Direção do Auxiliadora repudia declarações da mãe de Beatriz sobre o suposto envolvimento de funcionários do colégio no crime de sua filha

32

A direção do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, manifestou repúdio contra as declarações de Lúcia Mota, mãe da menina Beatriz Angélica Mota, sobre o suposto envolvimento de funcionários da escola no crime brutal que vitimou sua filha no final do ano de 2015. A denúncia de Lúcia foi feita ontem (13), no Recife, onde foi cobrar do Governo de Pernambuco e das autoridades policiais resposta para o crime cometido contra sua filha de sete anos.

A direção do Auxiliadora voltou a dizer que a elucidação do crime é de “total interesse” da instituição e que todos os nomes apontados pela mãe de Beatriz “foram ouvidos pela Polícia em diversas ocasiões“.

Acompanhem a nota, na íntegra:

A identificação e captura do responsável, ou responsáveis, pelo crime é de total interesse do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, assim como de toda a população do Vale do São Francisco. Nunca existiu, nem nunca existirá, a intenção de dificultar a ação da Polícia na investigação.

Desde as primeiras horas do crime, e até este momento, a instituição abriu suas portas, disponibilizou todo seu pessoal e todas as imagens que possuía para os agentes da Polícia, inclusive financiando o tratamento de imagens de algumas de suas câmeras, o que permitiu a divulgação do suspeito pelas autoridades policiais.

Em relação aos nomes dos funcionários citados pela família da ex-aluna, Beatriz Mota, a Escola repudia tal atitude, uma vez que coloca em risco a integridade física e moral de tais pessoas, que são postas como suspeitas sem que haja nenhum indício.

Vale ressaltar que somente as autoridades que comandam o inquérito têm respaldo para divulgar informações sobre o crime e qualquer afirmação, partindo de leigos e sem a devida comprovação, prejudica o andamento das investigações e permite que pessoas inocentes sejam acusadas indevidamente. Destaca-se ainda que todos os citados foram ouvidos pela Polícia em diversas ocasiões.

Direção do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora

32 COMENTÁRIOS

  1. Sempre houve obstrução por parte do CNSA, isso todo mundo sabe! Nunca foi visto ninguém que faça parte do CNSA, apoiando a família da criança.
    A pergunta que não quer calar: “por quê as imagens foram apagadas”!?? E tantas outras perguntas não foram respondidas!?

  2. É muito fácil impugnar tal acusação quando não se é um filho seu, ou uma pessoa sua, logo fica fácil se sobressair.

    Então nós responda, o pq das demissões?
    Pq as imagens foram apagadas?
    Pq a Salinha foi reformada?
    Pq?
    Hora… Tenha paciência!

  3. Se eu fosse um desses funcionários citados pela mãe de Beatriz, entrava com um processo civil e criminal, para ela ter que provar todas as acusações feitas. Pois cabe a quem acusa, provar suas acusações.

  4. Lamentável esse repúdio por parte dessa instituição de ensino que nada de concreto fez com o objetivo de cooperar com a elucidação desse crime bárbaro que chocou toda a sociedade de Juazeiro e Petrolina. A Direção do colégio perdeu a oportunidade de continuar calada, como tinha feito até agora. Se não quer ajudar também não deve criticar as atitudes dos pais que lutam diuturnamente por JUSTIÇA. Deveria sim, ser solidaria com a dor dos pais e familiares. A Justiça tarda mas não falha.

  5. Repúdio? Essa não entendi?? Quer dizer que a mãe tem sua filhinha assassinada nas dependências da escola, as imagens, como divulgada na mídia, foram apagadas, e escola repudia essa atitude? Só Deus sabe o que ela tá passando, só mesmo Ele para dar-lhe conforto!

  6. ACHEI MUITO INRESPONSAVEL DA PARTE DA MÃE FALAR NOMES, ENTENDO A DOR DA FAMILIA NUNCA QUERO VIVER UMA TRAGEDIA DESSAS NEM DE LONGE EM MINHA FAMILIA… ESSA MÃE ESTA SENTINDO UMA DOR SEM FIM, MAS NÃO PODEMOS DE FORMA NENHUMA COLOCAR OUTRAS MÃES NA MESMA SITUAÇÃO, IMAGINEM SE ALGUEM RESOLVE FAZER JUSTIÇA COM ESSAS PESSOAS E DEPOIS DESCOBRE QUE FOI INJUSTO?? EU SEMPRE ACHEI QUE TEM ALGO MUITO ESTRANHO NESSE CRIME .MAS CAUTELA NUNCA É DEMAIS… QUE DEUS ABENÇÕE ESSA FAMILIA E AS PESSOAS CITADAS NA ENTREVISTA PELA SENHORA LUCIA..(estâo correndo perigo, e se nâo forem culpados?)

  7. Por que nessa nota a escola não rebate cada ponto de acusação apontado por Lucinha?
    Como por exemplo:
    – Por que a sala próxima a de onde foi encontrado o corpo foi prontamente reformada???
    – Por que as imagens das câmeras foram apagadas?
    – Por que aparece o esposo de uma policial como útima imagem das câmeras antes de elas serem apagadas?
    o povo quer saber!!!!!!!

    • Porque isso não é julgamento, meu querido. Quem tem boca fala o que quer. Ela não pode ir nos meios de comunicação e falar o que falou citando nomes como ela fez. A nao ser que ela tenha como provar.

    • Vou tentar responder os seus questionamentos:
      1- A sala que foi reformada NÃO É próxima ao local do crime e, desde o mês de outubro/15, já havia sido autorizada a sua transformação em mais uma sala de aula. COMO A ÁREA FAXIA PARTE DE UM LOCAL DE CRIME (A ESCOLA), TANTO A POLÍCIA CIVIL QUANTO O MPPE, AUTORIZARAM A OBRA;
      2- O que deveria ser dito é que as imagens “apzgadas” não foram as da escola e, sim, as do entorno da escola…. Contudo, as mesmas foram recuperadas e não “rexolveram” o problema: O SUPOSTO ASSASSINO NÃO FOI RECONHECIDO E/OU ENCONTRADO ZTÉ HJ;
      3- O esposo da policial QUE NUNCA FOI FUNCIONÁRIO DA ESCOLA , não foi filmado… Ele foi RESPONSABILIZADO por algo que ele não tinha acesso….

  8. O colégio não deveria soltar nota alguma. Ao acusador cabe o ônus da prova, ou seja, a mãe que acusa o colégio é quem deve provar o que está dizendo. Essa acusação é muito grave, a dor da perda da mãe não pode ser usada como motivo para agressão gratuita contra outras pessoas.

  9. A mãe os familiares e a sociedade precisa de respostas desse assassinato ira ser uma maneira de poder que o corpo dessa criança descanse com punidade aos feitores desses brutos e inconsequente crime. A escola poderia ter demostrado mais atitude sim até mesmo em apoiar essa mãe nas ruas nos locais gritando por justiça não fechando as portas e se manisfestando contra. Somos todos Beatriz!!!

  10. Não sei qual a intenção desse tal de Pensador, mas ele fez comentários em todos os blogs onde a notícia foi publicaca e em nenhuma delas questiona as atitudes da Polícia ou da escola, sempre criticando os pais da menina que foi brutalmente assassinada. Qual o objetivo??? A mãe não acusou, apenas fez perguntas e está aguardando as respostas. Quem nao deve, não teme, só isso.

  11. Entendo a dor da família. Mas não acho justo sair tecendo acusações a escola ou a quem quer que seja. Isso pode prejudicar alguém. O clamar por justiça não pode fazer com que ninguém seja injustiçado. Vamos ser racional pelo amor de Deus. Todo mundo sabe que a escola está fazendo o possível e o impossível para resolver as coisas. O que aconteceu com imagem? O que aconteceu com isso ou aquilo? Tudo boato ….

  12. Não estou aqui para julgar OS PAIS e nem A ESCOLA.
    Algumas colocações.
    Não coloco a culpa na escola pelo seguinte fato geralmente era distribuídas fichas para a família dos formandos os demais que gostariam de participar teriam que compram para ter acesso à festa certo que ninguém imagina que poderia acontecer uma tragédia.
    Por ser um local onde a maioria era digamos conhecida e seus filhos estudavam os Pais deixaram suas crianças livres digamos assim coisa que acho errada pelo seguinte fato as crianças de hoje em dia são fáceis de ser manipuladas.
    Que tem algum conhecido sabe que muitos alunos são filhos de policias, advogados entre outros cargos bem conhecidos.
    Tanto a ESCOLA e PAIS quem esclarece esse caso. Muitos que buscam informes são os pais os alunos muitos eles policias investigativo. Pois quem encontrar o culpado.
    No meu ponto de vista assim que perceberam o desaparecimento da menina era pra ter fechado os portos ninguém entrava ninguém saia. Sabem que hoje em dia as pessoas não abandonam o telefone sempre registram tudo cada detalhe não acredita que ninguém tenha tirado uma foto que possa aparecer alguém que ninguém conhecer, pois todos ali presentes estavam acostumados a irem a eventos no local. Depois de ter feito tudo isso assinar a policia.
    A policia falou quando deixou muitas pessoas entrasse e saírem do local.

  13. Lamento dizer que não chegarão à autoria deste crime, a não ser que haja uma confissão e, ainda assim, confrontada com as provas dos autos e da demonstração cabal da autoria. Esta semana foi noticiado que 36% dos delegados de Pernambuco não investigam devidamente os crimes. Crime e, principalmente deste jaez, deve ser investigado imediatamente e forma contínua, sob pena de se perder de vista a possibilidade de se chegar ao(s) autore(s). Mais um a vez a IMPUNIDADE sagrou-se vencedora por canta da inércia do Estado.

  14. Eric.meiocopo, não houve distribuição de senha no dia do evento. Pensador, o que e porque ela não vai conseguir? Como você tem tanta certeza? Você parece não estar torcendo pela prisão do criminoso ou criminosos.

  15. Gente é óbvio que as pessoas que aqui defendem essa escola, são funcionários que usam do anonimato, então farinha pouca meu pirão primeiro. Se houve autorizações para reforma, autorizações para destruição de provas, pq foi isso que aconteceu é pq não foi crime cometido por preto e/ou pobre, afinal tinha até um Coelhão pedindo que colocassem uma pedra no crime. Parabenizo a todos os envolvidos no Movimento Somos Todos Beatriz, penso que a pedra ainda não foi definitivamente colocada neste crime hediondo pq vcs são incansáveis. Força Lucinha e Sandro.

  16. O fato.de que alguém defende uma escola não significa que trabalha lá. Eu defendo que as coisas tem que ser investigada com vigor. Agora só não acho que escola esteja instruindo informações. Pra começo de história não conheço ninguém que trabalha lá. Não vamos buscar uma justiça cometendo outras injustiças. Não entro no drama da mídia. É convenhamos, se não pegou esse bandido hoje não vai pegar nunca. A não ser que o culpado confesse.

  17. André, drama de mídia? Tudo que a mãe fala hoje o delegado Marceone já falou em coletiva de imprensa. Se apagar imagens das câmeras não configura obstrução e reformar sala sem conhecimento da polícia em plena iinvestigação é ajudar……..Não é escola, escola e cimento, tijolo, parede…., falamos de.seres humanos e estes seres são capazes de tudo, até matar.

  18. “Quem mata? O líder da seita.
    Quantos participam? Entre três a cinco pessoas.
    O líder, feito um messias, distribui o sangue servido num único cálice aos demais, para que bebam em homenagem à algum “Deus”.
    Tudo planejado para que JAMAIS encontrem essas pessoas.
    Sim! São membros da sociedade local.”
    Trecho extraído do livro escrito em 2056: “Seitas Nordestinas – Usos e Costumes”

  19. Se a sociedade se unir, cobrar, lutar em todos os crimes acontecidos, como nesse caso, teríamos um mundo melhor, com menos corrupção, com menos assassinatos e talvez um menor número de famílias estariam sofrendo a dor de perder um ente querido. Cada um de nós temos que pensar no seu papel para juntos fazermos um mundo melhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome