Ilha do Fogo volta a ser o centro das discussões em Petrolina e Juazeiro

6

A Ilha do Fogo, localizada entre Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), voltou a ser o centro das discussões nos dois municípios. A intenção, novamente, é discutir melhorias para o espaço, que está sob a responsabilidade da Prefeitura de Petrolina, mas que tem a colaboração da Prefeitura de Juazeiro.

A Ilha do Fogo foi o alvo de uma polêmica no ano de 2012, quando o espaço foi ocupado pelo Exército Brasileiro, por meio do 72º Batalhão de Infantaria Motorizada (BIMtz). As formas e estratégias de luta foram várias, desde o simples protesto individual à interdição temporária da Ponte Presidente Dutra.

Embora tenha conseguido avanços extraordinários, como o acesso livre, ainda não teve a sua conquista maior, que é a transformação da Ilha do Fogo num espaço com infraestrutura e as condições mínimas de preservação e conservação dos aspectos ambientais e socioantropológicos”, diz o comunicado do Coletivo Amigos da Ilha.

De acordo com o Coletivo, a ocupação do espaço pela população é uma maneira de pressionar o poder público a cuidar da ilha como qualquer equipamento público, com respeito e possibilitando as condições de uso pela população. Hoje (30) e amanhã (1º/10), acontecerão várias atividades no local. A programação começa às 8h e prossegue até o início da tarde, incluindo desde aulas de ioga a oficinas de sinalização, mutirão de limpeza e plantio de mudas.

Respostas

Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) de Petrolina informou que realiza a limpeza da Ilha do Fogo periodicamente. Diz ainda que, todos os dias, em horário comercial, um agente de Segurança Patrimonial trabalha na Ilha em contato direto com a Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) da Guarda Civil Municipal, que atende prontamente qualquer ocorrência. “Lembramos ainda que a Polícia Militar também pode ser acionada em caso de necessidade“, ressalta.

Já a Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes garantiu que vem planejando formas de melhorias para o local. “Com este objetivo, a prefeitura vem discutindo com a prefeitura vizinha de Juazeiro as melhores alternativas para garantir que o local esteja adequado aos usuários“, frisa.

6 COMENTÁRIOS

  1. nos dias atuais ; o lazer faz parte do povo; em especial; das classes de baixa-renda; a ilha do fogo; localizada entre as duas cidades muito contribui para o bem-está social ;é preciso dotar o locar com condição ideal para oferecer segurança a quem usa o locar isso requer projeto bancado por ambas cidades o mais importante é cuidar do povo

  2. A ilha da Fumaça já está dando dor de cabeça. O povo sempre esperando pelo poder público e com este não coopera nem um pouco. Lixo, cachaça e maconha estão no cardápio daquela ilha. Os primeiros a defenderem a desocupação da ilhas foram os reis da fumaça e depois os que gostam de sexo ao ar livre noturno (comportamentos perigosos). Agora, só tenho uma coisa a dizer: Que se danem cambada de vagabundos. Vocês não gostam de ordem, eis a desordem.

  3. Porque não faz um arrendamento responsável, com revitalização? Até eu tenho interesse. Com restaurante, área de exposição de todo tipo, e aulas de preservação do rio com um canteiro de sementes nativas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome