Sem interligação das bacias, Gonzaga Patriota faz previsão pessimista para fruticultura no Vale do São Francisco

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) fez uma previsão sombria para os perímetros irrigados da região, caso o projeto de interligação das Bacias do São Francisco e Tocantins não saísse do papel.

Autor da proposta, o socialista está convicto de que a fruticultura local, principal atividade econômica dos polos Petrolina (PE)/Juazeiro (BA), ficaria seriamente comprometida. “A água do São Francisco não dá nem para segurar os projetos de irrigação atuais que existem em Petrolina e Juazeiro”, alertou.

Gonzaga lembrou ainda que no Projeto Fulgêncio, por exemplo, localizado em Santa Maria da Boa Vista (PE), no Sertão do São Francisco, já está parado. “O Fulgêncio está recebendo menos de 50% que ele carece. Aos sábados, domingos, feriados e à noite já não tem mais água porque a captação não pega de 600 (metros cúbicos por segundo, a atual vazão da Barragem de Sobradinho)”, afirmou o parlamentar.

Audiência pública discutirá impasse nas vendas de produtos dos agricultores familiares de Petrolina para PAA

Os agricultores familiares de Petrolina andam se queixando de dificuldades para vender seus produtos ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do município. Diante do impasse, uma audiência pública está programada para a próxima semana, dia 9, na Câmara de Vereadores. Uma reunião nesta sexta-feira, 2, na Câmara de Vereadores, entre lideranças do Sindicato dos Agricultores Familiares de Petrolina (Sintraf) e representantes do Legislativo definiu a data da audiência.

Conversamos com os vereadores e queremos saber qual o impasse que está ocorrendo. Ano passado, vendíamos sem problemas, por isso fomos à Câmara solicitar ajuda dos vereadores para debatermos o assunto e buscarmos uma solução”, disse Isália Damascena, presidente do Sindicato dos Agricultores Familiares de Petrolina (Sintraf).

Conforme Isália, serão convidados para a audiência, representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agrário, de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Comsea), Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Petrolina e os próprios agricultores familiares.

“Buscaremos reunir o máximo de agricultores para resolver isso. Já entramos no mês de junho, logo começa o segundo semestre e os nossos associados correm o risco de perder sua produção”, revela a dirigente sindical. A reunião contou com os vereadores da oposição, Cristina Costa (PT), Paulo Valgueiro (PMDB), Domingos de Cristália (PMDB) e Gabriel Menezes (PSL).

 

 

Projeto do IF Sertão-PE/Zona Rural incentiva e orienta uso de plantas medicinais

 

O projeto “Plantas medicinais: Multiplicando Saúde”, desenvolvido no campus Petrolina Zona Rural do IF Sertão-PE, aborda a eficácia no uso desses desses elementos para a saúde e para o consumo, em forma de chás. A iniciativa tem a orientação da professora doutra Flávia Cartaxo, ao lado de estudantes de Agronomia da instituição. A lista dessas plantas é bem diversificada e conta com adeptos de todas as idades. Espécies como alecrim, hortelã, manjericão, erva-cidreira, malvão, capim-santo integram uma relação de 15 plantas que estão sendo cultivadas no horto do campus em Petrolina. O projeto começou há dois anos, com o objetivo de resgatar o uso das medicinais, valorizando o poder de seus princípios ativos, além de fazer a distribuição de mudas, implantação de hortas e informar à população sobre o uso adequado de cada uma delas.

“Muitas vezes a gente sente uma dor de cabeça e pensa logo numa farmácia, esquecendo de uma alternativa que poderia estar em nosso jardim, de fácil acesso. A implantação dessa horta medicinal veio como benefício para a gente, nosso próprio campus e para as comunidades ao redor”, afirmou Teonis Batista, aluna do projeto.

De acordo com Flávia Cartaxo, através do estudo já foram feitas distribuições de plantas medicinais em outros campi do IF Sertão-PE, além de assentamentos, escolas e creches de comunidades de Petrolina, Juazeiro e Casa Nova (essas duas últimas na Bahia).

“A gente distribui a muda e pode instalar a horta. Tem comunidades que ficam longe de postinho, que o médico demora a vir. Enquanto esse médico chega, tem medicinais que ajudam, baixam uma febre, diminuem os sintomas de uma gripe, aliviam o mal-estar. Até o médico chegar e consultar”, informou.

Renda extra

Nessas visitas a comunidades, o cultivo de medicinais também é apresentado ao pequeno produtor como uma fonte de renda alternativa, através de explicações sobre como fazer seu beneficiamento correto, como secagem, embalagem, agregando valor ao produto. Segundo a aluna Luana Santos, em alguns locais foi demonstrado ainda como aproveitar pequenos espaços para implantação de hortas.

“Em Juazeiro fizemos uma horta em garrafas pet. Se você não tem um jardim, um grande espaço, é possível se adequar ao que tem, não precisa deixar de fazer”, disse. O horto do projeto não faz uso de agrotóxico. Toda adubação utilizada é produzida no Centro Vocacional Tecnológico em Agroecologia (CVT) do campus, sendo o manejo todo orgânico. Segundo a professora, as medicinais geralmente não têm problemas de pragas porque algumas delas têm efeito repelente.

Flávia destaca ainda que a produção feita no campus, através do projeto, está acessível à comunidade. Em 2010, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) regulamentou o uso de 66 medicinais que têm relação com o uso popular. “Qualquer pessoa que quiser vir pedir mudas, qualquer comunidade, a gente faz a distribuição”, disse. A produção também é distribuída no campus Petrolina Zona Rural, juntamente com a orientação sobre o uso adequado de cada uma delas. (Foto: Ascom)

Governador da Bahia assina nesta quarta-feira adesão ao Garantia-Safra

O governador da Bahia, Rui Costa, assinará nesta quarta-feira (31) a adesão do Estado ao Programa Garantia-Safra, que assegura renda mínima para até 345 mil famílias de agricultores que perderem a lavoura por estiagem ou excesso de chuva.  O ato acontecerá às 9h, na sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo da Bahia.

Também serão anunciados na ocasião novos investimentos para o fortalecimento da agricultura familiar em todo o Estado, por meio do Programa ‘Bahia Mais Forte’, executado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). Somadas, todas as ações envolvem recursos da ordem de R$ 70 milhões.

Rui autorizará, ainda, a licitação para aquisição de 10 milhões de mudas de palma forrageira através do Projeto de Segurança Alimentar do Rebanho e assinará termo de cooperação entre a SDR e a Secretaria de Segurança Pública para implantação da Ronda Maria da Penha Rural. O evento terá a participação de 265 prefeitos e 200 agricultores familiares do semiárido baiano, além de movimentos sociais ligados aos setor, autoridades políticas e 33 entidades prestadoras de serviços de assistência técnica. (foto/arquivo reprodução)

Mercado do Produtor de Juazeiro passará a ser fechado aos sábados

A partir do próximo dia 3 de junho o Mercado do Produtor de Juazeiro será fechado aos sábados, a partir das 17h. A iniciativa partiu da direção da Autarquia Municipal de Abastecimento (AMA), motivada pela necessidade estrutural de reorganizar o entreposto. O diretor Executivo da AMA, Mitonho Vargas, destaca que a mudança será melhor, já que após esse horário quase não há comercialização. “Fechando o mercado aos sábados, às 17h, teremos melhor organização do controle de fluxo de veículos nas portarias. A comercialização dentro do entreposto é muito pequena, então iremos resultar em maior segurança para o mercado“, explicou.

Para o presidente da Associação de Permissionários do Mercado do Produtor, Cristiano Coelho, a decisão do órgão municipal é positiva. “Sábado, depois desse horário, quase não tem vendas e grande parte dos boxes fecha. Essa medida é uma maneira dos permissionários se sentirem mais seguros”, disse.

O Mercado do Produtor de Juazeiro é o quinto maior do Norte e Nordeste em volume e valor de negócios, terceiro do país em comercialização de frutas e verduras e é gerenciado pelo novo modelo de gestão com a criação da AMA, implantada na gestão do prefeito Paulo Bomfim. A autarquia integra a administração indireta do município e é regulada por lei complementar, mas juridicamente tem sua autonomia.

O entreposto comercializa para todo o Brasil e gera 6 mil empregos diretos e indiretos, através da agricultura irrigada. A produção agrícola da região decorre de vários perímetros de irrigação de pequenas e médias empresas, e da agricultura familiar de Juazeiro. (Fonte/foto: Ascom PMJ)

Termina nesta quarta campanha de vacinação contra a febre aftosa em PE

A Campanha de vacinação contra a febre aftosa segue até esta quarta-feira (31) em todo o estado. A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) espera ainda mais de 50 mil produtores de bovinos e bubalinos para declarar a vacinação. É preciso ir até um escritório da Adagro mais próximo para se regularizar, do contrário o produtor ficará sujeito a pagamento de multa e impossibilitado de comercializar animais.

Pernambuco é um dos estados livres da doença com vacinação, mas é preciso continuar protegendo os animais. Os produtores devem adquirir as vacinas em casas agropecuárias e, no prazo de quinze dias, ir até uma unidade da Adagro para fazer a declaração. Dia 15 de junho é o prazo final para declarar a vacinação. Nessa hora, o produtor irá realizar sua atualização cadastral, inclusive com o detalhamento do seu rebanho por sexo e idade.

Quem não imunizar seu rebanho até o dia 31 pagará multa de no mínimo R$ 60,00, ficará impedido de retirar a Guia de Trânsito Animal – GTA, terá a propriedade interditada e fica impedido de participar das linhas de crédito do governo, como por exemplo empréstimos no banco do Nordeste, pois para receber esses incentivos é necessário que o criador apresente uma declaração da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco – Adagro.

Doença

A febre aftosa é uma doença viral altamente infeciosa que acomete os animais que possuem casco fendido. Sua ocorrência representa veto a mercados importantes e, consequentemente, prejuízos econômicos para o setor, por isso a importância de proteger o rebanho da doença por meio da vacinação. (Foto: Ascom)

Lagoa Grande: Fernando Filho visita obra feita com recursos de emenda de sua autoria

O ministro das Minas e Energia Fernando Filho esteve neste domingo, 28, no distrito de Serra das Lages,  zona rural de Lagoa Grande (PE), Sertão do São Francisco. Ele acompanhou o início dos trabalhos de perfuração de um poço artesiano na comunidade, obra realizada com recursos de emenda parlamentar individual apresentada por ele, enquanto deputado federal.
Na visita, o ministro foi acompanhado dos ex-prefeitos Robson e Dhony Amorim, além  dos vereadores Iara, Carlinhos Ramos, Professor Vavá e do ex-vereador Joaquim da Rocinha. Na sequência, Fernando Coelho Filho conheceu a horta orgânica cultivada pelo agricultor Aldeci Nogueira Dias. (Foto: Ascom)

Ibimirim: Associação leva projeto itinerante para recolher embalagens de agrotóxicos

De 1º a 16 de junho deste ano produtores de Ibimirim (PE), Sertão do Moxotó, poderão devolver as embalagens vazias de defensivos agrícolas durante o projeto itinerante promovido pela Acavasf (Associação do Comércio Agropecuário do Vale do São Francisco), que gerencia a central de Petrolina.

A iniciativa é uma das atividades que contribuem para o sucesso do Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de agrotóxicos), que no primeiro semestre de 2017 destinou mais de 10 mil toneladas do material. A região nordeste contribuiu com 12% do total nacional.

Entre os apoiadores da iniciativa estão a prefeitura, Secretarias Municipais de Agricultura, de Meio Ambiente e também a de Saúde, Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), agricultores familiares de Ibimirim, Adagro (Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco), Codersi (Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável de Ibimirim), IPA (Instituto Agronômico de Pernambuco) e InpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias).

Acesso à água tratada será prioridade na atuação de recém-criado Conselho Comunitário no N-8

Luta antiga de moradores dos perímetros irrigados de Petrolina, o acesso à água tratada será prioridade da diretoria do recém-criado Conselho Comunitário da Vila Nova do N-8, no Perímetro Senador Nilo Coelho. Conforme o presidente da entidade, Sirlael Souza, que toma posse oficialmente dia 2 de junho, junto com os demais integrantes do grupo, esse é o maior sonho da população local e uma das metas entre outras que já programou como liderança da comunidade.

“Nós chegamos para somar. Vamos trabalhar para melhorar a comunidade, e nossa prioridade será essa questão da água. Nós hoje tomamos água direto do canal, sem tratamento nenhum. Meu compromisso e dos companheiros é que possamos ampliar a rede de abastecimento da Vila, que foi construída para 150 casas e hoje são mais de 800. Queremos água de qualidade, seja quem for que execute a obra, mas que venha realizar esse sonho antigo de todos que vivem nas áreas irrigadas da cidade”, comentou Sirlael.

A posse da diretoria do Conselho Comunitário da Vila Nova do N-8 será às 19h, num ato marcado para a avenida principal da comunidade. Ainda de acordo com Sirlael, a programação deve contar com a presença de vários representantes políticos de Petrolina – entre eles o prefeito Miguel Coelho (PSB) e sua equipe de governo.

Sistema de irrigação de horta orgânica em comunidade rural de Petrolina quase pronto para entrar em funcionamento

Os agricultores familiares do Sítio Coelho, zona rural de Petrolina, já vivem as expectativas de receber água do Rio São Francisco para desenvolver a produção da horta orgânica da comunidade. O sistema de irrigação, composto por dois reservatórios, já está quase pronto para entrar em funcionamento.

O contrato do serviço, no valor de R$ 213.704,69, é fruto de emenda parlamentar do deputado federal licenciado, Fernando Filho (atual ministro das Minas e Energia), e contou também com esforços do senador Fernando Bezerra Coelho e do prefeito Miguel Coelho.

O sistema vai captar água bruta por meio de um conjunto de eletrobomba instalado próximo do manancial localizado no Distrito de Izacolândia, também na zona rural, e conta com uma rede adutora de aproximadamente 2 mil metros de extensão em tubos tipo PVC. A área total da horta é de 1,2 hectares.

Crise não atingiu exportações de frutas do Vale do São Francisco, diz Itep

A exportação de frutas continua alavancando a economia brasileira, na contramão da crise. Só em 2016, o setor movimentou mais de 700 mil dólares – segundo dados da Associa­ção Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abra­frutas). A qualificação das frutas em atendimento às exigências da União Europeia está entre os principais pontos que contribuíram para o crescimento e consolidação do segmento.

O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) é referência na realização de análises para atestar e elevar a qualidade das frutas Made in Brazil, atendendo todo o país, com destaque para os produtores do Vale do São Francisco, que já é responsável por 99% de toda exportação nacional de uva e 85% das mangas, de acordo com informações da Associação de Produtores e Exportadores de Hortigranjeiros e Derivados do Vale do São Fran­cisco (Valexport).

A gerente do Núcleo Alimento Seguro e Sustentável do Itep, Adélia Araújo, ressalta que o trabalho desenvolvido pelo instituto segue os critérios de qualidade e de rastreabilidade exigidos pelo mercado, em especial o importador. Cada fruta passa por uma avaliação minuciosa para verificar a existência de resíduos de agrotóxicos, englobando mais de 500 compostos. As análises realizadas pelo Itep são acreditadas (ISO/IEC 17025), credenciadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Anvisa e Inmetro. O resultado é um serviço confiável e com nível de excelência abalizado pela União Europeia.

O reconhecimento das soluções e serviços oferecidos tem relação com o investimento em pesquisa e capital humano. “Nossos profissionais são comprometidos em estudar soluções. A nossa equipe tem mestres, doutores e técnicos especializados que participam de treinamentos, feiras, palestras e eventos científicos no Brasil e no exterior”, destaca a gerente.

Qualifruit.com

Para incentivar a exportação de frutas da região para a Europa, o Itep desenvolveu, em parceria com o Governo de Pernambuco, um programa de acompanhamento à inspeção das frutas realizada no Porto de Roterdã, na Holanda (porta de entrada de toda produção no Sertão pernambucano). Iniciado em 2010 e mantido até 2015, o programa pioneiro no país foi decisivo para a consolidação das frutas do Vale do São Francisco no mercado europeu. “O Qualifruit funcionava como o olho do produtor no exterior. Através das informações das condições e da qualidade das frutas, os produtores ganham poder na negociação de preço de venda e definição de mercado, além da possibilidade de identificar melhorias de produção, embalagem e transporte”, explica Adélia.

Prefeitos baianos formalizam consórcio para manutenção de estradas

Oitenta e quatro prefeitos de seis regiões baianas assinaram contrato com o governo baiano para formação de Consórcios Públicos de Infraestrutura da Bahia – Consórcio Multifinalitário – nesta quarta-feira (24). O ato aconteceu às 9h, no auditório da Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), no Centro Administrativo da Bahia, na capital do estado.

O governador Rui Costa (PT)  participou da assinatura dos consórcios, que tem por finalidade executar serviços de manutenção de estradas em mais de 3 mil km de extensão, abrangendo mais de 110 municípios baianos, por meio de parcerias entre o Estado e os municípios.

Ao todo são 10 consórcios, dos quais dois já tiveram os contratos assinados – Portal do Sertão e Vale do Jiquiriça. Os oito que assinaram contratos nesta quarta-feira foram: Mata Atlântica, Chapada Forte, Território do Sisal, Território do São Francisco, Municípios do Oeste da Bahia, Alto Sertão, Bacia do Jacuípe e Território de Irecê.

Superintendente da Codevasf diz na Câmara que lei garante à Compesa operar sistemas de abastecimento em Petrolina

O superintendente da 3ª Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Pernambuco, Aurivalter Cordeiro, esteve nesta terça-feira, 23, na Câmara de Vereadores, falando das ações voltadas para a área irrigada de Petrolina, acessibilidade à água e projetos atuais e futuros que irão beneficiar os 60 municípios de sua atuação no Estado. Aurivalter atendeu convite do presidente da Casa, vereador Osório Siqueira (PSB). (mais…)

Governo lança programa de recuperação de estradas rurais em municípios baianos

O Governo da Bahia lançou nesta segunda-feira, 22, o Projeto de Estradas Vicinais que vai atender inicialmente 62 municípios e melhorar a trafegabilidade nas áreas rurais do Estado. A iniciativa poderá chegar, ao todo, a 98 municípios e beneficiar mais de um milhão de habitantes. O programa será realizado pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) com o intuito de executar intervenções de melhorias em vias consideradas “intransitáveis“, complementando com obras como construção de pontes, bueiros e de passagens molhadas – que garantem o trânsito de pessoas e veículos sem interromper o escoamento do fluxo de água.

O projeto está promovendo consultas públicas com sete consórcios, associações de municípios definidos em lei, para escolher os trechos rurais prioritários de cada localidade que vão passar por intervenções. Até o momento, já foram definidos reparos em 11 cidades baianas: Lamarão, Biritinga, Tucano, Araci, Coração de Maria, Irará, Conceição de Feira, Conceição do Coité, Amélia Rodrigues, Conceição do Jacuípe e Capim Grosso, com a participação de mais de 750 moradores. A previsão é de que as melhorias sejam iniciadas no segundo semestre deste ano.

“Esse projeto tem um papel social importante, pois melhora as condições de tráfego nas estradas rurais não pavimentadas, viabilizando o acesso das comunidades à escola e serviços de saúde, além de ampliar o alcance dos produtores no escoamento para o mercado”, explica Creomar Baptista, coordenador de Estradas Vicinais da Seinfra. A previsão é de que as consultas sejam realizadas até 2018.

Entre os critérios adotados para seleção das vias que serão restauradas está a população estimada, os indicadores de área, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), e também a proximidade da estrada vicinal com as rodovias estaduais. Os consórcios baianos são: Portal do Sertão, Baixo Sul, Chapada Diamantina, Bacia do Paramirim, Bacia do Jacuípe, Sisal e Sertão do São Francisco. O Projeto de Estradas Vicinais da Seinfra tem investimento previsto de R$ 65 milhões do Banco Mundial, montante que poderá ser ampliado para R$ 90 milhões se concretizado um futuro empréstimo junto ao Banco Europeu (BEI). (Foto: Reprodução internet)

 

BNB lançará nova linha de crédito para implantação de sistemas de energia solar voltados a agricultores familiares

Agricultores familiares atendidos pelo Banco do Nordeste passarão a contar com uma nova linha de crédito voltada para implantação de sistemas de micro e minigeração de energia solar – o Agroamigo Sol. A nova linha de crédito será lançada nesta quarta-feira (24), às 10h, na sede do Banco do Nordeste em Fortaleza (CE), com a participação do presidente do BNB, Marcos Holanda. Em Pernambuco, o lançamento será no mesmo horário, no auditório da Superintendência Estadual do Banco do Nordeste, localizado à Avenida Conde da Boa Vista, 800, Empresarial Apolônio Sales, 2º andar, Bairro da Boa Vista, no Recife.

Com metodologia do microcrédito orientado, os financiamentos beneficiarão principalmente pequenas propriedades rurais, com operações de até R$ 15 mil, com direito a bônus de adimplência e vantagens especiais para empreendimentos localizados em regiões do semiárido.

Os recursos podem ser aplicados em obras de melhorias nas propriedades, como sistemas de bombeamento, irrigação e dessalinização de água, além de eletrificação de cercas. A micro e minigeração de energia solar também pode beneficiar comércios de pequenas e médias cidades do interior do Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo, contribuindo para a redução dos gastos com energia elétrica em iluminação e utilização de máquinas e eletrodomésticos, a exemplo de freezer para armazenamento de produtos.

“O Agroamigo Sol é uma importante ferramenta na missão do Banco do Nordeste de contribuir para a melhoria de vida das pessoas no campo, celeiro de grande parte dos alimentos que são consumidos no país. Com essa linha de crédito, os produtores rurais passam a ter acesso facilitado à geração de energia solar, garantindo uma produção ainda mais competitiva e ambientalmente mais correta“, afirmou o superintendente de Microfinanças e Agricultura Familiar do BNB, Alex Araújo. As informações são da assessoria.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br