MPF e MPBA realizarão audiência em Canudos para acompanhar medidas em prol da educação pública

0

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) realizarão audiência pública do projeto Ministério Público pela Educação (MPEduc) no dia 12 de setembro, às 10h, no município de Canudos (BA), norte do Estado. O evento é aberto à população, que deve dirigir-se à quadra poliesportiva do Colégio Modelo Maria José de Souza Alves, na Avenida Kerto Bezerra.

O objetivo da audiência, que será conduzida pelo procurador da República Leandro Bastos Nunes e pelo promotor de Justiça Ernesto Cabral de Medeiros, é informar à sociedade sobre os trabalhos desenvolvidos pelo MPEduc e as providências adotadas ou não pelos gestores públicos, que deverão prestar contas sobre o que fizeram, estão fazendo e o que ainda pretendem fazer – como o cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em dezembro de 2015.

No TAC, o município se compromete a adotar medidas efetivas para assegurar educação de qualidade ao alunado da rede pública, abordando os oito aspectos do projeto dos MPs: estrutura física, pedagógico, inclusão, alimentação escolar, transporte escolar, programas do governo federal e funcionamento dos dois principais conselhos sociais que atuam na análise de prestação de contas de verbas direcionadas para a educação.

Participação

Quem quiser espaço para questionamentos na audiência deve fazer inscrição até sexta-feira (6) enviando e-mail para prba-prmpa-01oficio@mpf.mp.br. O MPEduc é um projeto desenvolvido para ser executado em parceria entre o MPF e o Ministério Público dos Estados. Seu principal objetivo é o de estabelecer o direito à educação básica de qualidade para os brasileiros, contando com o envolvimento dos membros do Ministério Público, dos gestores públicos e dos cidadãos.

Para isso, são realizadas coletas de informações, audiências públicas, análise de questionários e visitas às instituições com o intuito de obter um diagnóstico das condições das escolas públicas de ensino básico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome