Paulo Valgueiro sobre chegada de Fernando Bezerra ao PMDB: “Não acatarei ordens do senador”

5

O líder da bancada de oposição na Casa Plínio Amorim, vereador Paulo Valgueiro, voltou a utilizar um discurso contundente em relação à chegada do senador Fernando Bezerra Coelho ao PMDB, legenda da qual faz parte com seu aliado, o ex-prefeito de Petrolina Julio Lossio. Os dois são desafetos declarados de FBC e não devem permanecer no partido. Mas Valgueiro, que deve aguardar a janela partidária (período permitido pela justiça eleitoral para a troca de partidos) para não correr o risco de perder o mandato por infidelidade, deixou claro que não seguirá ordens do senador.

Em entrevista à imprensa na manhã de ontem (12) na Casa Plínio Amorim, Valgueiro ressaltou que o PMDB local não ficou forte com a entrada do ex-socialista, mas há dez anos, quando Lossio ingressou na legenda, pela qual se elegeu duas vezes à Prefeitura de Petrolina (2008 e 2012). O vereador, inclusive, manteve o tom crítico do presidente estadual da legenda, Raul Henry, que considerou “uma violência” a maneira como FBC está vindo para o partido.

“A gente vê agora algumas pessoas oportunistas, que não têm ideologia partidária, que vêm para o partido ao sabor dos ventos”, disparou. Valgueiro também endureceu o discurso contra a atual direção nacional do PMDB, que sempre defendeu preceitos democráticos, mas hoje querem expulsar uma liderança como o deputado federal Jarbas Vasconcelos, militante histórico e um dos principais fundadores do MDB, que lutou contra o Regime Militar, ou o vice-governador do Estado, Raul Henry, que tem mais de 30 anos de legenda.

O vereador falou ainda em “ganância partidária” de FBC, lembrando que essa não é a primeira investida do senador. “Ele foi eleito pela primeira vez pelo PDS, migrou depois para o PMDB; quando foi oportuno, foi para o PPS, quando o PPS caiu em desgraça, foi para o PSB. E agora, para querer tirar espaço do governador Paulo Câmara, que foi apresentado em Petrolina por ele volta às hostes do PMDB. Então, Fernando não tem compromisso, uma ideologia partidária”, completou.

Valgueiro destacou que vai aguardar essa disputa em nível estadual para tomar seu posicionamento. Mas adiantou que se a legenda for comandada no Estado por Fernando Bezerra, ele aguardará a janela partidária e procurar outra legenda. Por enquanto, continuará seguindo as orientações do seu grupo.

Jarbas

Por falar em Jarbas, o senador proferiu na tarde de ontem (12) um forte discurso contra Fernando Bezerra. Após fazer um histórico da sua vida e da do ex-socialista, Jarbas afirmou que FBC “tem uma história marcada por adesismo de ocasião”. O deputado afirmou que a forma pela qual o senador ingressou no partido tem nome: “traição”.

5 COMENTÁRIOS

  1. Correto o posicionamento do vereador. Vereador não pode estar a serviço de lideranças interesseiras (como é o caso de muitos). Aliás o vereador é inviolável por opinião, palavra e voto, de forma que não é obrigado a prestar contas com FBC. Pode, perfeitamente, agir com independência, uma vez que o regramento constitucional se sobrepõe a Lei dos Partidos Políticos e ao Estatuto Partidário, principalmente quando já é patente (a maior prova o PT, seguido pelos demais partidos), de que não há ideologia partidária no Brasil e, se há, por gentileza a indiquem.

  2. kkkk Esse cara é uma piada. Ainda fico me perguntando o por que dele e o Sr Lossio serem desafetos de FBC. Tenho quase certeza que o ‘Dr’ faz isso só pra chamar atenção.

    Dizer que o PMDB ganhou força com a entrada de Lossio em 2007? Quem era Lossio em 2007? Quem É LOSSIO hoje? kkkkk

  3. além de chefe da epttc e agora vereador, o que esse aí tem de voz no cenário politico ou de expressão profissional na região?
    Já sabe o que vai acontecer, vai cair fora do partido ou rezar na mesma cartilha de FBC.

  4. quem fala demais na política tem problemas depois .quer um conselho faz igual a edilsão e osorio não fala mal de ninguém e se dar bem com todos eu entendo chegou agora é normal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome