Agosto apresenta redução nos homicídios e crimes em PE, mas números ainda são alarmantes

0

A Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco registrou, no mês de agosto, 413 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), 34 a menos em relação a julho (447). Com isso, o mês é o segundo de 2017 com menos homicídios, perdendo apenas para junho (380). A queda em todo o Estado foi de 7,61%. Apesar dessa redução, os números – que foram apresentados ontem (15) – ainda são alarmantes.

Agosto também teve queda nos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), que englobam assaltos a transeuntes, roubos a ônibus, bancos e outros que visam a subtração de valores e pertences. Foram contabilizados 10.206 crimes dessa natureza, contra 10.675 no mês anterior, o que significa uma diminuição de 4,39%. Em relação a janeiro, quando foram registrados 11.351 CVPs, a queda chega a 11,21%.

Tivemos, no mês de agosto, a prisão e retirada de circulação de 226 homicidas (36 a mais em relação a julho), sendo 1.583 em todo o ano. As polícias estão trabalhando de forma integrada e produzindo intensamente, fazendo a sua parte. Operações de repressão qualificada, a Força no Foco e a Impacto Integrado já atuaram em 50 cidades pernambucanas. E estamos ampliando a ostensividade com ajustes operacionais, a exemplo do ocorrido na Avenida Agamenon Magalhães. Teremos maior capacidade com a chegada dos 1.500 policiais militares em formação e a ativação do Biesp, em Caruaru, e do Bope, na Capital”, explica o secretário Antonio de Pádua.

Motivações

Os CVLIs de agosto foram motivados, em sua maioria, pelo tráfico de drogas e outras atividades criminais (57,6%), conflitos na comunidade (15,5%), conflitos afetivos ou familiares (exceto feminicídios) (4,1%) e feminicídio (1,5%). No último dia 4, o governador Paulo Câmara assinou decreto retirando o termo crime passional dos boletins de ocorrência. Com isso, as mortes de mulheres praticadas pelos seus companheiros ou ex-companheiros serão tipificadas como feminicídio, aumentando a notificação dos casos.

A produtividade policial, em agosto, foi de 530 armas apreendidas, 510 mandados de prisão cumpridos, 2.298 prisões em flagrante, 519 autuações por ato infracional e 453 ações de combate ao tráfico de drogas. As informações são do Governo de Pernambuco. (foto/arquivo Blog)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome