Estudante de curso semipresencial da Uneb em Juazeiro critica universidade e faz reivindicações

0
(Foto: Divulgação)

Em e-mail enviado a este Blog, a estudante Priscilla Lucas, graduanda do curso de Administração (semipresencial) da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em Juazeiro (BA), tece críticas à instituição e faz reivindicações.

Acompanhe:

Somos alunos do curso de Administração, oferta semipresencial, Campus III em Juazeiro. Acontece que desde que voltamos da greve no primeiro semestre desse ano, não conseguimos cumprir o calendário letivo. Mas o problema é desde quando o curso iniciou em 2017, não temos professores efetivos para o curso, temos problemas com a plataforma digital disponibilizada, sem falar nos problemas estruturais, não possuímos um colegiado para o curso.

A maior problemática é a falta de professores, por não serem efetivos do campus, nem sempre estão disponíveis para as nossas necessidades, geralmente são professores de Senhor do Bonfim e Salvador e mesmo sendo emprestados a Universidade NÃO CUSTEIA com a despesa da viagem do professor, inviabilizado a vinda deles.

Já tentamos resolver o problema aqui, temos protocolo com as solicitações e reivindicações feitas à direção, mas não obtivemos resposta, não conseguimos contato com a reitoria para tentar resolver internamente. Existem sempre inúmeros empecilhos para a contatação. O sentimento é de descaso, nos sentimos abandonados e invisíveis. O pior é que, mesmo com esses agravantes, a universidade sempre abre edital para novas turmas. Já são três com a que iniciará agora, no segundo semestre. É muito incerto e inseguro, temos nossos sonhos, fizemos concurso e fomos aprovados. Merecemos RESPEITO!

Por isso, pedimos que nos ajude com essa reivindicação, já que os canais internos estão fechados para nós.  Por favor nos ajude, não sabemos mais a quem recorrer.

Priscilla Lucas/Graduando em Administração – 4° Período

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome