Em Petrolina, Armando Monteiro afirma que índice elevado de rejeição a Governo Paulo Câmara definirá eleição em PE

4
Armando Monteiro. (Foto: Blog do Carlos Britto)

Pré-candidato ao Governo de Pernambuco pela Frente das Oposições, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) mostrou-se confiante em que a história das eleições neste ano seja diferente da de 2014, quando perdeu a disputa ao Palácio do Campo das Princesas para o então estreante Paulo Câmara (PSB). Em visita de três dias ao Sertão, ao lado do pré-candidato ao Senado Mendonça Filho (DEM), começando por hoje (14) em Petrolina, o petebista apontou um detalhe sobre a disputa estadual ainda pouco comentado.

Numa coletiva de imprensa realizada no Palace Hotel, no início da tarde desta quinta-feira, o senador disse não se preocupar com a tendência de disputa acirrada pelo Palácio do Campo das Princesas, apontada por recentes pesquisas de opinião. O detalhe, segundo Armando Monteiro, é o elevado índice de reprovação do atual governador.

O que me impressiona nessas pesquisas não são os percentuais atribuídos aos candidatos, porque há claramente aí um empate, em qualquer situação. Ou seja, ninguém tem uma margem que assegure vantagem. Mas tem um dado que todas as pesquisas confirmam, e que ao meu ver vai definir a eleição em Pernambuco: a larga desaprovação do governo. É uma avaliação negativa impressionante, que se dá em todas as regiões de Pernambuco quase que de maneira uniforme”, declarou.

Na avaliação do petebista, motivos não faltam para Paulo Câmara ser tão mal avaliado. Ele citou, por exemplo, a questão da escalada da violência no Estado, que beira números alarmantes. Para o pré-candidato das oposições, o Pacto Pela Vida (criado em 2007, na gestão do ex-governador Eduardo Campos) foi naufragando aos poucos pela “omissão, falta de firmeza e de atitude” do atual gestor, que deveria ter ido “para a linha de frente, assumindo todos os riscos”, e mobilizar a sociedade para o enfrentamento da violência – como fez Eduardo.

Armando acredita que faltou também a Paulo Câmara traduzir a preocupação com a segurança pública do Estado no Orçamento, o que não aconteceu. De acordo com o pré-candidato, a atual gestão começou somente a investir na ampliação dos efetivos policiais e instalação de batalhões especializados já próximo do ano eleitoral, para “efeito de marketing”, mas nos orçamentos dos anos anteriores foi investido muito pouco em serviço de inteligência. “Não se faz segurança apenas com policiamento ostensivo, embora seja muito importante. Se faz com inteligência na área investigativa”, avaliou.

O senador lembrou ainda de uma pesquisa divulgada ontem na imprensa do Recife, mostrando que 70% das investigações dos homicídios em Pernambuco não são sequer concluídas, reforçando o sentimento de impunidade no Estado. Sobre esse tema, Armando informou estar conversando com especialistas e ouvindo setores relacionados à segurança. “Vamos oferecer propostas, mas o mais importante será a atitude que iremos assumir, restabelecendo a autoridade do governo, convocando a sociedade e fazendo com que o aparelho de segurança possa estar cada vez mais integrado, com melhor desempenho operacional, e sobretudo sabendo que há uma coordenação que monitora os resultados dessa área”, ponderou.

PIB

Perguntado sobre o crescimento de quase 2% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, acima da média brasileira, o petebista não teve dúvidas em afirmar que esse é um ponto positivo para a gestão de Paulo Câmara. No entanto, mesmo sendo adversário do presidente Michel Temer, Armando disse que é preciso atribuir o mérito da questão a quem de direito. “Não somos contra Pernambuco. Torcemos por Pernambuco, mas é preciso ter cuidado para não acontecer o que se verifica muito aqui em Pernambuco: quando a economia cai, a culpa é do governo federal. Quando a economia cresce, o crédito é do governo do Estado”.

Agenda

Acompanhado do candidato ao senado Mendonça Filho (DEM), do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), do deputado federal Fernando Filho, do prefeito Miguel Coelho e do pré-candidato a estadual Antônio Coelho (DEM), o petebista teve uma série de compromissos pela manhã na cidade. Além de uma vista ao bispo Dom Francisco Palhano, na Diocese de Petrolina, ele também acompanhou o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, que confirmou a liberação de R$ 18 milhões para a construção de dois viadutos na BR-428, além da licitação de um projeto para a implantação do terminal hidroviário na orla, no acesso às barquinhas. O pré-candidato teve ainda uma reunião com produtores e exportadores de frutas e encerrará o dia participando de um festejo junino na residência de FBC.

Na sexta pela manhã, o encontro será com técnicos da Embrapa e representantes do IF Sertão-PE, Univasf e Codevasf. À tarde, a agenda do petebista terá reunião no Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR). Em seguida, Armando e Mendonça conversarão com empresários ligados à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Sindilojas, e à noite estarão na abertura oficial do São João.

Armando e Mendonça concluirão a agenda neste sábado (16), no Sertão Central, onde se encontrarão com o prefeito de Salgueiro (PE), Clebel Cordeiro (MDB). O encontro será com lideranças políticas e sociais e também terá a presença de Fernando Bezerra Coelho e filhos.

4 COMENTÁRIOS

  1. Não votem em nenhuma raposa velha da política, porque vamos só perpetuar a bandalheira no estado, como no tribunal de contas com o nepotismo, até o cachorro da família deles tem uma cargo público. Vamos em busca do novo, embora sejam restritas as opções. Vamos esperar que se candidate algum candidato que tenha realmente compromisso com nosso povo e, que não apareça apenas em ano de eleições, pra mim o ‘Zé da pipoca’ ainda acho o melhor candidato.

  2. Armando esquece que Michel Temer tem a maior rejeição da história, e ele com seus aliados que por sinal dão sustentação ao desgoverno Temer, muitos fizeram e fazer parte desse atual governo. Logo essa gente vai querer algo ta de olho em algo, certamente fazer em pernambuco o que temer ta fazendo no Brasil. Sai pra lá cambada, sou mais o zé da pipoca mesmo. Renova Pernambuco, bora botar esses que querem viver da política pra trabalhar, vão cuidar de outras coisas, parem de querer se perpetuar no poder.

  3. Vergonha essa gente que se diz representantes do povo…. Nenhum tem ideologia Política… O que vale pra eles é o balcão de negócios….. Vergonha dessa gente…. O troco virá das Urnas 2018

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome