Estiagem leva criadores na zona rural de Petrolina a recorrerem à silagem

2

O G1, portal de notícias do globo.com, destinou uma reportagem divulgada nesta quarta-feira (26), sobre a decisão dos criadores de caprinos e ovinos em Petrolina de recorrerem à silagem. Em algumas propriedades na zona rural do município, segundo a reportagem, a reserva de alimento estava guardada desde 2009.

A seca que castiga o semiárido nordestino, considerada a maior dos últimos 30 anos, destrói plantações e causa prejuízos também para criadores da região. Sem água e sem pasto, o gado perde bastante peso.

Os primeiros silos da região começaram a ser abertos neste mês. Em épocas de chuvas, quando as plantações de forrageiras, como milho e sorgo, por exemplo, estão bem verdes, uma grande quantidade é colhida, finamente triturada e armazenada nos silos, que são estruturas geralmente cobertas com plástico, que protegem o material do ar e da água, impedindo o apodrecimento. Como foi colocado por debaixo da terra, o silo é chamado de trincheira e garante uma conservação de até cinco anos.

Nas terras do criador Idílio Alves são quase 100 cabeças de gado e 200 de caprinos e ovinos. Em 2009, o criador se preveniu e resolveu investir na silagem. Como este ano o capim não vingou, o silo teve que ser aberto.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome