Araripina: Chegada das chuvas leva Secretaria de Saúde a reforçar alerta contra Aedes aegypti

0
Mosquito Aedes aegypti

Em Araripina (PE), Sertão do Araripe, a chegada das chuvas levou a Secretaria Municipal de Saúde a reforçar um alerta à população para a necessidade de redobrar os cuidados e a atenção quanto a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Segundo informação do Departamento de Vigilância Epidemiológica, em 2017 foram registrados em Araripina apenas 18 casos de dengue, zika e chikungunya.

Esse resultado é fruto de um trabalho diário dos agentes de endemias, do comitê de arboviroses, das palestras educativas como a implantação do Programa Saúde na Escola – em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, como também da comunidade que tem se empenhado no combate ao mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya”, disse Álvaro Salvador, secretário municipal de Saúde.

Uso de repelentes

Desde que devidamente registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os repelentes de uso tópico, aplicados na pele, também podem fazer parte dos cuidados contra o Aedes aegypti por mulheres grávidas.

A Pasta ressalta para os seguintes cuidados:

  • Mantenha bem tampados caixas d’água, jarras, cisternas, poços ou qualquer outro reservatório de água;
  • Mantenha as lixeiras tampadas e secas. Nunca jogue lixo em terrenos baldios;
  • Coloque no lixo todo objeto que possa acumular água. O lixo deve ser colocado em sacos plásticos bem fechados;
  • Lave os bebedouros de animais com uma bucha pelo menos uma vez por semana e troque a água todos os dias;
  • Cubra e guarde os pneus em locais secos, protegidos das chuvas;
  • Guarde as garrafas secas de cabeça para baixo e não deixe no quintal objetos que acumulem água;
  • Encha os pratinhos de plantas com areia;
  • Retire a água acumulada sobre a laje;
  • Mantenha as calhas d’água limpas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome