Servidores da AMMA adotam bicicleta para ir ao trabalho

Três servidores da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) de Petrolina decidiram fazer sua parte e dar o exemplo para ajudar a diminuir a emissão de poluentes e facilitar a mobilidade urbana. Em vez dos carros, que agora passam mais tempo nas garagens, eles adotaram bicicletas como meio de transporte no trajeto de casa para o trabalho.

O objetivo dos amigos Wagner Linhares, Salomão Pereira e Marcos Victor, idealizador do Projeto ‘Cidade Humanizada’, é apresentar aos petrolinenses uma solução inteligente para resolver alguns problemas de mobilidade, comuns aos grandes centros. “Hoje é inviável sair de casa com o carro logo cedo e perder um tempão procurando onde estacionar. Considerando também os altos custos com combustível e manutenção do veículo e visando contribuir com a redução da poluição, comecei usar a bicicleta como meio de transporte“, lembra.

Além de gastar e poluir  menos, o uso da bicicleta também se mostrou uma prática saudável. São pouco mais de três meses pedalando de casa para o trabalho e vice-versa e uma experiência positiva para Wagner Linhares. “Além da prática de um exercício físico importante para a saúde, pedalar também faz com que tenhamos mais contato com as pessoas e possamos percorrer a cidade de um jeito diferente, mais tranquilo, sem pressa. Dessa forma, podemos olhar Petrolina com mais atenção e ver coisas que até então passariam despercebidas se estivéssemos dirigindo, a exemplo da natureza“, destaca.

Eles acreditam que somente com o engajamento de todos será possível transformar a cidade a partir de conceitos tão simples, mas importantes. “Com as bicicletas, queremos conscientizar as pessoas de que cada um pode fazer sua parte para que tenhamos um mundo melhor, deixando de emitir poluentes na atmosfera através de uma prática sustentável e inclusiva, já que qualquer um, independentemente de classe social, pode se unir a esta causa“, pondera Marcos Victor. (Fonte/foto: Ascom PMP)

Miguel Coelho assinará ordens de serviço para construção de nova ciclovia e de centro distribuidor para agricultura familiar

O prefeito Miguel Coelho (PSB) assinará ordem de serviço, nesta quarta-feira (10), para a construção de uma nova ciclovia na orla de Petrolina. Além disso, será autorizada a instalação de uma unidade de apoio à distribuição de alimentos da agricultura familiar. O ato de assinatura ocorre às 10h30, no gabinete do prefeito.

A nova ciclovia vai estimular o já crescente uso de bicicletas na cidade. O equipamento será implantado na Avenida Cardoso de Sá, entre o Petrolina Palace e o campus local da Universidade de Pernambuco (UPE), totalizando 1.113 metros de extensão. Ainda vai assegurar a melhoria da infraestrutura da orla, pois também está prevista a recuperação do passeio e pista de corrida neste trecho. A obra tem investimento de R$ 1,5 milhão e previsão de entrega de oito meses.

A outra ordem de serviço será para a construção de um equipamento, no bairro Quati II, voltado para os produtores rurais ligados ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A unidade de distribuição servirá de ponto de apoio e logística aos agricultores. Ao invés de entregar os alimentos nos vários prédios municipais, como escolas e restaurante popular, os produtores deixarão todo o material no galpão da prefeitura, garantindo mais praticidade e redução de custos. A obra receberá investimento de R$ 531 mil e será inaugurada num prazo de cinco meses. As duas ações serão conduzidas pela Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade.

Transporte coletivo será pauta de mais uma audiência pública na Casa Plínio Amorim

O transporte coletivo de Petrolina será tema, mais uma vez, de audiência pública na Câmara Municipal de Vereadores. O debate acontecerá a partir das 10h30 desta terça-feira (9) e foi requerido pelo Professor Gilmar Santos (PT).

Discussões como estas são pertinentes, e o local para isso é mesmo a Casa Plínio Amorim. Porém o problema é que essa nova audiência dificilmente trará alguma novidade sobre o assunto que os petrolinenses já não saibam.

Reajuste de passagens, Passe Livre estudantil, acessibilidade de aposentados e de pessoas com deficiência. Estes deverão ser alguns dos temas que permearão o debate.

Tudo certo. Mas o que a população deseja, de fato, são ações na prática, resultantes dessas audiências. Só de teoria, os usuários do transporte coletivo já conhecem esse enredo de cor e salteado.

Dentro da programação do ‘Maio Amarelo’, Petrolina sediará seminário sobre desafios da mobilidade urbana

Dentro da programação da Campanha ‘Maio Amarelo’, Petrolina deverá sediar um seminário sobre os desafios da mobilidade urbana. A iniciativa é da Central Única de Bairros (Cubape).

Temas como duplicação de avenidas, construção de viadutos urbanos, licitação de novas empresas de ônibus e abertura de novas vias duplicadas, como a Perimetral, Avenidas Sete de Setembro e Cardoso de Sá e a construção do Anel Viário serão colocados em pauta.

“Sabemos que o maior gargalo de toda gestão municipal é a mobilidade urbana. Hoje em Petrolina temos mais de 130 mil veículos e as avenidas continuam do mesmo jeito há mais de 10 anos. É preciso ouvir a cidade, planejando a mesma para os próximos 20 ou 30 anos. Lembrando que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) nos assegura um trânsito seguro”, ressalta o presidente da Cubape, Pedro Caldas.

Alepe pretende interiorizar discussões da Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa com Deficiência

Um dos encaminhamentos da audiência pública em defesa dos autistas de Pernambuco, ocorrida nesta quarta-feira, 3, pela Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa (Alepe), é realizar audiências públicas da Frente fora do Recife, interiorizando os debates.

“Já há uma melhor estrutura aqui. Geralmente, as pessoas do Interior buscam a Capital para ter algum atendimento. Por isso, nós vamos até elas saber das dificuldades que enfrentam”, explicou a deputada Terezinha Nunes (PSDB), coordenadora da Frente e que também propôs a inclusão do Ministério Público de Pernambuco nas discussões.

O Colegiado discutiu as melhorias necessárias à inclusão e ao atendimento de pessoas com transtornos do espectro do autismo, especialmente nos sistemas de educação e saúde. Os problemas apontados e as propostas para resolvê-los serão sistematizados, ao término dos debates, em um relatório final a ser encaminhado para as autoridades dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Coned-PE), Maria do Carmo Oliveira avaliou que a escola, isoladamente, não tem condições de fazer todo o atendimento necessário às crianças com autismo. Segundo ela, é necessário, portanto, articular serviços – como de psicólogos e fonoaudiólogos – com a área da saúde.

Representante da Associação de Famílias para o Bem-Estar e Tratamento da Pessoa com Autismo (Afeto), Ângela Lira endossou a avaliação: “Todo o mundo está empurrando a questão para as escolas, e a saúde está extremamente omissa”, lamentou.

Diretor da Associação de Amigos do Autista (AMA-Getid), Emerson Albuquerque indicou dificuldades para o diagnóstico precoce. Também relatou casos de escolas particulares que recusam a matrícula de crianças com autismo, alegando falta de estrutura, mesmo quando o comprometimento é leve.

“O autista tem condições cognitivas de se desenvolver, mas precisa de adaptações para atingir o que as outras pessoas alcançam”, enfatizou. Procuradora da Alepe e idealizadora de uma cartilha da instituição sobre o autismo, Juliene Santos ressaltou que o transtorno precisa ser tratado como epidemia, como em outros países. Ela destacou que faltam estatísticas e um setor específico no sistema público de saúde.

A deputada Terezinha Nunes avaliou que as escolas particulares estão menos preparadas do que as públicas para receber crianças e adolescentes com deficiência, por isso também devem ser incluídas nas futuras discussões. (Foto: João Bita-Alepe-divulgação)

Manutenção na Central de Vendas do Cartão BIP deixa sistema fora de operação

Uma manutenção inesperada na central de vendas do Cartão BIP em Petrolina deixou os servidores fora de operação nesta quarta-feira (3). De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Vale de São Francisco (Setranvasf) o sistema já está sendo reparado e, tão breve volte ao normal, todos serão avisados.

O Setranvasf informou que excepcionalmente hoje, os usuários que necessitarem colocar créditos nos seus cartões deverão se dirigir à Loja BIP Central. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (87) 3862-1911.

 

Nova tarifa de ônibus na área urbana de Juazeiro vai para R$ 3,50

Os usuários de ônibus em Juazeiro (BA) já estão desembolsando um pouco mais pela tarifa na área urbana. A Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT) anunciou, a partir deste domingo (30) o novo valor da tarifa, que passa para R$ 3,50. O percentual de aumento, segundo a CSTT, está abaixo da inflação.

Para conceder o reajuste, a CSTT exigiu que a empresa concessionária do serviço realizasse a reforma física do transbordo e a renovação de 10% da frota de ônibus. O órgão municipal informou ainda que no cartão eletrônico a nova tarifa será R$ 3,20, enquanto a passagem estudantil fica em R$ 1,75.

Motoristas desobedecem sinalização e usam lombada como retorno na Orla II

Uma denúncia que chegou ao Blog mostra motoristas que transitam pela Avenida Cardoso de Sá, na Orla II, Centro de Petrolina, burlando as leis de trânsito.

Os condutores aproveitam uma lombada construída em frente a uma pizzaria e fazem o retorno, passando por cima do canteiro central, indo embora sem a minima cerimônia.  Isso serve de alerta para a AMPLLA (Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina) reforçar a fiscalização na área.

Operação da AMMPLA quer evitar acidentes de moto em comunidade da zona rural de Petrolina

A Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla) promoveu mais uma blitz educativa para evitar acidentes com motociclistas no município. Desta vez, com o objetivo de reduzir o número de acidentes com motos na região da Agrovila Massangano, na região da área irrigada, o órgão realizou nesta quarta-feira, 26, uma blitz educativa. A finalidade foi prevenir e conscientizar condutores para uma direção responsável.

Na ocasião, os agentes também fiscalizaram o trânsito na PE 655. A ação foi uma solicitação dos vereadores Cristina Costa (PT), Edilsão do Trânsito (PRTB) e Gabriel Menezes (PSL), devido à grande incidência de acidentes com motos no local.

Segundo o coordenador de Educação e Trânsito, o agente Franklin Alves, a blitz promoveu a conscientização para a pilotagem segura, estimulando o respeito às normas de circulação, com utilização correta dos equipamentos de segurança, itens indispensáveis para evitar acidentes.

Durante a ação, os motociclistas receberam dicas sobre medidas preventivas para um tráfego seguro e responsável. Os agentes de trânsito também verificaram a documentação das motocicletas e dos condutores a fim de regularizar a situação dos que estão circulando de forma inadequada. (Foto: Ascom)

Greve geral não vai afetar venda e recarga do Cartão BIP em Petrolina, garante Setransvasf

A greve geral marcada para esta sexta-feira (28) em todo o país não deverá afetar o funcionamento da venda e recarga do Cartão BIP em Petrolina. A garantia foi dada pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Vale do São Francisco (Setranvasf).

De acordo com a entidade, o Sistema de Transporte MobiPetrolina e todos os pontos de venda e recarga do Cartão BIP estarão funcionando normalmente na sexta-feira.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br