Oposição na Casa Plínio Amorim faz barulho, mas respalda projetos do Executivo

0

Apesar do barulho feito por alguns integrantes da bancada de oposição na Câmara de Vereadores de Petrolina, o prefeito Miguel Coelho (PSB) conseguiu emplacar os projetos de lei colocados em votação na sessão plenária desta terça-feira (12). Até mesmo um que não constava da pauta – motivo das críticas – foi incluído em cima da hora e, também, aprovado.

A matéria (047/18) autorizava o prefeito a abrir crédito especial ao Orçamento Municipal deste ano, no valor de R$ 516 mil, destinado a investimentos em vários equipamentos públicos, a exemplo da revitalização do Estádio Municipal Paulo de Souza Coelho (R$ 90 mil) e do Balneário das Pedrinhas (R$ 78 mil), e da reforma da Oficina do Artesão (R$ 28 mil).

Também estão previstos nesse crédito especial a construção do Parque do Povo (R$ 106 mil) e do Parque Fluvial Velho Chico (R$ 214 mil, incluindo outras despesas da Pasta de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos). O projeto passou fácil: 21 votos a favor e nenhum contra.

Pelo mesmo placar também foram aprovados o projeto de lei complementar 002/18, criando o Programa Municipal ‘Saúde em Dia’, o 045/18, que altera a redação da Lei 2898 (de 23 de março de 2017), referente à regularização de edificações na cidade, e o 043/18, autorizando o ingresso do município no Consórcio de Informática da Gestão Pública Municipal (CIGA) para a utilização do sistema de Gestão do Simples Nacional (GSN). Este último havia sido retirado da pauta pelo presidente em exercício da Mesa, Manoel da Acosap, após os oposicionistas alegarem ter entrado de última hora e não conhecerem o teor.

Da parte do Legislativo, foram também aprovados três projetos de Decreto Legislativo referentes à concessão de títulos de Cidadão Petrolinense, mais outros cinco referentes a vários assuntos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome