Prefeitura chama Compesa para amenizar problemas de saneamento no Bairro Dom Avelar

1

Diante dos sérios problemas de esgotamento sanitário no Bairro Dom Avelar e outras comunidades da zona norte, a Prefeitura de Petrolina chamou a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) para o diálogo. A intenção é de promover ações que possam minimizar os transtornos para os moradores da área, que não possui sistema de saneamento básico, o que provoca inúmeros problemas para a comunidade, como o extravasamento de esgotos em via pública.

Nesta sexta-feira (11), o secretário-executivo de Serviços Públicos, Alisson Oliveira, reuniu-se com a gerente regional da Compesa em exercício, Nadja Alencar, na entrada principal do Dom Avelar, na Avenida dos Minérios. No local, um canal está cheio de esgoto e a tarefa da ação conjunta será esvaziá-lo. Para isso, a encanação existente terá de ser desobstruída para que o esgoto possa fluir e não se acumular pelas ruas do bairro.

A Compesa já começou o trabalho e, a partir da próxima segunda-feira (14), vai ganhar um reforço de equipes da prefeitura, segundo informou a assessoria da administração municipal. Elas vão ficar responsáveis por fazer um desvio no canal, para ajudar no escoamento do esgoto acumulado, enquanto a Compesa recupera um cano que se encontra obstruído.

De acordo com o secretário-executivo, Alisson Oliveira, com o diálogo estabelecido quem ganha é a população. “Desde setembro do ano passado, quando a Compesa levantou da mesa de negociações para a renovação da concessão, que a parceria deixou de existir. É bom voltar a dialogar com a Companhia, já que são as pessoas que mais sofrem quando o serviço não é realizado como deveria. Estamos sempre dispostos a servir a população da melhor maneira, de acordo com a orientação do nosso prefeito Miguel Coelho”, destacou Oliveira.

1 COMENTÁRIO

  1. A população do bairro Dom Avelar, precisa deste saneamento urgente, pois como é visto, o esgoto a céu aberto, provoca a reprodução de insetos que transmitem doenças, exala o odor terrível, e causa doenças nas crianças que sem querer acabam pisando no esgoto exposto. Além dessa iniciativa do fazer o esgotamento, a COMPESA junto a Prefeitura deveriam cobrir o canal que passa na avenida que dá acesso ao bairro, pois com o canal aberto, além dos transtornos de esgoto a céu aberto, causa também o perigo de crianças ao brincarem caírem no canal, e ainda carros e pedestres estão quase sem espaço para passar, no local onde dá acesso a Rua do Estanho, no Dom Avelar. A impressa, pode averiguar a situação no local, e constatar o absurdo que está.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome