Exclusivo: Funcionários da Prefeitura de Petrolina recebem Bolsa Família mesmo com salários acima de R$ 2 mil

9

Prefeitura2

Criado na primeira gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003/06), o Programa Bolsa Família surgiu como uma espécie de ‘arrimo’ para pessoas em situação de pobreza – ou de extrema pobreza. O valor do benefício é definido de acordo com o perfil de cada família (entre R$ 85 e R$ 170), mas só recebe aquelas que estiverem devidamente cadastradas em programas sociais do governo federal e dentro de uma série de requisitos – entre estes, o de manter os filhos na escola. O problema é que nem sempre o Bolsa Família está chegando para quem precisa.

O Ministério Público Federal (MPF) investiga cerca de 870 mil beneficiários do programa, devido ao perfil econômico e social não bater com os requisitos do Bolsa Família (as informações podem ser conferidas no site www.mpf.gov.br).

Desse quantitativo, 4,53% estão localizados no Estado de Pernambuco, conforme dados estampados no link www.raioxbolsafamilia.mpf.mp.br.

Aprofundando ainda mais essas informações, a reportagem do Blog confrontou os dados fornecidos pelo Portal da Transparência da Prefeitura de Petrolina com os nomes de todos os servidores (efetivos, contratados e comissionados), e constatou o pior: em agosto deste ano, 264 servidores da administração municipal receberam o benefício, e no mês de setembro esse número reduziu para 142. Desses beneficiários, há casos de servidores com remuneração líquida de R$ 2.605,00 e outros passando dos R$ 3 mil – os quais não poderiam estar recebendo Bolsa Família.

Falha

A reportagem do Blog entrou em contato no dia de ontem (20) com a prefeitura para saber se houve algum tipo de falha no sistema de cadastramento do programa, que incluiu pessoas com salários bem acima dos critérios determinados pela prefeitura. Aguardamos uma resposta. Nossa equipe também procurou o Ministério Público Federal (MPF) em Petrolina sobre o assunto. A procuradora responsável ficou de agendar uma entrevista com o Blog.

9 COMENTÁRIOS

  1. Não foi só agora não Francisco. Lembra-se que alguns anos passados, a Própria Prefeitura fez uma denúncia, dizendo que a mulher do Vereador Manoel da ACOSAPE, recebia o bolsa familia? Portanto, não é surpresa nem segredo, pello menos para alguns funcionários municipais, o pagamento do bolsa familia sem merecimento.

  2. A mulher do vereador Manoel da ACOSAP,era dona de casa,, e ele um simples ACS, hoje graças a Deus e um vereador que defende um bandeira,a sua categoria (ACS), onde tem professor,guarda Municipal e outros que recebem e não precisa,se existêsse justiça ,para faze_los devolver,assim,diminuia a roubalheira do mundo,justica ,leis são bonitinha no papel,na prática não funciona,por isso pra uns , enganar, lesar não é opção é necessário,pois os piores ladrões tem colarinho branco….

  3. Por que será, Com a mulher de Manoel da ACOSAP? Será pelo episódio de 2010? O bolsa família tem que ser fiscalizado casa a casa por pessoas de outra cidade,pessoas desconhecida aí sim , descobrirá gente que não necessita desse benefício,e devolvessem,servia de exemplo para quem se acha esperto.

  4. Ele como ACS também não tem direito, o grande problema está aí. as pessoas falam reclamam dos políticos mas fazem as mesmas coisas é só ter uma oportunidade. Recebem casas quando já tem, entram no bolsa família quando não tem direito e outras tantas coisas erradas que se cometem pela vida. O grande problema está nas pessoas sempre quererem levar vantagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome