IF Sertão-PE abre seleção para mobilidade de estudantes e professores

0
(Foto: Ilustração)

O Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) abriu processo seletivo para o preenchimento de vagas através dos critérios de transferência, reingresso de outra Instituição de Ensino Superior (IES), professor da rede pública de ensino e portador de diploma. Ao todo, são 83 vagas disponíveis nos cursos de Gestão de Tecnologia da Informação, Tecnologia em Alimentos, Licenciatura em Química, Física, Música e Computação, Viticultura e Enologia, Agronomia e Sistemas para Internet dos campi Petrolina, Petrolina Zona Rural, Salgueiro, Floresta e Serra Talhada.

As inscrições para as vagas ofertadas nos campi Floresta e Serra Talhada estarão abertas até o dia 30 de janeiro. Já em relação aos campi Petrolina, Petrolina Zona Rural e Salgueiro, até o dia 8 de fevereiro.

Para se inscrever, os candidatos devem acessar o sistema eletrônico no link https://spvo.ifsertao-pe.edu.br/. A transferência interna destina-se aos estudantes do IF Sertão-PE que desejarem mudar para outro curso superior. Aos interessados em transferência externa, o curso superior de origem terá que ser reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e mantido por Instituição Nacional de Ensino Superior credenciada ou, ainda, oferecido por Instituição Estrangeira de Ensino Superior reconhecida pelo órgão competente do governo no país de origem.

Já as vagas da modalidade portador de diploma destinam-se ao candidato diplomado em curso de graduação de outra Instituição de Ensino Superior (IES) que deseja obter habilitação ou ingressar em outro curso de graduação no IF Sertão-PE. Há ainda vagas para o ingresso de estudantes por reingresso de outra IES, que se destina ao candidato que tenha abandonado ou tenha sido desligado de curso de graduação ou curso de área similar a de outra IES, pública ou privada, em prazo máximo de três anos, e que pretenda reintegração ao mesmo curso ou de área afim à do seu curso de origem, e aos professores da rede pública de ensino, que ainda não possuem curso de licenciatura plena, mas atuam há pelo menos dois anos como docentes na rede pública na educação básica ou que ministram disciplina diversa da sua formação em nível superior. Outras informações no site do instituto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome