Em nota, prefeitura contesta versão de Ibamar sobre Ceape e afirma que vereador é quem foi “truculento”

1

ceape2Ainda em relação à recente celeuma envolvendo o Centro de Abastecimento de Petrolina (Ceape), a prefeitura rebateu com veemência as acusações do vereador Ibamar Fernandes (PRTB) contra o secretário executivo Marcones Prazeres.

Por meio de nota da assessoria, a administração ratifica que a decisão do secretário em retirar as luminárias do Ceape tinha por objetivo evitar que fossem roubadas. A nota também deixa claro que Ibamar é quem usou de truculência contra Marcones, e não o contrário.

Confiram:

Em relação às declarações feitas pelo Vereador Ibamar Fernandes, durante sessão da Câmara Legislativa de Petrolina, realizada no dia 02 de junho de 2016, divulgadas por alguns meios de comunicação, a Prefeitura vem declarar através da Secretaria Executiva do Centro Administrativo – SECAC, as seguintes afirmações:

Na última quarta-feira (01/06/2016), durante diligência de monitoramento nas instalações do antigo CEAPE, foi identificado o furto de luminárias elétricas dos galpões desativados, conforme Boletim de Ocorrência (BO);

Visando a preservar o patrimônio público do Município, foi solicitada pela SECAC a retirada dos equipamentos elétricos restantes para evitar um prejuízo maior ao erário público;

Durante a ação, que foi apoiada pela Polícia Militar de Pernambuco – PMPE, o vereador Ibamar Fernandes, de forma truculenta, abordou o secretário Municipal, Sr. Marcone Prazeres, solicitando do mesmo uma ordem judicial, documento desnecessário para realização da referida operação, uma vez que os equipamentos e espaço público são de propriedade municipal;

O citado vereador, de forma deselegante, identificou-se como autoridade do Poder Legislativo e ordenou a paralisação da operação, ordem não acatada pelo Secretário Municipal, que informou ao Vereador que o mesmo não tinha competência para a solicitada ordem e que iria dar continuidade à operação;

O supracitado vereador, sentindo-se contrariado, procurou de imediato o oficial da PM que dava apoio à operação, e não obteve êxito, uma vez que todos os procedimentos estavam cumprindo rigorosamente os preceitos legais pertinentes;

Declaramos à população e aos meios de comunicação de Petrolina e região que em momento nenhum o referido Vereador foi desrespeitado ou desacatado. Muito pelo contrário, o mesmo se comportou de maneira truculenta e desinformada. Garantimos que todas as inverdades declaradas pelo referido vereador caíram por terra, pois a luz sempre vence a escuridão, o bem sempre vence o mal, a verdade sempre impera.

Prefeitura de Petrolina/Ascom

1 COMENTÁRIO

  1. PARABÉNS ao secretário, temos que ter a consciência que vereador não é autoridade pra fazer o que quer, ele é somente um funcionário publico temporário (graças a deus e principalmente aos cidadãos), isso só vem confirmar a inutilidade dessa câmara e incapacidade dos seus membros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome