Seleção simplificada para cargos na Educação de Petrolina resulta em mais de 9 mil inscritos

A seleção simplificada realizada pela Prefeitura de Petrolina, por meio da Secretaria de Educação, resultou em mais de 9 mil inscritos. O processo, que tive início no último dia 9 de janeiro, foi encerrado na última segunda-feira (16).

Os cargos de auxiliar de cozinha e auxiliar de limpeza tiveram a maior procura: ao todo 7.915 se inscreveram. Já os de motorista e barqueiro para transporte escolar, as vagas são disputadas por 888 candidatos. O processo pretende preencher 435 vagas. Os contratos são para 12 meses, podendo ser prorrogáveis de acordo com a necessidade, por igual período.

A prova acontecerá neste domingo (22), no prédio da Facape, no campus local da UPE e em escolas da rede municipal e estadual de ensino. O cartão de confirmação com o local será disponibilizado no site da Facape (www.facape.br), nesta quinta-feira (19). As informações são da assessoria.

Univasf desmente MEC e afirma que campus definitivo em Salgueiro ainda não está confirmado

Em nota, a assessoria da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) desmentiu o Ministério da Educação (MEC), o qual informou, na terça-feira (17), que a implantação de um campus definitivo da universidade em Salgueiro (PE), no Sertão Central, já estava confirmada.

Segundo a Univasf, “a instituição está analisando as condições para implantação de um novo campus. Mas para que o campus seja criado a proposta deve ser submetida ao Conselho Universitário (Conuni), conforme consta na notícia que publicamos hoje (18), no site institucional.”

Vale destacar que a informação divulgada ontem por este Blog foi enviada pela assessoria de comunicação do próprio MEC, conforme citado no final da publicação. A Univasf possui atualmente seis campi, localizados nas cidades de Petrolina (PE); Juazeiro, Senhor do Bonfim e Paulo Afonso (BA); e em São Raimundo Nonato (PI). O último campus criado foi o de Paulo Afonso, que oferta o curso de Medicina e cujas atividades acadêmicas começaram em setembro de 2014.

Resultado do Enem 2016 já está disponível na internet

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) liberou hoje (18) o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016. Os quase 6 milhões de candidatos que fizeram as provas já podem conferir as notas na página do participante do Enem. Para acessar, é necessário informar o CPF e a senha escolhida na hora da inscrição.

Os estudantes têm acesso a uma tabela com a nota obtida em cada uma das provas: linguagens, matemática, ciências humanas, ciências da natureza e redação. Eles ainda não têm, no entanto, acesso ao espelho da redação, com a correção mais detalhada do texto, que será divulgado posteriormente.

A correção do Enem é feita com base na metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), que não estabelece previamente um valor fixo para cada item. O valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item. Assim, um item que teve grande número de acertos será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. O estudante que acertar uma questão com alto índice de erros, por exemplo, ganhará mais  pontos por aquele item.

As notas da prova podem ser usadas para pleitear vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bolsas no ensino superior  privado pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Além disso, os candidatos com  mais de 18 anos podem usar o Enem para receber a certificação do ensino médio.

Notas

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, disse que desde a divulgação das notas, o site do Inep é atacado por hackers, o que dificulta o acesso dos estudantes. A página ficou fora do ar por diversos momentos. “Isso acontece todos os anos. Tomamos o cuidado de colocar um link externo à nossa página”, disse. O estudante pode acessar a nota, além do endereço do Inep e pela Página do Participante. (fonte: Agência Brasil/foto: reprodução)

Alunos aprendem menos matemática no ensino médio

O percentual de estudantes com aprendizado adequado no Brasil aumentou do ensino fundamental ao ensino médio, de acordo com dados divulgados hoje (18) pelo movimento Todos pela Educação. Persiste, no entanto, um gargalo em matemática, no terceiro ano do ensino médio. Ao deixar a escola, apenas 7,3% dos estudantes atingem níveis satisfatórios de aprendizado. O índice é menor que o da última divulgação, em 2013, quando essa parcela era 9,3%.

O índice é ainda menor quando consideradas apenas as escolas públicas. Apenas 3,6% têm aprendizado adequado, o que significa que 96,4% não aprendem o esperado na escola. “É algo muito frustrante. A gente não está conseguindo avançar na gestão da política pública educacional”, diz a presidente executiva do movimento, Priscila Cruz.

“Matemática é uma disciplina cujo aprendizado é muito mais dependente da escola. Se não aprendeu na escola, não aprende na vida”, acrescenta. De acordo com a definição do Todos pela Educação, o aprendizado adequado de matemática no ensino médio significa que os estudantes tiraram pelo menos 350 no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Isso os coloca no nível 5 de 10. São estudantes que conseguem pelo menos resolver equações, determinar a semelhança entre imagens e calcular, por exemplo, a divisão do lucro em relação a dois investimentos iniciais diferentes. “É o mínimo adequado”, diz Priscila

Municípios

O levantamento mostra uma melhora em relação à primeira etapa do ensino fundamental, que vai do 1º ao 5º ano – fase que, na educação pública, é geralmente de competência dos municípios.

Entre 2005 e 2015, houve um aumento dos municípios com maiores percentuais de estudantes com aprendizado adequado. Em 2005, 0,1% dos municípios tinha mais de 75% dos estudantes aprendendo o mínimo adequado à etapa. Esse índice saltou para 8,4% em 2015. Em matemática, também houve aumento. Em 2005, nenhum município tinha mais de 75% dos estudantes com aprendizado adequado. Em 2015, eram 4,2%.

Os números são baseados no resultado da Prova Brasil e do Saeb), aplicados em 2015. A Prova Brasil é um dos componentes do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), considerado um importante indicador de qualidade do ensino. O índice vai até dez e é calculado de dois em dois anos. São divulgados indicadores do 5º e do 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio, para português e matemática.

O Ideb de 2015 foi divulgado pelo governo no ano passado. A meta para o índice de 2015 foi cumprida apenas no início do ensino fundamental.

Nova base Curricular

Atualmente em discussão, a Base Nacional Comum Curricular deverá definir o que os estudantes têm direito de aprender em cada etapa de ensino. Isso deve, segundo Priscila, ajudar na definição clara das metas de aprendizado. A expectativa é de que a Base do Ensino Fundamental seja divulgada até março pelo Ministério da Educação e a do ensino médio, ainda este ano. (fonte: Agência Brasil)

Após intervenção do MPPE, alunos trans terão direito a nome social em matrículas na Rede Estadual de Ensino este ano

Representantes da Gerência de Educação Inclusiva e Direitos Humanos da Secretaria de Educação de Pernambuco apresentaram ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da 8ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania, a Instrução Normativa da Secretaria, na qual reconhece o nome social das pessoas trans nas matrículas de 2017 (artigo 68), bem como a transcrição desse nome para uso do Diário da Classe. Por consequência as informações serão repassadas para o sistema de informação, com o respectivo registro do nome social, declarados na matrícula. A audiência ocorreu na terça-feira (17).

A Instrução Normativa da Pasta, assinada pelo secretário de Educação Frederico da Costa Amâncio, foi publicada no dia 16 de novembro passado, no Diário Oficial do Estado. A instrução refere-se a todas as orientações e regulamentações para as matrículas na rede de ensino estadual para o ano letivo de 2017. Segundo o documento da Secretaria, entende-se por nome social aquele pelo qual travestis e transexuais se identificam e são identificados pela sociedade.

De acordo com a instrução normativa, os estudantes maiores de 18 anos de idade têm direito de requisitar o registro do nome social no ato da matrícula e para uso no Diário de Classe (artigo 68). Já os estudantes menores de 18 que desejarem fazer uso do nome social, no âmbito das escolas da Rede Estadual de Ensino, deverão ter a autorização por escrito do pai, mãe ou responsável legal (Parágrafo 2° do mesmo artigo).

Intervenção

Em maio de 2016, o MPPE, por meio da 8ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania da Capital, instaurou o inquérito civil para apurar denúncia de prática de transfobia institucional na Escola Sylvio Rabello. Consta que, em diversas situações, ocorreram práticas transfóbicas advindas do corpo administrativo da referida escola, a exemplo do não reconhecimento do nome social, além dos constrangimentos públicos praticados pela direção da unidade de ensino contra um discente. A atuação do MPPE visou a garantir o direito à liberdade de identidade e expressão de gênero no ambiente escolar.

Segundo o MPPE, “a República Federativa do Brasil constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamento a dignidade da pessoa humana e como objetivos construir uma sociedade livre, justa e solidária e promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação, conforme previsto nos artigos 1° e 3° da Constituição Federal”. A Lei de Diretrizes e Base da Educação, artigo 3°, prevê o princípio de respeito à liberdade e apreço à tolerância. As informações são do MPPE.

Uneb prorroga prazo para inscrição de vestibular até 5 de fevereiro

A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) prorrogou, até o dia 5 de fevereiro, o prazo de inscrições para o Vestibular 2017.2, exclusivamente pela internet, no site da instituição. Estão sendo disponibilizadas 3.185 vagas distribuídas em mais de 112 opções de cursos de graduação presenciais, oferecidas nos campi de Salvador e outras 22 cidades baianas, inclusive Juazeiro, com entrada para o segundo semestre de 2017. A taxa é de R$ 70.

O candidato que solicitou isenção da taxa de inscrição e não foi contemplado deverá, no período de inscrição, acessar o módulo de acompanhamento no site do vestibular utilizando o seu número de inscrição ou CPF e data de nascimento e imprimir o boleto no valor de R$ 65,00 para integralizar o pagamento. Os contemplados com o benefício estão automaticamente inscritos no processo seletivo deste ano.

Em 2017 a universidade traz dois novos cursos, sendo um em Juazeiro. O curso é de Administração e será oferecido na modalidade semipresencial, com oferta de 40 vagas. As provas estão previstas para serem aplicadas nos dias 23 e 24 de abril. A relação de cursos, quadro de vagas, provas, normas e cronograma da seleção constam no edital do certame, disponível no site da Uneb.

O Centro de Processos Seletivos (CPS) da Uneb reforça que as vagas reservadas para entrada no primeiro semestre (2017.1) serão ofertadas exclusivamente através do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), do Ministério da Educação (MEC). O quadro de vagas para esse processo é específico e será publicado posteriormente, em divulgação alinhada com a do MEC. Outras informações podem ser obtidas acessando aqui.

Programa de Incentivo à Produção e ao Consumo de Leite deve ser implantado em Juazeiro

A implantação do Programa de Aquisição de Alimento (PAA-Leite) em Juazeiro (BA) foi pauta de uma reunião ontem (17) entre representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária, da empresa laticínio Bom Sabor, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro (STRJ) e da Cooperativa da Agropecuária Familiar de Juazeiro e Região (Cooafjur).

O programa visa a fomentar o fortalecimento e desenvolvimento da cadeia produtiva do setor leiteiro local, contribuindo para redução da vulnerabilidade social e a desnutrição infantil. A secretária de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária, Maraíza Carvalho, falou da necessidade de fazer um novo convênio com o Governo do Estado, via cooperativa e laticínio, para inserir além do leite de vaca o leite de cabra no programa. A secretária ainda quer que produtores de outros municípios poderão ser integrados no programa.

O PAA Leite beneficiará crianças de 2 a 7 anos matriculadas em creches e pré-escolas, gestantes, nutrizes, idosos com 60 anos ou mais e povos e comunidades tradicionais. O programa é fruto de convênio celebrado entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário e o Governo da Bahia e tem o objetivo de fortalecer a cadeia produtiva do setor lácteo, por meio da geração de renda e da garantia de preço justo ao produto da agricultura familiar, auxiliando ao combate a insegurança alimentar. (foto/reprodução)

Prefeitura honra compromisso e servidores da Educação de Petrolina recebem bônus do Fundeb

Um servidor da Rede Municipal de Ensino de Petrolina informou a este Blog que o bônus do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) começou a ser pago nesta terça-feira (17). A promessa havia sido feita numa reunião, há poucos dias, entre o prefeito Miguel Coelho e diretores do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp).

“Acredito que todos os professores já tenham recebido. É um dinheiro que, por sinal, chega em boa hora”, comemorou o servidor. A reportagem entrou em contato com a assessoria da Secretaria Municipal de Educação, que confirmou o pagamento a toda a categoria.

“Cumprindo o acordo feito com a representação sindical, a Prefeitura Municipal de Petrolina confirma o pagamento do bônus financeiro para professores em regência, fruto do rateio das sobras do Fundeb. Os servidores tiveram o valor de R$ 1.565,00 creditado em suas contas nesta terça-feira (17). Sobre este valor não é incidido nenhum desconto”, diz a secretaria, em nota.

Secretaria de Educação e Juventude de Juazeiro divulga lista de inscrito em Processo Seletivo Simplificado

A exemplo da Secretaria Municipal de Saúde, foi divulgada ontem (16) pela Secretaria de Educação e Juventude de Juazeiro (BA) a lista de inscritos no Processo Seletivo Simplificado destinado a cadastro de reserva para os cargos de nível fundamental, médio e superior, em setores e serviços da Secretaria.

De acordo com a assessoria, o processo seletivo foi realizado mediante avaliação curricular de títulos dos candidatos e experiência profissional dos mesmos. Para os cargos da Educação, os salários variam de R$ 888,00 a R$ 2.122,64. No total foram inscritos 3.873 candidatos. Conforme edital, o resultado do processo seletivo está previsto para o dia 24 de fevereiro de 2017. A lista pode ser acessada no seguinte link: RELAÇÃO DAS INSCRIÇÕES SEDUC.

Confirmado: Salgueiro ganhará campus definitivo da Univasf

Agora está oficialmente confirmado: o município de Salgueiro (PE), no Sertão Central, terá um campus definitivo da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Ainda este ano os estudantes daquela região já passarão a contar com mais vagas no campus com a criação de dois novos cursos. E nesta segunda-feira (16) técnicos do Ministério da Educação e da Univasf estiveram com prefeitos da região, que integram o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Sertão Central – entre eles o de Salgueiro, Serrita, Cedro, Mirandiba e o secretário de Governo de Verdejante. O objetivo foi identificar prédios para instalação de um local provisório para a unidade, bem como um terreno para a construção do espaço onde será o campus definitivo.

“Estamos trabalhando para oferecer aos pernambucanos, em especial aos jovens do Sertão, mais acesso à universidade pública. O campus da Univasf em Salgueiro será realidade. Vamos começar com o campus provisório e seguir trabalhando pata viabilizar a obra definitiva”, explicou o ministro Mendonça Filho .

O campus da Univasf de vai oferecer os cursos de Engenharia de Produção e Ciências da Computação, na unidade de Salgueiro. Mendonça Filho afirmou que a interiorização do ensino superior é um de seus compromissos. E lembrou que trabalhou pela criação da Univasf desde que era deputado federal, ao lado do saudoso ex-deputado Osvaldo Coelho, idealizador da universidade.

Como governador, Mendonça assinou convênio para cessão de uso do prédio do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) para a Univasf. Na época o prédio foi cedido para ser usado como Centro Interativo de Ciências. “Hoje, como ministro da Educação, continuo este trabalho de fortalecimento e ampliação da Univasf para oferecer aos sertanejos mais oportunidade de formação e acesso ao mercado de trabalho”, afirmou.

Liberação

Em 2016 a Univasf recebeu quase R$ 55 milhões para custeio e obras. Somente para a Policlínica-Escola do Campus Petrolina foram R$ 2 milhões, além de mais R$ 2 milhões para manutenção do Programa Nacional de Assistência Estudantil, que contempla estudantes de baixa renda com Bolsa Permanência, Auxílio Transporte, Auxílio Moradia e Residência Estudantil da Univasf. As informações são do MEC. (foto/arquivo divulgação)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br