Ato em protesto contra carga excessiva de impostos terá cerveja a R$ 1,00

0

Clube Libercracia. O nome pode soar estranho, mas a causa é justa e visa à desburocratização de ações voltadas ao aprimoramento da cidadania, mostrando na prática a real importância dessa palavra. O clube misturou duas palavras fortes – liberdade e democracia – para criar um movimento que reúne jovens para estudos diversos e ativismo político. Nasceu em Petrolina há pouco mais de um ano e quer difundir as ideias de liberdade individual e de livre mercado para os sertanejos.

Para colocar a missão do grupo em prática,  o ativismo político dos que fazem o Libercracia irá propor diversos eventos e atos como o que ocorrerá nesta terça-feira, 6. A data é referente ao Dia da Liberdade sem Imposto. O Clube que é formado por jovens universitários de diversas áreas como Direito, Engenharia, Medicina, promove esse modelo de protesto para alertar para a alta carga tributária que o brasileiro, paga. No Brasil se trabalha quase meio ano para pagar imposto, segundo um dos integrantes. Por isso, decidiram pegar a cerveja como exemplo.

“Escolhemos a bebida porque a carga tributária é pesada, mas os que mais sofrem com tanto imposto são o que precisam de produtos essenciais como os da alimentação”, explicou Alan Silveira, que junto com outros seis colegas atuam no Libercracia. O grupo costuma reunir em discussões, debates e palestras mais de 50 amantes da causa. No ‘Cerveja sem imposto’, o valor de R$ 1, 00 será cobrado pela garrafinha de 300 ml da bebida (conhecida como ‘periguete’). O evento está marcado num dos espaços que comerciará a cerveja sem os impostos – que quando incluídos, mais que dobram o preço da bebida. Está localizado na avenida de acesso ao Condomínio Sol Nascente, zona leste de Petrolina, a partir das 19h.

Câmara

O Clube Libercracia também tem outra meta de trabalho, que já deve entrar em ação logo. Segundo Pedro Toledo, estudante de Direito a exemplo do colega Alan, eles farão um levantamento do que foi aprovado nos últimos dez anos na Câmara de Vereadores de Petrolina.

“Vamos  analisar tudo que a Câmara vem produzindo nos últimos dez anos. Já estamos com os ofícios prontos e, através de nosso Laboratório de Política, vamos levantar o que realmente será necessário para ajudar na atuação dos vereadores voltados para a nossa realidade”, contou Pedro.

Ele ressalta também que o grupo já tinha um projeto de empresas adotarem espaços públicos como as praças, semelhante ao que o prefeito Miguel Coelho lançou recentemente na cidade. “As empresas cuidam das praças e utilizam esse espaço para se promover com espaço publicitário, mas o prefeito pensou e ainda bem que teve essa iniciativa”, disse Pedro. “Temos um novo projeto de parceria com as empresas e a comunidade para adoção do Parque Josepha Coelho e a Ilha do Fogo. Acreditamos que só a parceria com a iniciativa privada daria essa segurança na preservação e cuidado que esses espaços merecem. Montaremos todo o projeto e vamos em busca da prefeitura para autorizar o trabalho, e dos parceiros para executar e cuidar”, frisou Alan.

Os estudantes explicaram que a parceria pode não ser só com empresários, mas com entidades, clubes de serviços, associações, a comunidade. “Todos podem se integrar aos projetos do grupo”, atesta Alan.

“Você pode ajudar a cuidar de sua cidade, independente do político. Se você quiser, também pode contribuir para melhorar o lugar que mora”, ressaltou Pedro. O Clube Libercracia vai lançar ainda este ano o seu laboratório de política pública para levar o trabalho do ativismo político já iniciado em Petrolina para outras cidades do Vale do São Francisco.

“Em quatro anos queremos chegar com nossa ação pelo menos nas três principais cidades da região”, concluiu Alan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome