardim Maravilha, zona oeste de Petrolina, enviaram registros ao Blog de um esgoto que corre a céu aberto na Rua Monte Horebe. Um cenário nada agradável para a via e seus residentes.

Conforme a população, além de um visual que tira total vontade de morar na rua, o mau cheiro toma conta do local. A bronca da comunidade é que esse esgoto teria sido feito por um morador da própria rua. Claro que aborrecidos, os moradora da Rua Monte Orebe pedem providências às autoridades competentes. (foto/divulgação)

Lagoa Grande está inserida no decreto federal de situação de emergência por causa da seca

Nesta sexta-feira, 3, o secretário Reginaldo Alencar, da Agricultura e também  coordenador municipal da Defesa Civil (COMDEC), de Lagoa Grande (PE), sertão do São Francisco,disse que devido à estiagem decretada, fez diversas reivindicações ao ministério da Integração Nacional e por conta disso, recebeu a informação que a cidade foi inserida entre os municípios pernambucanos em estado de emergência devido à estiagem.

Na semana passada, o prefeito Vilmar Cappellaro, protocolou pessoalmente na Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil que é ligada ao ministério da Integração Nacional, ofícios com solicitações em caráter emergencial de mais carros pipas, mais cisternas e mais ‘horas máquinas’ para atuar nas regiões de sequeiro. Como nos solicitou o prefeito, estamos acompanhando bem de perto todas as questões“, informou Reginaldo Alencar.

Além de Lagoa Grande, também obtiveram decreto do governo federal as cidades de Santa Maria da Boa Vista, Petrolina, Afrânio, Dormentes entre outras cidades do Sertão do São Francisco. Todas estão incluídas no Decreto nacionais Portaria 195 de 10/11/16, assim como no Decreto Estadual nº 43.605 de 07/10/16 do governo de Pernambuco.

Transposição do Rio São Francisco poderá virar elefante branco

Objeto de estudo de vários governos desde o final do século 19, o projeto de desvio das águas do Rio São Francisco (transposição) em direção ao semiárido nordestino só saiu do papel em 2007, no governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Passados dez anos de obras, a transposição está prestes a ser concluída — ao custo de R$ 9,6 bilhões, mais que o dobro do orçamento traçado, e sob denúncias de corrupção.

São 2.800 quilômetros de extensão ao longo de cinco estados, de Minas Gerais a Alagoas, o São Francisco detém 70% da oferta hídrica do Nordeste — que, por sua vez, guarda apenas 3% da reserva de água doce do país.

A transposição trata-se da maior obra de infraestrutura hídrica do Brasil. Dividida em dois longos canais, a transposição levará 1,4% da vazão do rio São Francisco, partindo de Pernambuco, a rios não perenes e a 27 reservatórios de Paraíba, Ceará, Rio Grande do Norte e também Pernambuco. Na cidade de Monteiro, na Paraíba, ponto final do chamado Eixo Leste da transposição, a água chegará até o começo de março. (mais…)

Após diminuir vazão, Lago de Sobradinho atinge novamente 14% de sua capacidade

O nível do Lago de Sobradinho, no norte da Bahia, voltou a subir. No mês de janeiro último, a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) aumentou a vazão do reservatório para aumentar o nível do Lago de Itaparica, da Usina de Luiz Gonzaga, em Petrolândia (PE), o que diminuiu consideravelmente o nível d’água no lago baiano.

A defluência (água que sai) praticada no Lago de Sobradinho foi de 1.200 metros cúbicos por segundo (m³/s), acumulando água em Itaparica. Após Itaparica atingir o patamar de 20%, a Chesf reduziu novamente a vazão de Sobradinho para 700 m³/s. De acordo com boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS),  Sobradinho está com 14,22% de sua capacidade, enquanto Itaparica está com 22,71%.

Com fim da piracema, uso da rede de pesca no Rio São Francisco é liberado

A piracema, período de reprodução dos peixes, terminou no domingo (28). Com isso os pescadores, que ficaram restritos à pesca com redes desde novembro passado, poderão se utilizar novamente da prática.

Em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), durante esse período os profissionais recebem um seguro-desemprego do governo federal para compensar os meses em que não poderão exercer a atividade no Rio São Francisco.

Nas duas cidades, os pescadores já revisam os barcos e redes para voltar à rotina de trabalho nas águas do Velho Chico.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br