Pipeiros paralisam atividades e abastecimento d’água fica comprometido em mais de dez cidades do Sertão de PE

0
(Foto: Ilustração)

O abastecimento d’água por caminhões-pipas está prejudicado em vários municípios do Sertão de Pernambuco. O motivo é uma paralisação deflagrada pelos pipeiros, que alegam falta de pagamento. De acordo com informações do Blog do Elvis, prestadores de serviço do Exército Brasileiro estão há mais de dois meses sem receber pagamento, o que impossibilita a continuidade da distribuição de água potável em Floresta e outros 12 municípios.

Além do atraso dos seus vencimentos, os motoristas de carros-pipa sofrem com falhas nos equipamentos que registram as cargas d’água e o desconto indevido das mesmas. Outro problema relatado pelos profissionais são os constantes aumentos no preço do combustível e manutenção dos veículos. Em contrapartida, o Exército estaria há oito anos sem fazer reajustes no preço do quilômetro rodado.

Segundo os pipeiros, praticamente toda a região atendida pelo 72º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMtz), em Petrolina, está com a Operação Pipa paralisada. Os mananciais do Ibó (Salgueiro, Terra Nova, Parnamirim e Serrita), Izacolândia (Dormentes, parte de Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena e Lagoa Grande), Borda do Lago (Floresta), Gameleira (Carnaubeira da Penha), Compesa (Cabrobó e Belém do São Francisco) encontram-se fechados.

A reportagem do Blog do Carlos Britto entrou em contato com a assessoria de imprensa do 72º BIMtz, que ficou de se pronunciar oficialmente através de nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome