Mãe de Beatriz diz que carro de som foi colocado em frente ao Fórum de Petrolina para “atrapalhar” protesto; fonte do Blog garante que foi para manifestação dos servidores

12

A mãe da menina Beatriz Angélica, Lucinha Mota, divulgou uma nota relatando “indignação” com um fato ocorrido durante o protesto realizado pelo grupo ‘Somos todos Beatriz’, ontem (2), em frente ao Fórum Dr. Souza Filho, no Centro de Petrolina. De acordo com Lucinha, um carro de som foi colocado em frente ao fórum para “atrapalhar” o protesto contra o judiciário.

(Foto: Reprodução Facebook)

Acompanhem a nota divulgada por Lucinha:

NOTA DE INDIGNAÇÃO

Em busca de justiça, o Grupo “Somos Todos Beatriz” e “Beatriz Clama Por Justiça” realizou no dia 02 de agosto de 2018 um manifesto pacífico para cobrar do poder judiciário uma postura justa em relação ao pedido de prisão preventiva de Allison Henrique de Carvalho Cunha, realizado pela Polícia Civil de Pernambuco e ratificado pelo Ministério Público. Durante o manifesto fomos todos surpreendidos por um carro de som, com volume bastante alto, prejudicando a nossa ação.

Eu, Lucinha Mota, fui até o motorista do carro pedir para o mesmo DIMINUIR O VOLUME. Ele respondeu que não podia porque estava sendo pago pelo Fórum de Petrolina para trabalhar naquele local. Na minha argumentação, disse a ele que a nossa causa era relativa ao caso de Beatriz. Se fosse possível ele dar uma volta no quarteirão ou baixar um pouco mais volume, e então ele frisou que estava sendo pago para fazer aquilo. Não podia sair de frente do Fórum. Finalmente perguntei a ele se o dinheiro valia mais que a vida. E ELE RESPONDEU QUE SIM.

Tudo isso foi testemunhado por várias pessoas que estavam presentes no manifesto.

Essas atitudes nos deixam muito tristes. Continuamos indignados com a postura do poder judiciário e de algumas pessoas ou instituições que lhe representam ou que estejam prestando serviços. Não esperamos justificativas vazias. O que esperamos é eficiência, imparcialidade e celeridade do Poder Judiciário. O que gera a violência é a impunidade. Precisamos sentir firmeza por parte dos promotores da lei.

A justiça é cega (por conveniência), mas a injustiça doe nos nossos olhos.

LUCINHA MOTA, 02 de Agosto de 2018.

Outro lado

Sobre a denúncia, uma fonte do Blog disse que o carro de som estava no local por causa de um movimento do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Pernambuco (Sindjud-PE), que cobra reposição de perdas inflacionárias de 28,86%. A convocação para o ato, conforme a fonte, foi feita em assembleia, no dia 24/07, onde restaram aprovadas duas paralisações integrais nos dias 31/07 julho e 2 de agosto – terça e quinta-feira. (veja aqui a convocação)

Foto: Divulgação/Sindjud-PE

12 COMENTÁRIOS

  1. Como cidadão, entendo plenamente o estado de espirito de Dona Lucinha Mota, mas, com todo respeito à família enlutada e demais participantes do protesto, pergunto: Quem atrapalhou quem?.

  2. Carta aberta do SINDJUD PE em Esclarecimento à Sociedade Pernambucana

    O SINDJU PE, Entidade representativa dos Servidores do Poder judiciário do Estado de Pernambuco, no uso de suas atribuições vem a público esclarecer o que ocorreu na manhã da última quinta-feira 02 de agosto em frente ao Fórum de Petrolina, assim como as causas pelas quais houve a contratação de serviço de carro de som nos arredores do prédio. Na ocasião ocorria paralelamente um protesto acerca do caso da garota Beatriz, brutalmente assassinada numa festa escolar em dezembro de 2015 em Petrolina.
    O SINDJUD PE esclarece que o funcionário recém-contratado para prestar serviço de divulgação/ mobilização das lutas da categoria alegou, por equívoco humano passível de acontecer com qualquer indivíduo, ao ser abordado pelo fato estar atrapalhando o andamento do protesto, que estava sendo contratado pelo Poder Judiciário, quando na verdade se referia ao Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário que por sua vez não estava ciente do protesto em favor do caso da menina Beatriz, caso esse que muito apoiamos e nos sensibilizamos.
    Nosso protesto foi comunicado oficialmente ao Tribunal e em vários fóruns do Estado foram afixadas faixas com antecedência informando a população da nossa paralisação em prol reposição das perdas salariais acumuladas em 28,86% e por estarmos há 3 anos sem reposição do IPCA e por este motivo o carro de som estava lá para reforçar o aviso à população da suspensão das atividades nos dias 31/07 e 02/08.
    No mais, crentes na elucidação dos fatos assim como no papel imparcial da mídia, o corpo diretor da Entidade se coloca a disposição para maiores esclarecimentos.
    SINDJUD PE, Com respeito e transparência.

  3. Parabenizo blog pela responsabilidade de ouvir e pesquisar a respeito do que de fato aconteceu. Ouvir uma notícia e buscar saber se ela de fato foi daquela forma ou não, faz parte de um jornalismo sério, comprometido com a verdade.

  4. Como presidente do Sindicato dos Servidores do TJPE venho parabenizar o blog pelo profissionalismo. Também pedimos desculpas à mãe da nossa querida Beatriz (que Deus a tenha como um anjo em seu galardão), mas jamais seríamos tão desumanos a este ponto. Foi uma fatalidade pelos ânimos exaltados (compreendo ser justificável) mas não passou de um mal entendido.

    Cordialmente, Michel Domingos

  5. Como presidente do Sindicato dos Servidores do TJPE venho parabenizar o blog pelo profissionalismo. Também pedimos desculpas à mãe da nossa querida Beatriz (que Deus a tenha como um anjo em seu galardão), mas jamais seríamos tão desumanos a este ponto. Foi uma fatalidade pelos ânimos exaltados (compreendo ser justificável) mas não passou de um mal entendido. A missão que escolhemos para nossa vida é impulsionar a justiça para que casos como este não fiquem impunes.

    Cordialmente, Michel Domingos

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome