Eduardo atribui a “fatalidade” apagão de ontem

O governador Eduardo Campos considerou “uma fatalidade” o apagão que, na noite da última quinta-feira (25) deixou às escuras por mais de três horas quase todo o Nordeste brasileiro. “Situações como estas acontecem. O que nos preocupou foi o tempo que o Operador Nacional de Sistemas (ONS) precisou para restabelecer o serviço. Ficamos muito tempo com as cidades às escuras e muitos serviços essenciais na iminência do colapso”, disse.

Em função do blecaute, que começou perto da meia-noite, Eduardo passou praticamente toda a madrugada em contato com secretários de estado e com dirigentes de empresas do setor elétrico pedindo informações e tomando providências. Geradores foram deslocados de órgãos que não funcionavam à noite para hospitais e a tropa de choque mobilizada para reforçar a guarda dos presídios. “Felizmente tudo acabou bem”, pontuou.

Eduardo comentou ainda que julga necessário o aperfeiçoamento dos planos de contingência, de modo que os acidentes inevitáveis transtornem o mínimo possível a vida das pessoas. “É preciso melhorar o tempo de resposta, porque a insegurança quanto à regularidade do serviço prejudica inclusive a confiança dos investidores“, disse. (Fonte: Secretaria de Imprensa-PE)

Catadores reclamam de falta de apoio da prefeitura na coleta de material reciclável em Petrolina. Prefeitura justifica

A coleta de material reciclável virou o foco de uma polêmica em Petrolina, tendo como protagonistas a prefeitura, um grupo de catadores e uma ONG contratada pelo município para realizar o serviço.

De acordo com José Ivo dos Santos, presidente da Cooperativa dos Catadores de Material Reciclável do Raso da Catarina, no bairro José e Maria (zona leste da cidade), nada menos que 149 famílias que vivem da coleta do lixo reaproveitável estão sendo prejudicadas por não estarem recebendo o apoio que esperavam da prefeitura. Ele explica que o processo começou há cerca de seis anos, quando os catadores tiveram de deixar o aterro do Raso da Catarina após um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) a cargo do Ministério Público Estadual (MPE). Por sua vez, o órgão determinou ao município que repassasse aos catadores o material reciclável, como forma de aumentarem sua renda familiar.

Nas gestões anteriores (de Fernando Bezerra Coelho e Odacy Amorim), era a empresa Sanepav – responsável pela coleta de lixo na cidade – que separava o material reciclável para os catadores. Mas José Ivo informou que o atual prefeito Júlio Lóssio decidiu terceirizar a coleta, contratando os serviços da ONG Ecovale.

“Essa Ecovale faz a coleta seletiva e a vende para fora, não repassa para a gente”, lamenta José Ivo. Ele disse que após levar o problema a alguns veículos de comunicação locais, foi procurado por um diretor da ONG. Mas a conversa não avançou. “Não tivemos a certeza do que a Ecovale quer”, completou.

Legislação

A situação levou os catadores a uma situação extrema: eles são obrigados a acordar às cinco da manhã para recolher o material reciclável antes que a ONG o faça. A rotina vai até às 17h por bairros como José e Maria, Areia Branca, Vila Eduardo, Henrique leite, Fernando Idalino, Atrás da Banca, Palhinhas – entre outros. Em média, segundo José Ivo, cada família tira de R$ 300 a R$ 350. “Mas se a gente tivesse ajuda da prefeitura, dava para tirar muito mais”, avalia.

José Ivo quer que a prefeitura cumpra uma legislação federal obrigando o município a repassar o material reciclável às cooperativas. O grupo já ganhou, inclusive, o reforço do advogado Selmo Leandro dos Santos, que decidiu levar o caso à justiça. Em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura, no entanto, o Blog obteve a informação de que o município não repassa o material à entidade dos catadores porque, apesar de terem sido formadas, as cooperativas não são regulamentadas perante a lei e, por esta razão, não podem ter o suporte da prefeitura.

Serviço de assistência social do HUT procura familiares de paciente vítima de atropelamento

O serviço de assistência social do Hospital de Urgências e Traumas (HUT), em Petrolina, está à procura de familiares ou conhecidos do paciente Januário Pereira Silva. Ele foi encontrado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Juazeiro, após ter sido vítima de atropelamento na Rodovia BR-407, próximo ao Atacadão.

Januário, que está internado na unidade desde o dia 11 de outubro, já teve alta médica, mas continua na unidade aguardando a presença de algum familiar ou conhecido para auxiliá-lo.

O paciente apresenta quadro de desorientação, mas repete constantemente que é natural do município de Feira de Santana (BA) e que está morando e trabalhando em Juazeiro atualmente. Quem tiver procurado algum familiar ou conhecido com essas características, pode ligar para o Serviço de Social do HUT através dos números (87) 2101-6508 / 6522 / 6544 ou 6543. (Foto/divulgação Assessoria HUT)

Guarda Municipal reforça qualificação para combate a incêndios em Petrolina

Petrolina terá um reforço no combate aos incêndios. Durante esta semana, integrantes da Guarda Municipal participam de um curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, ministrado por especialistas do Ibama. O objetivo do curso é capacitar outros profissionais da segurança, além dos bombeiros da cidade.

“A população de Petrolina ganhará mais profissionais capacitados para uma situação de incêndio. Eles saberão lidar com a situação, irão orientar as pessoas sobre como agir nesses casos”, explica uma das instrutoras do curso, Ana Virgínia Vieira.

A capacitação foi um convite do 4º Grupamento de Bombeiros da cidade e tem carga de 40 horas. “Nós, da Defesa Civil, estamos aprimorando os conhecimentos junto aos bombeiros para que, em casos de risco, possamos auxiliá-los. É importante que haja essa integração entre os órgãos de segurança, para que todos possam agir em conjunto e a favor da comunidade”, destaca o guarda municipal José Welton Aquino. (Fonte/foto: Ascom PMP)

Ordem Pública de Petrolina desocupa área de ‘grileiros’ no perímetro Senador Nilo Coelho

Uma equipe do Núcleo de Operações Urbanas da Secretaria de Ordem Pública de Petrolina esteve na última quarta-feira (24) na Vila do Quilômetro 23 do perímetro de irrigação Senador Nilo Coelho para a remoção de aproximadamente 4 mil metros lineares de cercas de arame farpado, construídas por ‘grileiros’ em terras pertencentes ao município.

Durante a operação, os moradores contribuíram com os fiscais na retirada desses materiais.

O coordenador do Núcleo de Operações Urbanas, Jenivaldo Santos (Jota Santos), explicou que durante a ação eles foram procurados por duas pessoas, as quais – segundo representantes da associação de moradores – seriam responsáveis pela ocupação irregular da área.

Eles estavam de posse de um papel com timbre do Poder Judiciário, que parecia ser uma petição, onde constava como requerido a associação daquela comunidade. Explicamos que aquele documento não representava nenhum impedimento à realização da ação, visto que não restava nenhuma dúvida quanto à propriedade da área”, informou Jota Santos.

Ações desse tipo, segundo o coordenador, têm o objetivo de desocupar áreas que já estão destinadas à construção de equipamentos públicos para a comunidade. As informações são da assessoria de comunicação da prefeitura. (Foto/divulgação)

Apagão afetou abastecimento d’água no estado, informa Compesa

Por meio de nota de sua assessoria de comunicação, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou nesta sexta-feira (26) que algumas localidades do estado seguem com problemas de abastecimento d’água após o apagão que atingiu a região Nordeste na madrugada de hoje.

As cidades mais atingidas foram Floresta, no Sertão de Itaparica, e Pombos, no Agreste, que estão 100% sem água. Na primeira houve o estouramento de uma adutora. Já em Pombos a estação de tratamento teve um problema na área de cloração e teve que ser paralisada. Os técnicos da companhia já se encontram nas duas cidades efetuando o conserto. O abastecimento está previsto para ser restabelecido ainda hoje.

Em Gravatá, também no Agreste, houve uma redução de 70% do volume de água por causa de uma falha mecânica no Sistema Vertentes. Outros municípios que enfrentam queda na vazão são Cupira (Agreste), onde a estação elevatória São Jorge – que manda 30% do total de água consumido na cidade – continua sem energia elétrica e São José do Belmonte (Sertão). Nesta última um dos poços que servem à cidade apresentou uma pane elétrica. A Compesa já enviou técnicos para Gravatá e São José do Belmonte e solicitou à Celpe a religação em Cupira.

Normalidade

No Sertão do Estado, os sistemas adutores do Sertão Central (que abastece a região de Salgueiro) e do Oeste (que abastece a região de Araripina) estão sendo normalizados. Durante o apagão os dois sistemas ficaram inativos e, assim que a energia retornou, a vazão foi retomada. Até o final do dia todas as cidades atendidas por esses dois sistemas terão a oferta de água restabelecida.

Na Região Metropolitana, 17 localidades do Recife foram afetadas com a paralisação de uma estação elevatória do Sistema Caixa D’água. O conserto já está sendo feito desde o início da manhã e a previsão é de que o abastecimento retorne na tarde de hoje.

Em audiência pública, vereadores e produtores de Juazeiro questionam tarifas de adutora da Mineração Caraíba

Produtores e proprietários rurais, representantes de associações e usuários da água da adutora da Mineração Caraíba reuniram-se ontem (25) no auditório da Câmara Municipal de Juazeiro para discutir – e condenar com veemência – o aumento imposto pela empresa no valor do metro cúbico da água, de R$ 0,17 para R$ 0,38.

Sem a presença de representantes da Caraíba, que alegaram não ter recebido o convite, diversas lideranças que representavam suas comunidades se pronunciaram. O presidente da Associação de Produtores de Manga de Santa Helena propôs a criação de um conselho permanente que pudesse acompanhar e discutir os valores. José Carlos Batista, da APRA3, disse estar “correndo atrás para poder permanecer na adutora. Caraíba que a gente pague o preço do cobre”, lamentou.

“Não estamos fazendo favor para a mineração. Nós pagamos e queremos pagar um preço justo e não o que ela impõe”, completou.

Para o vereador Crisóstomo Lima ‘Zó’ (PCdoB), que propôs a audiência, a situação é crítica e este é um problema de toda sociedade, não apenas dos produtores. “Vamos à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e à Agência Nacional das Águas (ANA) para discutir o valor da tarifa de energia e da água. O valor é muito acima do que os produtores podem pagar”, avaliou o vereador.

Novatos marcam presença

O evento levou à Casa Aprígio Duarte Filho vários vereadores eleitos, entre eles Amilton Ferreira (DEM), Nalvinho (PTdoB), Tiano (PT), Café (PTC), Anastácio (PDT), Eduardo (PCdoB), Anderson (PP) e o Sargento Bastos (PTC), pronunciando-se a favor dos produtores. Tiano lembrou que a Caraíba é uma empresa privada, mas foi financiada com recursos públicos e por isso deve explicações e tem responsabilidades sociais.

Já a vereadora Suzana, reeleita com expressiva votação, lembrou que o povo do interior pede tão pouco (“apenas água, luz e estrada”) e se comprometeu em se engajar na luta pela revisão da tarifa. “Vamos até onde for preciso para resolver este problema”. Amilton lembrou que a Caraíba paga a ‘tarifa verde’ (o uso de energia em horários fora do pico), e “empurra o maduro no povo”, ironizou, sendo aplaudido pelo público que lotou a Casa. (de Manoel Leão/para o Blog)

Trânsito em Juazeiro será alterado para realização de eventos neste final de semana

Dois eventos que acontecerão em Juazeiro, neste final de semana, vão provocar alterações no tráfego de veículos no Centro da cidade.

Um deles é o 2° Passeio Ciclístico, realizado pelo Rotary Club de Juazeiro, no domingo (28), a partir das 7h30. Por conta disso a Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT) interditará as seguintes vias: Lagoa de Calú, Travessa Paulo Afonso, Avenida Adolfo Viana, Rua Ulisses Guimarães, Rua Eliseu Martins Nascimento, Rua das Algarobas, Avenida Flaviano Guimarães, Praça Simões Filho, Rua Quinze de Novembro, Travessa Edson Ribeiro e Praças da Misericórdia, Santiago Maior e Imaculada Conceição até a orla fluvial.

Logo após o término do evento, previsto para as 12h, o trânsito voltará à normalidade.

Já na tarde do mesmo dia, das 17h às 18h, a Travessa Paulo VI e Avenida Adolfo Viana serão interditadas para a Puxada Jovem, realizada pela Diocese de Juazeiro em comemoração ao Dia Nacional da Juventude. As informações são da assessoria da prefeitura.

Petrolina e Juazeiro viram alvos de vândalos durante apagão

Não bastasse o incômodo de dormir no escuro e cercada de muriçocas, a população de Petrolina e Juazeiro ainda teve de passar por momentos de muita insegurança durante a madrugada desta sexta-feira (26), por conta do apagão que atingiu os estados do Nordeste, Norte, Centro-Oeste e Sudeste do País.

As informações divulgadas nas rádios, na manhã de hoje, são de que houve alguns casos de vandalismo e arrastões, enquanto as duas cidades passavam a noite no breu. Um absurdo sem comentários.

Constrangimento: Além de lixo, canteiro central da Avenida São Francisco serve de depósito até para vaso sanitário

Já faz algum tempo que o lixo acumulado no canteiro central da Avenida São Francisco, no bairro Areia Branca, zona leste de Petrolina, deixou de ser uma cena rara.

O problema é que agora tem até vaso sanitário sendo jogado no local – certamente por algum morador sem nenhuma noção, evidentemente.

De qualquer maneira, o fato é no mínimo constrangedor, principalmente porque a avenida tornou-se um dos cartões turísticos da cidade por abrigar o Bodódromo e vários bares. Pega mal, portanto, para o turista que vem conhecer Petrolina. As fotos foram enviadas ao Blog pelo representante da associação de moradores do bairro, Luiz Domingos de Carvalho.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br