Dermatologista alerta que luz emitida pelo computador pode ser inimiga da pele

1

9a7581859aaee7265901048d38b602f6Diante do sol forte de Petrolina, muita gente já está atenta aos cuidados fundamentais para manter a pele bonita e protegida. O que a maioria provavelmente não sabe é que, mesmo dentro de casa, há iluminações que podem ser verdadeiras inimigas da pele.

A dermatologista  Fabrícia Marques explica que a luz emanada do computador, por exemplo, pode danificar a pele e até provocar câncer. Segundo a especialista, o aparelho emite uma espécie de luz fria, que apesar de parecer inofensiva, pode ser prejudicial à saúde da pele.

Luz fria envelhece, causa câncer de pele e as pessoas precisam se proteger. Apesar de não parecer, esta luz do computador, que parece tão inofensiva, pode ser um risco. Temos relatos de um paciente que acabou desenvolvendo um câncer de pele devido ao uso excessivo de computador sobre as pernas. Isso é sério”, disse.

Ainda de acordo com a profissional, quando houver grande exposição ao sol, os cuidados devem ser redobrados, mas o uso do protetor solar deve ser mantido com aplicações pelo menos três vezes ao dia. “O uso do protetor deve fazer parte da nossa rotina e sempre recomendo que as aplicações sejam feitas pelo menos três vezes ao dia. Tem pacientes que, inclusive, colocam o celular para despertar na hora de reaplicar o produto. Estes cuidados podem evitar doenças e claro manter a pele mais bonita prevenindo o envelhecimento”, finalizou Fabrícia.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome