Caatinga terá destaque durante Conferência Brasileira de Mudança do Clima

1
Foto: Francis apresenta ecolume a ministro Marcos Pontes/arquivo

A Caatinga terá destaque na Conferência Brasileira da Mudança do Clima (CBMC), que acontece de quarta (6) a sexta-feira (8) no Recife (PE). Representantes de diversos setores da sociedade do país debaterão sobre oportunidades com o desenvolvimento sustentável diante da governança da crise climática. O evento servirá de propostas para o Brasil em relação ao compromisso do governo federal em relação ao acordo global do clima. A conferência é uma organização do Instituto Ethos.

Aproveitamos as potencialidades que a Caatinga (sol em abundância e a inteligência genética e bioeconômica da flora diante do clima semiárido) já tem para fazermos a adaptação e transição para uma agricultura de baixo carbono (produção agrovoltaica) que aponta para um novo modelo socioeconômico frente à crise climática e as oportunidades que surgem com elas“, frisou a climatologista Francis Lacerda, gestora da rede nacional de pesquisadores Ecolume.

A Ecolume é responsável pela criação, implantação e operação do 1ª Sistema Agrovoltaico brasileiro, instalado do Sertão do Moxotó na escola de Agroecologia Serta, que é uma Oscipe. O sistema produz o ano todo energia solar, alimento vegetal, mudas de plantas nativas para o reflorestamento e proteína animal através de um sistema fotovoltaico e hídrico fechado e orgânico.

A tecnologia engloba três subsistemas: as placas fotovoltaicas para a geração de energia elétrica e a captação de água da chuva; a produção orgânica de alimentação vegetal e animal por tubos e tranques (aquaponia) através de irrigação circular e fechada; e o reuso e reutilização da água usada em outras áreas da propriedade. A programação completa pode ser conferida no link disponibilizado pelo Blog.

1 COMENTÁRIO

  1. As ações do homem não afetam em nada o Clima, segundo o Dr. Carlos Mollion, e, eu acredito no que diz e mostra através dos seus estudos e pesquisas. Existe sim, uma grande fraude sobre mudanças climáticas, aumento do nível do mar etc.etc. Quanto a sobrevivência na Caatinga, o Criador de Todas as coisas deve estar pensando,” e eu não dei inteligência ao homem? porque é que ele quer dessalinizar água do mar e transportar para a Caatinga, eu já não faço isso através da evaporação das águas do mar, e, as transporto por meio das nuvens, e, as despejo no semiárido através das chuvas? são no mínimo 200 bilhões de metros cúbicos quando chove pouco, e, a cada quatro anos e meio eu mando de 600 a 900 bilhões de metros cúbicos” Mas o homem procura sempre o mais difícil, inventa Transposição do Rio São Francisco, pra que? quem é que vai pagar a conta da energia? é uma obra fadada ao fracasso. Vamos represar tudo quanto é córrego e riacho, ou superficialmente ou subterraneamente, essa é a solução para manter o homem do campo no campo, e não como estão fazendo, tomam as terras do homem do campo e as dão para outros, para interesses espúrios. Com a construção de uma Barragem Galgável e Subterrânea+ 4 Poços Amazonas + 4 pequenos Bombeamentos + 4 Pequenos Projetos de Irrigação por gotejamento por poço, é possível manter no campo 16 famílias, produzindo seu próprio sustento e não dependendo de carro-pipa e nem de bolsa família, nem de chapéu de couro, nem de seguro safra etc.etc., e tudo isso a um custo médios de R$ 200 mil.

Deixe uma resposta para otavio Cancelar resposta

Comentar
Seu nome