Bombeiros têm dificuldade para apagar incêndio em Pilão Arcado; área atingida é de mais de 100 km

0

Equipes do 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros (GB) enfrentam muitas dificuldades para apagar as chamas de um incêndio que atinge a zona rural de Pilão Arcado, no norte da Bahia, há mais de duas semanas. O clima seco e quente e as dificuldades de acesso tornam a operação de combate mais complicada. A informação é de que o incêndio já atingiu uma área de mais de 100 km.

De acordo com o 9º GB de Juazeiro, o fogo se alastra rapidamente pela caatinga seca, mas sem oferecer riscos às residências dos povoados e distritos.

Para o comandante da corporação, Major Tarcísio Ribeiro, a contribuição dos nativos e do poder público local tem sido primordial para o sucesso da operação. “Embora a equipe tenha avançado no combate, avaliamos que distribuindo mais equipes tornará eficaz e rápido o combate aos diversos focos de incêndios espalhados pela caatinga”, ressaltou o major.

Umburanas

Focos de incêndio também atingem uma área na cidade de Umburanas, também no norte baiano. Para lá foi deslocada uma equipe do Subgrupamento de Senhor do Bonfim, sob o comando do tenente Enderson Rocha. Eles combatem os focos na Serra Campo Largo, dentro do Complexo eólico Campo Largo.

Foi realizado um sensoriamento remoto via imagens de satélite, analisando manchas de calor detectadas via satélite. De posse das informações, foi iniciado um trabalho de abertura de trilhas para acesso aos focos, sendo realizado o resfriamento e aberturas de aceiros. (fotos/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome