Coluna do Blog

0

Após PED, debate no PT sobre sucessão municipal de Petrolina em 2020 começa a mil por hora  

O debate acerca da disputa pela Prefeitura de Petrolina em 2020 já vai começar turbulento no diretório municipal do PT, após a polêmica declaração de uma das lideranças locais da legenda, o presidente do IPA Odacy Amorim. No início da semana, Odacy acusou o prefeito Miguel Coelho de “interferir” na legenda petista, ao dizer na imprensa local que mais de 500 filiados teriam ligação com o gestor.

Considerada do PT “orgânico” da ex-deputada Isabel Cristina, a vereadora Cristina disse ter recebido com surpresa as declarações. Primeiro, segundo ela, porque Odacy passou o domingo (8) na Câmara de Vereadores, onde ocorreu o Processo de Eleições Diretas (PED), sem fazer nenhum questionamento do tipo, assim como a comissão eleitoral que acompanhou todo o PED.

Não sei qual é a estratégia que está sendo usada, mas quero dizer que as discussões do PT têm de se dar internamente. Isso não fortalece o partido, é um jogo muito perigoso e contraditório, porque eu estava compondo a chapa 430 e o companheiro Odacy a 480. Um processo democrático, onde mais de mil filiados estiveram aqui. Tivemos centenas de filiados nossos que não votaram e ficaram chateados porque seus nomes não constavam na lista. Essa é uma discussão que passei para a deputada Marília Arraes, porque quem manda a lista é o PT nacional. Isso constrange a gente porque a gente faz visita aos filiados, eles se deslocam com todo o prazer, e quando chegam seus nomes não estão na lista e eles dão viagem perdida. Então, são coisas que vamos discutir internamente”, analisou.

O estranho, para a vereadora, é que a chapa 430, da qual participava em nível estadual e era encabeçada pelo atual presidente do PT, Glaucus Lima, foi derrotada para a 480, do deputado federal Doriel Barros, por apenas 35 votos.

Cristina disse respeitar totalmente o direito de Odacy em pleitear o nome dele para concorrer ao cargo de prefeito em 2020, mas não dá para ter uma postura na imprensa e outra dentro do PT. Ela ressaltou que o momento de discutir os rumos do partido é justamente agora, que o diretório foi definido com a renovação do mandato do presidente Robson Nascimento, apoiado por todos os filiados locais.

Defendemos candidatura própria, o ex-deputado Odacy é um candidato nato, tenho colocado isso. Mas acho que a política individualista, feita ‘pelo fígado’, não deve ser feita. Acho que ele tem que contar é com os filiados do PT”, ponderou.

Para se ter uma ideia da celeuma provocada por Odacy, Cristina foi até respaldada por alguns de seus colegas da Casa Plínio Amorim, que são de outras legendas. Sabe-se, não de agora, que pairam rumores na cidade sobre uma aproximação política de Cristina com o prefeito Miguel Coelho. A vereadora, assegura, no entanto, que não será objeto de disputa nem será usada por nenhum lado. “Vou continuar guerreando como sempre guerreei em defesa dos direitos dos trabalhadores. Cristina sempre vai ser fiel ao povo e ao PT. Sempre uso essa frase, que era da deputada Isabel Cristina”, completou. E esse debate entre os petistas está só no começo.

Absolvido

A justiça pernambucana julgou improcedente a ação promovida contra o ex-prefeito de Sertânia (PE), no Sertão do Moxotó, Guga Lins, que pedia a sua condenação por ato de improbidade administrativa em razão da não obediência aos limites com gastos de pessoal no ano de 2013. O processo contra Guga foi instaurado a partir do apontamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) de que ele ultrapassou o limite de 54% das receitas para pagamento com despesas de pessoal.

Nota máxima

Em Parnamirim, Sertão Central, o prefeito Tácio Pontes rasgou elogios às equipes que integram o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do município, que atingiu nota máxima no Indicador de Desenvolvimento (ID CRAS), divulgado pelo Ministério da Cidadania. “Temos muita gente comprometida em transformar a vida do nosso povo. Em três anos, conseguimos atingir a nota máxima, dando um salto de 2016 pra cá”, afirmou.

Geralvinho cidadão petrolinense

Quem deverá ser homenageado com um título de Cidadão Petrolinense é o advogado Geralvinho Patriota. Irmão do deputado federal Gonzaga Patriota, Geralvinho já exerceu mandato na Casa Plínio Amorim e deixou sua marca. O autor do projeto de Decreto Legislativo é do vereador Ruy Wanderley (PSC), que já atuou na Câmara Municipal com o homenageado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome