Comunitária juazeirense revolta-se contra cobrança de Zona Azul na porta de sua residência

3

Residente à Rua Castro Alves, no Centro de Juazeiro (BA), a comunitária Catari Maíra França de Carvalho se diz indignada com a cobrança da taxa de estacionamento rotativo Zona Azul na porta de sua casa. E solta o verbo.

Confiram:

Mais uma vez estou vindo até um blog para expor a minha indignação sobre a cidade de Juazeiro, sabendo eu que não tem valia alguma, pois a população e nada é a mesma coisa. Mas não custa nada deixar um depoimento de total insatisfação.

Tem mais ou menos uns dois anos que fiz uma denúncia em um blog sobre o descaso da Rua Castro Alves, localizada no Centro da cidade, pois a mesma é constantemente suja, e ainda possui um terreno ao lado da minha residência que serve mais como depósito de sujeira. O setor responsável da prefeitura foi até lá, viu o local e resultado, como não é surpresa, nada fez e continua a mesma coisa até hoje, pois queriam que eu, moradora, fosse atrás da proprietária do terreno para pedir o número do seu CPF para que fosse notificada (absurdo, não é?).  E a rua continua a mesma imundície.

Hoje, venho mais uma vez falar dos absurdos que somente a cidade de Juazeiro tem essa capacidade: implantar Zona Azul. Tudo bem que precisa sim, organizar.

A Rua Castro Alves, Centro da cidade, é uma rua que possui mais comércio que moradores, mas os que ali residem estão passando por uma situação um tanto delicada.

No meu caso, minha residência não possui garagem, tenho uma moto e necessito colocar e tirar de dentro de casa para trabalho; não preciso justificar. Então resolvi ir atrás de resolver esse problema.

Fui até a Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte – CSTT e, em contato com o responsável, o qual me recebeu muito bem. Porém, ao informar a minha situação de que minha residência não possui garagem e necessito da minha calçada e do espaço do asfalto para a retirada do meu transporte (moto), o mesmo disse que “nada podia fazer por mim”, pois, de acordo com o código do trânsito, para que uma pessoa tenha o direito de marcar um local de garagem, o único transporte que é considerado como veículo seria o carro.

Abro um parêntese: se moto não é considerado veículo para ter a necessidade de garagem, por que a cobrança de IPVA? por que a obrigatoriedade de documentos, de capacete, de CNH, por que somos multados?

O responsável disse ainda que eu, enquanto moradora, vou ter direito a uma credencial para utilizar qualquer área da Rua Castro Alves para estacionar minha moto sem pagar nada, ou melhor, teria que pagar uma taxa de R$ 22,00 anualmente para ter esse direito.

Abro mais um parêntese: Como é que ele diz que vou ter uma credencial com direito ao estacionamento, sem pagar nada, e depois me diz que preciso pagar um valor de R$ 22,00?! Para onde vai esse dinheiro do estacionamento da minha porta?? Sem falar que, será se vai ter a minha vaga garantida na hora que eu chegar à rua?? E o estacionamento da moto, será na porta da minha casa ou terei que ir até as extremidades das ruas para estacionar e ir para a minha residência?

Ouvi ainda do responsável da CSTT que era para eu dar um jeito de tirar a minha moto de casa utilizando somente a calçada. Disse assim: “Você tira a moto com jeitinho, puxa de um lado e utiliza apenas a calçada”. Um absurdo.

Foi quando eu disse que a minha moto é grande e não tenho condição alguma de fazer esse tipo de manobra, e nem obrigação. Questionei também se sou obrigada a ter uma casa com espaço para garagem de Carro. Ele não respondeu com palavras, mas com gestos balançando os ombros. Ou seja, é. Realmente sou obrigada a ter uma casa com garagem.

Na conta de água vem cobrando uma taxa de R$ 18,10 mensalmente de coleta de lixo. Piada, pois a rua é um lixo, não vejo benefício algum com essa cobrança, e agora vem uma cobrança de R$ 22,00 de taxa de zona azul para cada morador. Mais uma taxa que pagaremos sem benefício.

PARA ONDE VAI ESSE VALOR COBRADO DE ZONA AZUL?

PARA ONDE VAI ESSA TAXA DE COLETA DE LIXO?

Catari Maíra França de Carvalho/Comunitária – Juazeiro (BA)

3 COMENTÁRIOS

  1. Em 2018 tem eleição, as pessoas precisam valorizar mais o voto e políticos sem compromissos com o cidadão devem ser banidos da política para sempre. O povo é soberano não o político, esta na constituição, o poder emana do povo para o povo. Esse prefeito de Juazeiro está demonstrando a total falta de compromisso com cidadão, o voto é a nossa arma mais eficaz lembrem bem disso na hora do voto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome